man building a brick wall

HIGHLIGHTS ECONÔMICOS: CONVERSA COM LEITOR E TIJOLOS…

Brasil

Essa semana fui indagado ou digamos contrariado por um leitor…postei um gráfico da confiança do consumidor e chamei atenção a sua correlação positiva com a Bolsa….dando a entender ou justificando esse bom momento da bolsa. Ele contrapôs com o fato de que o indicador as últimas medições vinha apontando para baixo….

Leitor, eu não te conheço, mas já gosto de ti…vlw…gosto muito dessa interação…gosto de ser indagado e questionado…não quero estar certo, quero ganhar $ e outras visões são muito bem vindas!!! 

Antes de respondê-lo deixe-me chamar atenção para um dado que é beeeeemmm importante e saiu essa semana que passou…

 

EMPREGO 

O mercado de trabalho brasileiro registrou em agosto deste ano a abertura de 35.457 vagas com carteira assinada…FOI “SÓ” O MELHOR AGOSTO DESDE 2014!!

Tiveram desempenho positivo os setores de serviços, com a criação de 23.299 vagas; indústria da transformação (12.873 vagas), comércio (10.721), construção civil (1.017) e administração pública (528).

No acumulado do ano, o saldo líquido de contratações foi de 163.417.

O salário médio real de admissão no ano teve um aumento de 5,3% passando de R$ 1.419,83 em dezembro de 2016 para R$ 1.495,83 no mês passado. Na comparação com agosto do ano passado, essa variação chegou a 6%.

Segundo o coordenador de estatística do ministério, Mario Magalhães, a tendência para o resultado do Caged em setembro é que o saldo líquido do emprego seja melhor do que o apurado em agosto. “A sazonalidade dos meses de setembro e outubro é uma sazonalidade positiva”, disse.

E veja que isso teve impacto na confiança!! 

 

Caged+confiança

CONFIANÇA

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) apresentou alta de 1,4 ponto em setembro e foi a 82,3 pontos. Assim o indicador volta ao mesmo nível de junho, quando a confiança em geral no país foi afetada pela crise política que eclodiu em maio com delações contra o presidente Michel Temer.

“O resultado parece estar relacionado a uma ligeira melhora na percepção sobre o mercado de trabalho e no gradual afastamento do risco de crise política. Isso, no entanto, não parece ter sido suficiente para alterar o perfil ainda cauteloso do consumidor“, afirma Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora da Sondagem do Consumidor.

 

confiança consumidor set17

O Índice da Situação Atual (ISA) teve leve alta de 0,2 ponto e foi a 70,9 pontos, com o avanço do indicador que mede a satisfação dos consumidores sobre a situação econômica no momento. Já o Índice de Expectativas (IE) avançou 2,2 pontos e chegou a 91,1 pontos, com melhora do indicador que mede o otimismo em relação à economia.

confiança consumidor set17 2

 

Também tivemos a previa da confiança da indústria que subiu em 0,1 ponto e já atinge a 92,3 pontos.

 

ConfIndSet17

 

Então respondendo ao leitor: eu concordo que é muito perigoso embarcar num otimismo desmedido e que tem muito a ser feito…mas meu compromisso aqui é com a verdade e os dados tem mostrado uma melhora em quase todos indicadores econômicos (quase todos porque a situação fiscal segue uma bosta). A confiança apontou pra cima e isso é bom para bolsa. 

 

Seguindo

 

INFLAÇÃO

Tivemos essa semana o importante RTI (Relatório Trimestral de Inflação)…o resultado resumido:

# Inflação pra baixo (desse ano e 2018)…3,2% pra esse ano e 4,3% pra ano que vem.

# PIB pra cima … de +0,5% para + 0,7% esse ano

 

Em setembro a inflação foi de 0,11% e no ano a inflação acumulada está em 2,56%! Dá pra acreditar? Tipo 1º  mundo!! Rs … not really pq lá a inflação ta quase no zero …mas enfim…

O Rafael Bevilacqua da Eleven Financial postou esse gráfico da abertura dos itens de inflação … ficou bem legal porque mostra onde está vindo essa deflação…essencialmente alimentação e um pouco de comunicação também…não fosse a gasolina a inflação seria menor ainda!

RTI inflação set17 2

E isso impactou os juros que seguem o mergulho….obviamente que as taxas curtas (2 anos = linha vermelha), mais do que as longas (5 anos = azul e 10 anos = cinza)…mas ainda assim as longas também tem se mexido!  #acabouAcrise #presidento

 

Seguindo….

 

CONSTRUÇÃO

E se todos esses bons indicadores resolverem virar verdade na economia, tem um setor que tem muito para andar….o de construção…por ora o que tem se visto no setor é só a boa e velha sacanagem…nego puxando uns papeis de forma estranha …algo meio sem nexo na minha simples e limitada forma de ver….não to falando de EZTC ou MRV … mas sim das TRIS3, GFSA3 e da segunda derivada BBRK3…mas enfim…também não conheço o que se passa com elas…

Mas o que me chama atenção foram alguns comentários que li a respeito…

Primeiro> O presidente do Santander Brasil, Sérgio Rial, afirmou que o banco está se posicionando de “forma muito contundente” com ofertas de crédito sob expectativa de recuperação da economia, especialmente no segmento imobiliário.

“Estamos nos posicionando já, principalmente no crédito imobiliário, em algo que efetivamente ainda não aconteceu. Estamos oferecendo uma alternativa a uma série de consumidores de sair de um crédito imobiliário de dois dígitos e vir para o Santander para se financiar a 9,49% [ao ano]. “

Segundo> o copresidente da incorporadora Even, Dany Muszakat falou que a velocidade das vendas de dois empreendimentos lançados neste semestre – um em São Paulo e outro no Rio Grande do Sul – ficaram acima do esperado. Palavras dele:

“Os estandes estão mais cheios. Esperamos que o segundo semestre seja melhor do que o primeiro”, disse. “O ambiente é propício para aumento da confiança”, analisou.

Indicador de confiança do setor desse mês ainda não saiu, mas tô curioso pra ver…acho inclusive que pode ser trigger para os papeis do setor…vale monitorar.

 

Sigo vendo um tijolo após o outro sendo colocado nessa construção da nossa recuperação…tem que ter paciência…mas a parede está subindo…o que falta a meu ver são algumas vigas mais fortes tais como a reforma da previdência…isso sim daria sustentação a essa construção….quem sabe…#oremos! 

 

 

 

 

4 comments

  • Valeu a dedicatória…

    Indicadores antecedentes de confiança (indústria, serviços, construção, NUCI INDÚSTRIA) têm mostrado uma recuperação e uma tendência de alta, mas o outro lado da equação existe o consumo. Vemos os indicadores de confiança do Consumo ou Varejo numa leve tendência de baixa/estabilidade, seja FGV seja FECOMERCIO. Existe um pessoal perguntando se não é o esgotamento dos recursos do FTGS sobre a economia. O povo gastou, mas esqueceu de pagar algumas dívidas…

    Não sou bearish com a Economia, só não estou long varejistas para a temporada de resultados de Q3, até porque varejo cíclico e não cíclico subiram como um foguete…

    abs

    • boa …. tb estou meio cético com esse oba oba de varejo….gosto de CRFB, mas aí é outra história..e no cp sofre com inflação de alimentos pra baixo…CGRA é um tesouro que não comprei e so vejo subir…e quero olhar ALPA.

  • Voltou Forte a Confiança do Comércio!

    Esse é o maior problema do investidor/trader, acha que tá caro/subiu muito e a ação continua subindo! Não peguei TGMA3

    • Exato…o senso comum nos diz que subiu muito, mas temos que reconhecer que não sabemos de nada…por isso gosto de postar aqui esses highlights porque me obrigam a ficar de radar ligado no que ta rolando.

      Como te disse dados de confiança estão dando sustentação a essa alta….

      seguimos monitorando!

      E não te preocupa em querer pegar todas pernas de altas…Munger ensina que não temos que estar up to date com tudo q se passa no mundo.

Leave a Reply