PCAR4 – AQUELES 1%, 10%, 20% SAFADÃO!

Bolsas, Brasil, Thoughts

Impressionante como análises simples nos dão bons insights, não a toa Peter Lynch conta que costumava a ir ao shopping com a filha só para observar seus padrões de consumo e aprender sobre a sociedade. Essa é a vida do analista observar e tentar entender o que se passa.

Voltei a pouco ao Brasil…a saudade da família me fez querer inclusive ir fazer compras no supermercado em sua companhia. Programão de índio, mas bom pra matar a saudade.

Pra minha surpresa, ao invés dos tradicionais grandes redes a escolha de minha família recaiu sobre o Super Davi. Super Davi tem um estacionamento num terreno ao lado, não tem ar condicionado, corredores são apertados, iluminação não e lá essas coisas e os carrinhos não são novos. No super Davi tu encontra marcas que nem sabia que existia, das mais cidades do interior do Brasil e uma ou outra coisa importada. Dá pra comprar coisas em caixas fechadas (maior quantidade), tem locutor anunciando promoção relampago e por aí vai…. Nada mais é do que aquele “Atacadão Safadão” 99% ou 90%, quem sabe 70% preço normal, mas com aqueles 1%, 10% ou até 30% de desconto que todo mundo gosta!

Por que estou falando isso? Porque sei que minha família não é exceção a regra. Inflação incrementa consumo de marca próprias ou desconhecidas. Perda do poder de compra faz o consumidor mudar hábitos. Dólar alto faz o consumidor preferir o produto importado. Além disso, a gasolina cara nos leva a procurar supermercado mais perto, sem custo de estacionamento.

Se muita gente pensar assim, qual seria a expectativa para o fluxo de pessoas em grandes supermercados do Pão de Açúcar (PCAR4) por exemplo? Olhando a perspectiva para o país e essa análise, diria que nada promissora.

Saiu no Valor hoje:

As operações que enfrentam maiores dificuldades hoje são hipermercados Extra, Via Varejo e Cnova. Apesar de esforços de gestão, analistas dizem que empresa tem sido mais eficiente em cortar custos do que em melhorar seu posicionamento competitivo.

Dados da ABRAS (gráfico) de vendas de supermercado também não se mostram nada promissores, com as vendas crescendo menos que a inflação…junta a isso a grande mudança no management e a perda milionária em estoques que tiveram recentemente e pronto, tenho meus motivos para não comprar PCAR mesmo com as quedas. A meu ver empresa deve seguir perdendo share para os Atacadões safadões do Brasil afora!

 

safadao2

Leave a Reply