BN-UO686_Dshot_NS_20170807004340

HIGHLIGHTS ECONÔMICOS: EUA, ALEMANHA, BRASIL e VENEZUELA

Brasil, Curiosidades, Emergentes, EUA, Lá Fora

NOS EUA…

Payroll foi forte…ok. Mas algumas tendências seguem chamando atenção…

A primeira é mais uma curiosidade mesmo, o fato de que a geração de empregos no setor de varejo americano caiu pela primeira vez desde 2010. Na verdade já havia uma tendência a uma criação estável de empregos no setor…o que ocorreu agora é que se fechou mais posições do que foram criadas…reflaxo da celeuma criada pela Amazon e a “falência” do varejo tradicional … cenas dos próximos capítulos…

 

Outra coisa que chamou atenção é o fato da participação de trabalhadores sem um ensino médio concluído que aumentou bastante…em outras palavras, mais trabalhadores menos qualificados engrossam a mão de obra americana.

 

E isso nos diz também que a produtividade do trabalho americano tende a ser menor com trabalhadores menos qualificados…isso também nos diz que a renda real agregada tende a crescer menos com a maior participação de trabalhadores “mais baratos”.

 

E pra acabar, apesar do dado forte, não houve grande alteração no cenário de juros por lá…ou seja, apesar de certa força, os agentes ainda duvidam que o FED possa subir juros agressivamente no curto prazo.

 

NA ALEMANHA 

O motor da economia europeia vai muito bem obrigado! Isso é bom para economia global … Europa de forma agregada é um player importante e sua recuperação é algo positivo.  Veja que o último dado da atividade na construção segue muito forte:

 

E a forte industria germânica surpreendeu pra cima crescendo 5% na comparação anual!

 

Com isso $$ não vai faltar para os alemães gastarem na Grécia ou em Mallorca…

german greece

 

 

NO BRASIL…

Começando por um gráfico que mostra nossa triste realidade…Investimento como proporção do PIB é RIDÍCULO no Brasil! Ficamos atrás de nossos peers…como querer crescer de forma sustentada??#PHODA!

 

“N” motivos e análises podem ser feitas, podemos entrar na discussão eterna de Investimento e poupança…bem ao estilo ovo e galinha de quem veio primeiro…veja que nossa taxa de poupança é igualmente ridícula:

Mas fato é fato. Logo o crescimento atual é mais um espasmo de nossa história e se nada for feito tende a ser baixo…sem investimentos não vamos pra frente …essa é a triste realidade.

 

Saindo do negativo, indo para o positivo:

TACALE PAU NESSE CARRINHO MARCOVÉIO!!

Não sei quantos de vocês lembram do vídeo aquele do youtube que fez sucesso uns tempos atrás…no final eu posto ele, porque aí a referência ao título acima vai fazer sentido…fato é que pra nós gaúchos ele faz mais sentido…típico sotaque e brincadeira do interior…da serra do meu querido Rio Grande.

Mas o fato é que estamos “tacandole pau nos carrinho”! Ou seja, acelerando, produzindo e vendendo!

De acordo com dados da Fenabrave, 178,8 mil veículos leves (automóveis e comerciais leves) foram vendidos em julho. Isso é a 5ª alta consecutiva após 26 meses que queda…não é pouca coisa…e mais, na variação anual crescimento de 2.3% após +13.7% no mês anterior.

Uma explicação seria o uso dos saques de contas inativas do FGTS….não sei se esses seriam tão poderosos assim, mas deve estar ajudando sim.

Olhando para os demais segmentos, as vendas de caminhões foram mais modestas +1.8% na comparação mensal; e as vendas de ônibus caíram 13% também na comparação mensal….antes que você pense que deu ruim para a Marcopolo, saiba que não! Isso porque desde novembro/16 quando as vendas de ônibus atingiram o mínimo histórico da série iniciada 91, as vendas já acumulam alta de 70%!! Não é pouca coisa…por isso penso que o resultado da POMO pode surpreender muita gente…essa semana veremos. Vale monitorar!

Variando mas seguindo no tema, a produção de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil em julho subiu 5,9% ante junho segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). E pasmem, ante junho/16 a alta foi de 17,9% e no acumulado do ano até julho, a produção alcança alta de 22,4%.

As vendas caíram 1,9% em julho, mas no ano tivemos alta de 3,4%. Mas o que chama atenção são as exportações de veículos e máquinas agrícolas com alta de 46,8% ante julho/16 e 52% ante 2016.

 

 

E para acabar VENEZUELA…

Os bolivares venzuelanos valem nada mesmo…tipo 19 mil pra 1 dólar no mercado negro!!

Por vezes achamos que a história jamais se repetiria, mas a capacidade humana de ser burra e errar nos mesmos erros é impressionante. Meus pêsames aos nossos hermanos venezuelanos. Agora muitos usam balanças para contar moeda!!

Leave a Reply