Buggpedia: O que são ETF’S?

Buggpedia
ETF – EXCHANGE TRADED FUND
O que é um ETF? Como funciona esse investimento?

 

A sigla “ETF” vem da palavra em inglês “Exchange Traded Fund” que pode ser traduzida grosseiramente como “Fundos negociados em Bolsa”. Os ETF’s comumente são chamados de Fundos de Índices, podem ser definidos como uma “cesta” ou um “pacote” de ações com características pré-determinadas em comuns que são compiladas em um único ativo. Ou seja, é um índice que rastreia “alguma coisa”… que investe em ativos pertencentes a uma determinada classe ou índice – podem ser desde fundos que investem em ouro, até aqueles que investem em ações de empresas de biotecnologia…é um escopo bem amplo na real. Os ETF’s mais conhecidos ou que ganharam mais fama, são aqueles  que tem por objetivo reproduzir o desempenho de índices específicos, como por exemplo o Ibovespa, ou S&P 500, ou Índice de empresas do setor Financeiro por exemplo.

Dessa forma, quando se compra um ETF, você está comprando nada mais e nada menos que um conjunto de ações com características semelhantes. Vale destacar que como os ETF’s são negociados em bolsa, são passíveis as oscilações de mercado. Outro ponto interessante é que os investidores tem direito a parte dos lucros, tanto JCP (Juros Sobre Capital Próprio) como Dividendos, além disso, caso o fundo seja liquidado o investidor tem direito a um valor residual. A propriedade de um ETF pode ser transferida, comprada ou vendida da mesma maneira que ações.

TIPOS DE ETF’s

Como já dito anteriormente, esses ativos tem como objetivo replicarem a performance de determinado índice. Logo, a tendência é que cada ETF tenha sua característica em particular sobre os ativos que formam a sua composição.

Abaixo vou por algumas imagens de lista de ETF’s de algumas bolsas.

Essa primeira é da Bovespa, é a lista de ETF que podem ser encontradas nesse link: Lista de ETF Bovespa.

 

Essa próxima é a lista de ETF da NYSE (New York Stock Exchange), segue a lista também: Lista de ETF NYSE.

E por último a lista da Nasdaq, segue o link da lista: Lista ETF NASDAQ.

 

Só lembrando que existem muitos outros ETF’s de muitas outras bolsas, só não da pra ficar postando todos, por isso foquei nesses…. e vamos a parte que interessa!!

COMO INVESTIR EM ETF

Por serem ativos negociados em Bolsa de Valores, qualquer investidor pode ter acesso a esse tipo de investimento através do Homer Broker da sua corretora, operando nessa plataforma da mesma maneira como se estivesse operando para comprar ações.

Sendo assim, basta você enviar uma ordem de compra ou de venda via Homer Broker da sua corretora.

Caso queira operar ETF’s de bolsas como NASDAQ, NYSE e outras, terá que criar uma conta em alguma corretora que ofereça o serviço para operar em bolsas como NYSE e NASDAQ. Em um artigo sobre “Como investir lá fora”, o Will aborda sobre como abrir uma conta em uma corretora nos Estados Unidos e as suas limitações… Vale a pena a conferida.

Obs: A tributação dos ETF’s podem não ser muito vantajosas quando comparado a investimentos diretos em ações… Isso por que ações possuem duas isenções nas quais ETF’s não possuem, sendo elas isenção para vendas de até R$20.000,00 por mês e a isenção de IR sobre os dividendos (15% de IR). Fora que ao executar uma venda de um ETF, o investidor pagar 15% de IR sobre o lucro, independente do valor negociado. 

 

POR QUE INVESTIR EM ETF’s

Uns dos principais motivos é por diversificação. Por o ETF ser uma “cesta” com vários ativos lastreados de um determinado setor ou índice especificamente, o investidor estará aumentando o seu leque de setores de forma simples e ampla. Oportunidade de entrar em vários papeis com baixo custo… Pois, se o investidor assim desejar entrar em cada papel de um determinado Fundo de Índice individualmente, sairia muito caro operacionalmente…

Como contraponto, posso citar o fato de que sendo um fundo, ele possui uma taxa de administração para “rodar” a estrutura. Se por um lado torna mais barato e executável a exposição a um pool de ações, um número maior de ativos…por outro, você para paga para isso através da taxa de administração.

Aplicar em ETF pode tornar o seu investimento mais prático, no sentindo da praticidade que esse ativo de dá. Como são ativos que representam índices específicos, basta o investidor pesquisar sobre o índice que ele tenha interesse e aplicar na ETF que possa ser mais satisfatória ao replicar o índice escolhido.

A tributação não deve ser algo desanimador para o investidor, pois, devido a sua praticidade, rapidez, simplicidade torna um investimento para diversificação de carteira muito interessante a se considerar, dada a sua cobertura em vários papeis. É importante dizer que esse tipo de investimento é muito recomendado para investidores que pensam no longo prazo, dada a sua liquidez baixa no Brasil, caso o investidor precise de uma liquidez “imediata” poderá ficar frustrado, por isso vale ficar atento a isto.

 

Espero ter ajudado, e até a próxima!

 

2 comments

  • Will, comecei a acompanhar seu trabalho e estou gostando muito, parabéns!

    Gostaria de saber o que você pensa sobre IVVB11. Embora a bolsa americana esteja esticada, ela está assim há anos e não pareve sar sinais de enfraquecimento no curto prazo.

    Enfim, você acha que é uma boa comprar esse ETF agora?

    Obrigado e abraços!

    • Po que legal meu caro!
      Cara então, sobre investimentos no exterior penso que a melhor forma, ou, o jeito que eu faço para mim, é investindo lá em fora.
      Pq? Pq seu investimento é dolarizado…você dolariza parte dos teus investimentos, algo que penso ser fundamental….além do mais tem ETF’s lá nos EUA que são mais eficientes e mais líquidos que o IVBB11.
      Se teu horizonte de investimentos é 5 ou 10 anos ok…no curto prazo 1, 2 ou 3 anos é possível sim que em algum momento sofra…mas veja que 2008 aconteceu e passados 10 anos o S&P se valorizou bem e venceu aquela crise.
      Enfim, espero ter ajudado.
      Abs

Leave a Reply