CARTEIRA WILL – 20170403

Carteira do Will

Bom vamos lá…

Vendi minhas Fibria com essa alta recente. Acho que tem espaço para andar, mas meu objetivo é reduzir a zero o patrimônio em ações diretamente e focar tudo no clube da empresa a qual sou sócio…alinhamento de interesse é fundamental…logo, para o cotista do clube, saber que os sócios estão juntos “na barca” é um diferencial bom a meu ver.

Então essa venda explica os 9% de caixa…liquidando isso vai ser alocado no clube.

No mais nada de alterações…

 

Meu objetivo com essa carteira? 

IPCA+7%. Com isso conseguiria dobrar meu capital de forma REAL em 10 anos! Fazendo isso por 30 anos seguidos meu patrimônio saltaria mais de 7x o que tenho hoje e eu teria uma aposentadoria bem tranquila! É o poder do tempo e dos juros compostos meu amigo!!

 

 

Carteira_Will_A_abr17_1

 

E conforme prometido está aqui a abertura da minha carteira de fundos…lembrando que com taxas em queda os instrumentos de renda fixa ficam menos atrativos, logo penso que faça sentido alocar uma parcela relevante do meu capital em bons gestores…caras com histórico de geração de valor e que sabem efetivamente operar diferentes mercados.

Ué Will mas tu não sabe nada de renda fixa? Ou, porque tu não faz por ti mesmo? Algumas razões: 

  1. Porque estou alocando em gestoras consolidadas e com anos de experiência (entenda-se: conhecimento) e com capacidade de buscar retornos excepcionais em operações que eu mesmo não domino.
  2. Porque o objetivo não é ter 100% do CDI e sim algo mais do que isso!
  3. Atuais instrumentos de RF não estão lá essas coisas…e os fundos são uma boa e líquida alternativa.

 

Carteira_Will_B_abr17_1

Falando dos Fundos…

O XP Referenciado DI é essencialmente um fundo que uso como caixa, por isso o baixo percentual aplicado.

O Modal Institucional me fornece liquidez, estabilidade e um retorno bem honesto com baixa volatilidade … é a parcela de segurança dessa minha “carteira de fundos” … o “porto seguro”.

Objetivo com esses dois seria chegar a algo perto de 110% do CDI.

 

modal e xpRef

 

Um cara diferente é o XP Long&Short. O master fechou para captação e invisto através de outro veículo o XP Long e Short 60 que é espelho do master, mas com uma liquidez um pouco pior. Abaixo o gráfico do Master.é um fundo não direcional em bolsa, ou seja, ele compra e vende ativos…aposta numa performance relativa melhor dos ativos comprados ante uma carteira vendida bem diversificada. Fundo tem uma performance muito boa no longo e a equipe é de alta qualidade. Tomou porrada recentemente com o evento de Sanepar que afetou as demais empresas do setor, mas é pontual.

Objetivo com ele é ganhar uns 150% do CDI. ..#oremos.

 

xp ls

 

Eai temos os multimercados mais “tradicionais”, ainda que eles tenham perfis e exposições que não são necessariamente semelhantes. São eles: ARX Extra (verde); Mauá Macro (vermelho); Canvas Enduro II (azul). Abaixo a comparação de 12 meses.

A maior alocação no ARX se deve ao seu maior sharpe num prazo mais longo…o gráfico abaixo é só de 12 meses, mas tais fundos tem histórico maior e numa janela maior, o ARX mostra uma consistência melhor…acredito que seja pelo fato dele ter uma exposição em operações de Long&Short em bolsa, coisa que o Mauá e o Canvas Enduro não fazem. Mas me sinto bem confortável com todos eles.

Meu objetivo com esse pedaço da carteira também é algo em torno de 150% do CDI…objetivo…tipo meta/sonho…rs

 

3 fundos

2 comments

Leave a Reply