COISAS QUE O MERCADO FALA

O QUE SE FALA NA BOLSA

Bolsas

 

Cara alguém me mandou isso e achei muito legal…um apanhado das expressões que usamos no mercado…as quais servem pra tudo na real…muito bom!

Me lembrou aqueles vídeos que fizemos uns tempos atrás….coloco o link no final para o “COISAS QUE O MERCADO FALA” 

 

VAMOS A ELAS …

Andar de lado – Significa que o mercado opera estável, sem apontar uma tendência de alta ou de baixa.

Bater – Vender

Bearish – No mercado de ações, indica que a Bolsa está com forte tendência de queda. Termo americano alusivo ao movimento de ataque do urso, feito de baixo para cima.

Benchmark – É o ponto de referência para as aplicações financeiras. Um fundo de ações atrelado ao Ibovespa, por exemplo, tem como referência o Ibovespa. No mínimo, a aplicação deve apresentar rendimento bem próximo à variação do índice.

Bola, bola – Preço redondo de uma cotação. Dizer que o preço é “dois bola, bola”, significa R$ 2,00. Quando já é de domínio do mercado que o preço está próximo de um valor redondo, então o operador diz apenas “bola-bola”.

Bullish – É o contrário de bearish. Faz referência ao ataque do touro, feito de baixo para cima. Significa que a Bolsa está com forte tendência de alta.

Catar lata – As ações que o investidor adquiriu não tiveram o desempenho esperado, e então ele procura reduzir as perdas na operação.

Chapa branca – Atuação do Governo no mercado. Geralmente utilizada quando algum fundo de pensão ou o BNDES realizam alguma transação.

Chinese wall – Termo utilizado para caracterizar a atuação independente entre os vários setores de um banco.

Choise – Comprar e vender no mesmo preço para estreitar o spread

Colocar o boi na sombra – Quando o investidor ganha muito dinheiro em uma operação no mercado, ao ponto de não precisar mais trabalhar. Administra o que ganhou e vai descansar. Comprado – Diz-se do investidor que comprou ou está comprando um determinado ativo.

Dar um fechado – Significa que o negócio foi realizado, concluído, fechado.

Day-trade – Operação financeira de compra e venda de ativos que ocorre em um único dia.

Derreter – Os operadores dizem que um determinado mercado está derretendo quando está em movimento de queda.

Dormir posicionado – O investidor mantém a aplicação durante um fim de semana ou feriado, correndo o risco de que algum fato interfira no rendimento.

Duque – 200

Enfiar – Quando é vendido o ativo pela quantidade e preço sugeridos.

Entupido de papel – Diz-se de um investidor possui muitas ações de uma empresa ou setor, e na verdade deveria estar vendendo essas mesmas ações.

Espirrar – O mercado de ações espirra quando dá um grande salto, para baixo ou para cima.

Estar zerado – Estar fora do mercado ou sair da aplicação que vinha mantendo.

Fazer o giro – Termo específico de uma operação de day-trade, indicando que a operação foi bem-sucedida.

Financiar – Quando é comprada uma ação no mercado à vista e vendida outra no mercado de opções.

Fumar – Quando está poscionado em um ativo e perde.

Galo – 50

Levar – Quando o operador apregoa que quer o spread de uma operação.

Lixo – Afirmam que o mercado “está um lixo” quando não há liquidez.

Long – Diz-se de uma posição comprada em um ativo.

Mão fraca – Operador que costuma perder

Mão forte – Operador que costuma ganhar

Micar – Ficar com o mico ou micar é o mesmo que ficar com um ativo que perdeu todo o seu valor.

O circo está montado – Gíria usada pelo mercado quando há notícias, positivas ou negativas, capazes de determinar a tendência do mercado.

Papel – O mesmo que uma ação negociada na Bolsa de Valores.

Pagão – Quando o investidor está disposto a pagar até determinado preço por um ativo. Então o operador diz que está “pagão” até determinado valor.

Pesado – Quando tem muitos investidores querendo vender determinado ativo.

Posicionado – Condição do investidor que mantém sua aplicação em algum ativo financeiro. Se aplicou em ações do setor de consumo, por exemplo, então está posicionado nesses papéis.

Pull Back – O termo é usado pelos analistas para dizer que um papel, cotado abaixo do preço justo, se recuperou ou vai se recuperar.

Quilo – Substitui a palavra milhão.

Quina – 500

Raspar – É utilizado para a compra de uma quantidade indeterminada de um ativo até determinado valor pré-estipulado.

Realizar o lucro – Obter o lucro com a venda de um ativo financeiro, após ter apresentado valorização frente à data inicial de compra.

Reversão – Quando é vendido um papel à vista para a compra de uma ação no mercado de opções.

Short – Diz-se de uma posição vendida em uma ativo.

Stop-lost – Preço limite de perda estabelecido pelo investidor, a partir do qual não se aceita mais qualquer negócio.

Stopar – Gíria derivada de stop-lost, que indica parar.

Swap – Jargão usado para um contrato de troca, seja ele de moedas, commodities ou ativos financeiros.

Tomar – Quando é comprado o ativo pela quantidade e preço sugeridos.

Tomar calor – Quando não se concetriza a aposta que o investidor fez em uma determinada ação.

Top Pick – Diz-se de um mercado ou ativo que é o favorito.

Trader – Termo americano, aceito internacionalmente, para identificar o indivíduo que opera no mercado financeiro.

Trigger – É usado no mercado para identificar o motivo que desencadeou a alta ou a baixa da Bolsa em um determinado dia.

Upside – Valorização.

Vendido – Diz-se do investidor que vendeu ou está vendendo os ativos.

Virar pó – Muito usado no mercado de opções. Indica que o ativo perdeu todo o valor.

Fazer um Boi- Montar uma trava de alta.

Fazer uma Vaca- Montar uma trava de baixa.

Gaguejo- Comprar ou vender aos pouquinhos.

As Gregas- Acompanhar variavies como delta, gamma, theta……

 

COISAS QUE O MERCADO FALA 1

 

COISAS QUE O MERCADO FALA 2

 

COISAS QUE O MERCADO FALA 3

 

4 comments

Leave a Reply