BUGG2

20160727 – Thoughts

Bolsas, Brasil, China, Curiosidades, Emergentes, EUA, Europa, Tônica do Dia

TÔNICA DO DIA

Bom dia a todos,

“O que vamos fazer hoje Cérebro? Tentar adivinhar se os mercados vão realizar” 

Esse desenho era muito bom! Quantos lembram? 

Enfim parece haver esse sentimento no mercado após a alta de 30% no ano e 13% no mês … aquela ideia de que nossa bolsa “esticou” e uma realização parece iminente. Mas quem tá dentro não quer sair e quem tá fora está doido pra entrar. Well nessa batida seguimos.

Internamente seguimos com poucas “news” o que é bom. Cena corporativa tem chamado atenção. Ontem a VALE “acordou” subindo forte…algum motivo? Não que eu tenha visto…sempre dá pra achar…minério subiu 1%, dólar também subiu de leve…fiz um post sobre ela lá embaixo.

Temos ainda a OPA ou re-IPO de Energisa com uma demanda 3x maior que a oferta mostrando que mercado aceita pagar caro por ativos…seja porque é novidade, seja na crença da flipagem…empresa não é ruim, só me pareceu bem precificada.

Via Varejo finalizou as investigações na Cnova revelando alguns “ajustes” de mais de R$550MM em seus números dos últimos anos…com um impacto final negativo de R$ 126MM no patrimônio líquido…não é pouca coisa não!

ROMIzinha divulgou resultado..comento lá embaixo também.

Lá fora o dia começa positivo com futuros americanos subindo 0,2%, ouro e prata estáveis e petróleo caindo levemente, 0,5%. Reflexo de números corporativos e em compasso de espera da decisão do FOMC e especialmente do seu comunicado pós-decisão. #NãoVaiTerHike ao menos por enquanto, mas e no futuro? Na Ásia novamente as expectativas (notícia Reuters) de um pacote de estímulos no Japão (falam em apenas US$ 268 bi!) jogou o Yean pra baixo e ajudou o Nikkei a fechar em alta de 1,7%…mas nada oficial ainda. Na Europa tudo tranquilo com Stoxx 600 subindo 0,6% também no aguardo do FOMC….ajudou também, o dado de PIB do 2T16 no UK que cresceu 0,6% e bateu expectativas em +0,4%, ainda que o mercado saiba que o efeito do Brexit vai ser sentido nos próximos; ah o Santander reportou resultado com queda de 50% no lucro…já o lucro do Deutsche teve uma “quedinha” de 98%…se seguem na cadeira que sexta sai os testes de stress dos bancos europeus.

 

LÁ FORA

 

EUA – MALES QUE VEM PRA BEM…

Sempre comento aqui que o mundo vive uma mutação…muita coisa inexplicada…deflação, juros negativos, terrorismo e por aí vai.

Outra observação interessante e cada vez mais real é uma certa falência da industria pelo mundo…talvez o termo tenha sido muito forte, mas o fato é que esta vem perdendo importância sobre maneira! Dá uma olhada no gráfico para economia americana: 

 

Olha se for pra se livrar das centrais sindicais e dos Lulas que por aí surgem, eu não acho uma má ideia não…a males que vem pra bem! Rs

 

 

EUA – COPO MEIO VAZIO 

PMI de serviços nos EUA deu uma decepcionada…é a história aquela do copo meio vazio…

pmiservices eua

 

 

MERCADO IMOBILIÁRIO – LOCATION, LOCATION, LOCATION 2

Ontem postei sobre a venda de casas usadas nos EUA, bem como os preços dessas e de casas na Europa…seguindo na linha do mercado imobiliário, as expectativas com os preços dos imóveis no Reino Unido vem caindo desde o Brexit…nada diferente do que se imaginava que fosse acontecer não?

 

 

CHINA – A SEGUNDA CRIANÇA

Muito se falou, comentou, criticou, analisou, etc. sobre a política chinesa do filho único. Evitar a superpopulação foi a justificativa. De alguns anos pra cá, já visualizando o envelhecimento da população e os problemas previdenciários dele decorrentes, o governo autorizou a segunda criança…não é notícia nova…a análise vem agora: segundo estudo do Morgan Stanley a política da segunda criança “Two-Child-Policy” (definição) não vai conseguir reverter essa tendência de envelhecimento da população na China. 

E aí como vai ser quando os chineses envelhecerem? Quem vai pagar a conta?

 

 

NO BRASIL

ROMI3 – EM ROMI ESPERO ENCONTRAR INCOME  4

Empresa reportou resultado do 2T16. Vou ser breve…até porque tem conference agora as 10hs e não posso perder. Números fracos mas dentro do esperado para o cenário horroroso que viveu…Ebitda de R$ 5,6 MM revertendo Ebitda negativo dos trimestres anteriores…mas ainda com prejuízo. Estamos falando do vale em termos de pedidos e produção industrial, etc. Um operacional satisfatório e dentro do possível a meu ver.

Mas disparado o mais importante foi o aumento na carteira de pedidos. Do seu release: 

O volume de entrada de pedidos observado no 2T16 foi 75,1% superior ao 2T15, devido a importantes projetos conquistados pela subsidiária alemã B+W no Oriente Médio e na Ásia, cujos prazos de entrega são, em sua maioria, para o ano 2017, e pela entrada de pedidos da Unidade de Negócio de Fundidos e Usinados, impulsionado pela maior demanda do segmento de peças fundidas e usinadas de grande porte.

romi4

Com esse aumento a ROMI tem hoje em seu backlog um valor de R$ 317MM, que é 13% maior que suas receitas do 1S16 …e isso sem contar que a recuperação da divisão Máquinas Romi ainda nem começou…essa divisão é extremamente importante para ROMI e seguiu apresentando resultados fracos.

Ahh um detalhe os caras recompraram 9% do free float em 3 semanas segundo seu release. Foi aprovado em 06/04/2016 e concluido dia 29/04/2016…preço médio de R$ 1,85! Nada mal hein! 

Vou ouvir co conference e comento mais amanhã.  

 

 

E QUANTO VALE A VALE? 

E a Vale hein? Não é todo dia que vemos uma das maiores mineadoras do mundo negociando abaixo do seu valor de patrimônio…cerca de 60% pra ser mais exato….bom, talvez por isso o papel tenha “acordado” ontem. 

Num desses emails de resumo do mercado recebi uns highlights de um relatório do pessoal do CS. Não averiguei números, mas assumo que estejam fazendo projeções em bases racionais. Baseado nessa tabela, diria que só se acha valor em Vale se você acreditar que minério pode ir além dos US$60/ton….nesse patamar, mesmo com câmbio a R$ 3,10 daria pra dizer que o papel está barato, negociando a 4,4x Ev/Ebitda. Acho a aposta mega arriscada!

valesensibilidadedoEVebtida

China uma caixa preta…medidas de estímulo podem jogar esse minério pra cima…mas alavancagem e outras várias coisas que poderiam explodir por lá, poderiam levar esse minério para metade! E o pior de tudo, isso faz MTA diferença para o valuation da Vale.

Os desinventimentos poderiam ajudar na redução de dívida e fazer o papel ganhar momentum como dizem por aí…falam da divisão de fertilizantes…quem lembra da Fostfertil que ela comprou lá por 2010? Peguei na veia esse trade na carteira XP na época…mas o ponto é que isso me parece outro tiro no escuro.

Como disse ali em cima, não é todo dia que você vê a segunda maior mineradora do mundo negociando abaixo de valor de patrimônio…mas tem alguns caroços nesse angú. Rapadura é doce mas não é mole! Penso que uma operação limitando a perda, ainda que limite o ganho, com opções lá pra setembro, me parece interessante

 

 

PETR – SÓ PRA LEMBRAR

Petro vem andando em bolsa..é verdade…nova diretoria…venda de ativos e tudo mais. Mas a montanha de dívida segue existindo e cabe lembrar que o pré-sal é praticamente inviável com petróleo a US$ 50!

Quem disse isso foi Segen Estefen, conselheiro da empresa…e ainda segundo ele o preço deve continuar assim por anos ou talvez “décadas”

Já postei aqui um gráfico do breakeven de produção em diferentes condições…varia entre US$ 35 e US$ 50….sendo o “nosso” o mais caro, pois é exploração em águas profundas.

Enfim, só pra lembrar…

 

 

 

VENTO QUE VENTA CÁ, VENTA LÁ TAMBÉM!

Semana passada postei que yields por aqui vinham caindo com a entrada de investidores estrangeiros pela busca do yield perdido ou raro hoje no mundo…repito o gráfico:

 

Interessante notar que a Índia também vem passando pelo mesmo momento…prova de que o capital não tem pátria e que busca constantemente ser remunerado…vento que venta cá, venta lá também.

 

E indo para o mercado de dívida, veja que os high yield bonds de mercados emergentes (gráfico abaixo do BofA Merril Lynch) tem vindo abaixo…ou seja, procura pelos títulos tem sido alta, elevando seus preços e reduzindo os yields….mais uma prova clara de que esse mundo é interligado e o que acontece aqui é um simples resultado do que está acontecendo no mundo…por isso sigo com meu approach Top Down! Ou seja, apesar de ser um fundamentalista convicto, penso que olhar apenas a empresa, num país emergente pode ser bem perigoso…por isso prefiro manter um olho na macroeconomia mesmo!  

 

 

 

SERÁ QUE FEZ PICO? 

Será que o desemprego fez pico? Será que o pior realmente já passou? Hoje temos CAGED … vamos ver.

Enquanto isso na Holanda o desemprego segue caindo…ai ai ai … que saudades de Amsterdam! 

 

 

CURIOSIDADES…

IS THIS THE TOP OF DOW?

top

 

 

 

Era isso, 

Abs.

WILL

 

 

Leave a Reply