BUGG2

20160803 – Thoughts

Bolsas, Brasil, Curiosidades, EUA, Europa, Moedas, Thoughts, Tônica do Dia

TÔNICA DO DIA

Bom dia a todos,

Dia corrido. Vamos lá futuros americanos em baixa de 0,2%, Ásia fechou em forte queda de 1,7%, Europa em baixa de 0,2%, petróleo se recupera 0,6%.

Porque o mau humor? Na verdade um mix…de tudo um pouquinho…tipo varias gotas num copo cheio…transborda e cai! Vamos lá: preço de petróleo em baixa nos últimos dias(US$ 39,75), saúde dos bancos no mundo é um problema, impotência do
s bancos centrais em motivar a economia, dados fracos nos EUA (venda de carros e gastos do consumidor). Tivemos ainda o PMI de serviços da Inglaterra com uma forte contração saindo de 52,3 para 47,4, ou seja, contração da atividade de serviços por lá (mega relevante para aquela economia). Contrabalanceando tivemos o ADP que mostrou uma criação de empregos acima do esperado.

Internamente, os riscos do congresso decepcionar os investidores parece se fazer presente e ajuda na realização por aqui. Queda ontem foi forte…assustou…diria que até os 54k é uma pausa pra respirar ok a meu ver. Ontem Temer não conseguiu quórum para aprovar a meta fiscal de 2017 nem avançar na PEC 241, a mais relevante de todas as PEC’s. Hoje tem votação na questão da renegociação das dívidas dos Estados….enfim listei ontem os meus receios com agosto…cenário em geral segue benigno, mas o mercado já esta olhando aqueles temores mais de perto.

LÁ FORA

EUA – BEAR MARKET A VISTA?

Olha que interessante a análise feita nesse blog (www.thefelderreport.com): Basicamente ele está dizendo que no passado, quando os earnings (lucros) das empresas caíram o que se viu foi a queda nas ações…logo ele sustenta a tese de que o S&P deve refletir isso em breve, dado que os lucros já mostraram queda…

Over the past half-century, we have never seen a decline in earnings of this magnitude without at least a 20% fall in stock prices, a hurdle many use to define a bear market.

fredgraph

 

EUA – CLINTON É BULLISH? 

Ontem comentei sobre a montanha de dinheiro que vem sendo colocada na eleição de Hillary….Ainda na análise da possível interpretação do mercado frente as eleições nos EUA…estudo do BofA reforça essa ideia de que o mercado (Wall Street) já tem o seu candidato…por quê? Simples, historicamente a troca do comando, sem que houvesse a troca de partido foi a que gerou mais retorno olhando o S&P.

 

Além disso, o mesmo estudo também mostra que, em termos de retorno das ações, o melhor resultado é produzido quando você tem um presidente Democrata, mas com um congresso dominado por uma maioria Republicana….Interessante não?

 

EUROPA – BONS VENTOS NA EUROPA

Sempre comento aqui da difícil situação da economia européia…são diversos dados que mostram desde fraqueza a total falta de perspectivas. Mas convém também olhar o outro lado da moeda…chamar atenção para o que esta sendo bem feito, ou números que melhorem…

Veja que a inflação medida pelo CPI mostrou algum avanço, o que denota alguma atividade econômica…

 

PIB espanhol vem melhorando e o país já cresceu 3x mais que os EUA no primeiro semestre desse ano (3% contra 1% dos EUA anualizando a taxa).

 

Desemprego na Itália segue alto, mas não só parou de crescer como mostrou uma queda desde 2015 e se mostra estável…desafio ainda é grande, mas parece já ter sido pior.

 

O DÓLAR E A VOLTA DO PADRÃO-OURO? 

Acho interessante essas análises de ciclos longos. Análise do CS sugere que esse ciclo de apreciação do dólar frente a outras moedas não foi tão longo, mas a magnitude da variação foi bastante relevante. Até o pico de janeiro desse ano, essa alta havia sido de 42% desde 2011! Isso é contra uma cesta de moedas…movimento bastante relevante!

E de agora em diante? Com o enfraquecimento da economia americana decorrente das eleições por lá e ainda a demora de uma futura retomada, é possível que vejamos uma mudança de dessa tendência…ou ao menos uma mudança do mindset do mercado frente a isso…difícil é achar uma alternativa ao dólar como reserva de valor…Euro? Petróleo? Só o ouro mesmo…seria a volta do padrão-ouro?    

CICLODODOLAR

 

 

NO BRASIL

BEEF3 – UM BUEN ASADO EN UNA COPA DE VINO

Seguindo nas lições aprendidas no Uruguai…comentei que estava por lá curtindo com minha família. Decidimos fazer um churrasco…seria o nosso jantar…questão é que decidimos um pouco tarde…e estamos falando do interior do Uruguai…não easadoxiste supermercado que vá até muito tarde…e carne boa se compra nos açougues, as “carnicerias”. Pois bem, chegamos as 17hs numa carniceria local…perdidos, como bons turistas…pedindo uma boa carne…ao que o açougueiro nos olhou meio atravessado…mas uruguaio é gente boa…ele foi sincero disse que o que estava exposto era o que havia, mas que seria possível fazer algo interessante com um: chuleton e coleta de quadril…ah e tinha um vazio (fraldinha) também. Voltei a pousada e assei a carne….IMPRESSIONANTE o sabor! A carne que supostamente sobrou era uma delícia!! E o melhor de tudo, o custo para um carne para 8 pessoas foram módicos R$ 120!!

Segunda lição: Vantagens comparativas! Se eu quisesse fazer algo parecido no RJ ou SP, ou até mesmo em Vitória garanto que iria custar o dobro…Uruguai tem a vantagem de ter muita carne e de qualidade…fica difícil de competir!

Da mesma forma o Brasil apresenta vantagens comparativas importantes na produção de carne. Veja que o custo de produção do gado de abate no Brasil é um dos mais competitivos do mundo.

beef1

Retornando no tempo, esse mercado hoje ainda sofre a falta de boi no pasto que é resultado de um ciclo longo que se iniciou em 2013-14. O abate de fêmeas caiu de 42% do total do rebanho para 38% nos últimos 3 a 4 anos…basicamente pelo alto preço de bezerros o que fez os produtores manterem as fêmeas, reduzindo a oferta de carne. Existem motivos para acreditar que o pior já passou e que já em 2017 possamos ver uma melhora nesse sentido, algo fundamental para os custos (já competitivos mesmo no low do ciclo) das empresas. O principal é o preço…a relação preço x custo de engorda do animal que veio subindo, gerando assim um incentivo a produção.

beef2

Outra vantagem competitiva é o ganho de escala que as grandes do setor apresentam após o recente período de consolidação do setor. As 3 grandes JBS, Marfrig e Minerva aumentaram seu share no abate de gado de 28% para 56% do total. Isso é muito relevante pois aumento o poder de preços desses players e lhes confere uma melhor possibilidade de lidar com os custos de suas operações.

beef3

Amanhã continuo falando um pouco de preço e valuation dos papeis…

Mas antes um parágrafo rápido do Resultado: me chamou atenção o nível de ROIC da empresa em 28,9% 1,18 p.p acima do 2T15. Margem Ebitda cresceu 1p.p. mesmo com queda de abates, menor volume de vendas o que denota o esforço da empresa em melhorar sua eficiência operacional. Alavancagem foi beneficiada com queda do dólar e marcação da dívida…de qualquer forma 2,7x DL/Ebitda me parece bem ok. Empresa  Conference as 10hs pode dar um “cheiro” melhor do que está por vir especialmente após mencionarem que retiveram alguns cortes no estoque, com objetivo de obter melhores margens, através da melhor precificação destes produtos no mercado internacional (estratégia de “long”)…. Isso acabou por adiar o reconhecimento das vendas que supostamente seriam contabilizadas no 2T16…quero entender melhor isso, pois pode ser que tenhamos uma perspectiva boa pra o 3T.  

 

 

CURIOSIDADES…

BANCO STARBUCKS? 

Não sou fã da Starbuks, já aviso…não estou dizendo que é ruim, mas prefiro cafés com alma, mais com a cara do dono que não sejam padronizados…gosto de falar com quem me atende, dar bom dia, boa tarde…enfim….

Mas é inegável a potencia da empresa…veja que o Starbuks possui mais dinheiro em caixa que muito banco por aí…especialmente os italianos..hehehe…são R$ 3,9 BI só de caixa…isso é maior que o Patrimônio Liquido do Banco Pine e Daycoval somados…hehe

Infographic: Starbucks Holds More Cash Than Many Banks | Statista

 

 

 

Era isso, 

Abs.

WILL

 

 

Leave a Reply