BIDI: Banco Intermedium, porque fico de fora…

Empresas, Vídeos

Meu objetivo aqui não é comentar tim tim por tin tin ou explicar direitinho o banco, mas sim dizer o que eu vou fazer com minha grana e porque tomei a decisão que tomei. TODAS infos aqui são públicas e foram encontradas no Prospecto preliminar da oferta que você pode acessar aqui: CLIQUE AQUI.

Fiz esse vídeo resumindo e postei no meu canal …  se quiser me segue lá.

A análise mais completa você encontra mais abaixo.

 

Pra analisar preciso escrever algumas coisas…vamos a elas:

Começando pelo final…de onde vem o lucro do banco? 

Vem do banco itself! Sim parece óbvio, mas quando tu olha o Bradesco e Itaú pode ver que crédito já não tem toda relevância…porque será? Porque talvez não seja o melhor businness? Talvez…ao menos é minha opinião. Inter toma dinheiro a um custo médio na casa dos IPCA+9% …soma isso ao seu k próprio e empresta uma média de IPCA+11% em média….com o aporte de recursos e considerando que o custo de capital de terceiros através da oferta seja de uns digamos 12% ou 11% esse spread poderia aumentar melhorando assim  ROE do banco. Ainda assim, olhando exatemente o ROE do Banco dá pra ver que é BEEEEMMM menor que os grandes bancos.

Já que o negócio do banco é ser banco mesmo, cabe olhar sua carteira de crédito. Abaixo o gráfico:

 

Sim ela cresceu bem 38% ao ano não é pouco não…mas dá pra ver que o crescimento se deu calcado no desenvolvimento dos crédito imobiliário e o consignado que juntos respondem por 85% da carteira. Seu produto principal então é o imobiliário. Pra quem e de que tipo?

Não a toa o CEO é da família dona da MRV. Então sim o banco cresceu através de um produto destinado ao principal business da família. O que não quero dizer que é ruim não…só uma contestação. Basicamente eles financiam a compra e o uso do patrimônio imobiliário como garantia para outros empréstimos.

Qual a qualidade desse crédito? 

Em geral tendo o colateral que é a casa do sujeito o risco é menor….o consignado também representa um crédito de menor risco…então, em tese o risco seria menor. Mas olhando seus números dá pra ver que a inadimplência é maior que a média do SFN o que não me parece ser bom, ainda que tenha caído bem no último ano.

Outro ponto que não me agrada nisso tudo é que Consignado é um setor de elevada concorrência o que deprime potencial de crescimento de margens e retorno.

 

Mas não é banco digital Will? 

Quem leu até aqui viu que eu não falei nada sobre esse ser um banco Digital, com uma pegada Fintech e inovador. Sim isso foi de propósito. A empresa se vende muito como isso, um banco digital. Mas achei importante chamar atenção que até aqui o que sustenta a empresa não é esse crescimento exponencial nesse segmento digital, mas sim a boa e velha operação imobiliária e o consignado.

Mas é notório o crescimento…não temo como negar…os gráficos abaixo resumem bem:

E no prospecto tem muitos dados bem interessantes que reforçam o óbvio: o mundo digital veio para mudar completamente a forma com que nos relacionamos ou relacionávamos com as instituições financeiras. Isso está dado! Nesse sentido, o banco está 100% certo. Abaixo um slide resumo disso:

Mas voltando ao banco, basicamente a pessoa abre a conta sem gastar nada, usa o banco sem gastar nada….e o banco por sua vez, fica na esperança de que você consuma, algum produto oferecido por eles: crédito, seguro, investimento, etc. … logo precisam ampliar a linha de produtos para que vendam mais…tipo um supermercado que tem que meia dúzia de produtos…se aumentar pra 2 dúzias tem chance de mais gente comprar algo….enfim, faz sentido e estão fazendo. Mas os demais produtos ainda representam pouco dos resultados do banco e a falta de receita de tarifas tal qual ITAU e Bradesco tem é uma aposta ousada de uma receita bem bacana que os bancões tem.

O que me incomoda é que a composição de sua carteira de clientes é essencialmente de renda menor e, ao menos em tese com menor capacidade de consumo…ainda que talvez de fato necessitem crédito. Abaixo a pizza da composição de clientes:

Será que esses caras vão realmente consumir produtos de investimento? Seguros? Câmbio? Confesso que não sei.

 

Resumindo e concluindo

Mas enfim acho a ideia legal, acho inovação importante, tem um track record de crescimento e tudo mais. Agora não sei se o lado digital do banco vai dar certo! Simples assim! O resultado até aqui não foi nada digital…como sei se o cara do digital, o qual custa ~R$ 26,00 para o banco captar (dados da empresa) está realmente consumindo produtos e pagando a conta?

Outra questão é que esse cara tem uns concorrentes bons como BTG Ditigal, Original, Netxt, Nubank e por aí vai.

Por fim, sou cético, ou não gosto muito de pagar caro pra ver. Empresa lucrou R$ 48 MM em 2017. Considerando o preço médio da oferta a empresa sairia avaliada em R$ 2BI. Supondo a manutenção do trend de crescimento de lucro (uns ~30%) e acreditando que vão entregar R$ 62MM estaríamos falando de uma relação P/L de 32x….seguindo esse ritmo de 30% de crescimento chegaria a 2020 com P/L abaixo de 20x, o que ainda assim não me parece nenhuma barganha.

Ele gerava um ROE de ~12% (descontando efeito não recorrente em 2017), valor bbeeemmm abaixo da média acima de 20% dos bancões brasileiros…mais em linha com Banrisul, ABC…os bancos médios. A diferença é que esses bancos negociam com prêmio pequeno frente seu valor de patrimônio, já o Inter vem a mercado valendo mais de 2x seu valor de patrimônio pós-oferta. Acho caro.

Pra acabar e isso deveria ser o motivo suficiente, é que se chama INTER!!! É Strong SELL!! Se fosse GRÊMIO era comprar e correr pro abraço! E ainda patrocina o SÃO PAULO?!?!?! Tô fora! kkkkk

 

 

31 comments

  • Parabéns pela análise, Will.

    Quanto ao patrocínio, pelo que li, eles não tem interesse em times com passagem pela série B, pelo visto o patrocínio não chegará ao Sul. KKK

  • Will, parabéns pelo post…sem querer misturar futebol com investimento mas a instituição financeira que eu mais admiro é a Crefisa haha !

  • Fala Will, você leva em consideração o segmento de listagem? Eles optaram pelo Nivel 1 de governança corporativa, qual sua opinião sobre isso? Abs

    • Cara não acho que seja a coisa mais importante, mas tem que ser observado sim.
      Governança deles não parece ruim não.
      Em geral acho o case OK, só achei caro mesmo e de difícil projeção, pois o crescimento passado não parece se conectar com a expectativa de crescimento futuro decorrente do avanço do modelo digital.

  • Excelente análise, Will! Valuation de fato muito esticado, baseado na expectativa de crescimento. Também prefiro não pagar para ver.

  • Estou analisando ainda, vi pontos positivos e negativos. IPO sempre fico com pé atrás, nem que eu pegue poucos pregões depois como fiz com IRB.

    Podemos ver o inter virar uma mglu/radl, se conseguir vender essa ideia de digital fintech gourmet sem gluten ao mercado, o P/L de 30 pode não significar muita coisa. Eles suportaram um bom crescimento, passa a impressão que a estrutura de TI montada é boa e talvez os concorrentes levem mais tempo pra montar algo parecido.
    O seu ponto da renda é muito interessante, adicionaria também que pelo que vi em forum e em conversas com correntistas do banco, são em boa parte gente com educação financeira que buscou no banco um meio de NÃO pagar TED e anuidade de cartão. Mas talvez o publico de renda mais tímida, seja o que de fato vá buscar empréstimo, consignado e afins, cabe lembrar que o grupo tem conhecimento dessa faixa pela MRV.

    Um ponto que vi é que a seguradora não é toda do inter, ponto negativo IMO. Além do risco da exposição a um banco pequeno qndo tem Itub e cia na bolsa. São muitos SE para ser uma boa compra no IPO, acaba indo para futurologia de apostar que o crescimento vai se concretizar e o P/L reduzir pra 10.

  • Falando sobre a experiência em ser cliente do banco, minha avaliação é ótima. O sistema é bom, intuitivo, e o aplicativo funciona muito bem também. Quanto a facilidade de fazer depósitos por boleto, TEDs e etc, é sensacional, nunca tive nenhum tipo de problema. O cartão de crédito, particularmente, achei muito lento a liberação de maior limite. Fui usuário por mais de 1 ano até ter o primeiro aumento “natural”, pois não dá pra pedir o aumento do limite. Em linhas gerais, gosto do banco como cliente, mas como investidor realmente pode não ser a melhor pedida. Abraços, parabéns pelo post.

    • Obrigado. Excelente este teu comentário!
      Poisé de tudo q vi só elogios até agora…problema eh q sistema começa a dar problema quando não suporta tamanho ou mta gente….ou não da problema algum e se prova muito bom.
      Só o tempo dirá

  • ótimo post! suas análises são brilhantes por conseguir que mesmo um leigo em administração/economia consiga entender a lógica do valuation da empresa…
    Quando puder, e se estiver no seu radar, poderia analisar os IPOs de hapvida e notredame intermedica?
    Principalmente quanto ao valuation, se na faixa de preço dos IPOs as empresas parecem atrativas ou não…
    Estou tendendo a participar do IPO da hapvida, mas IPO é quase sempre uma cilada…

  • Depois teu blog ( site ) agora, nunca comento em nenhum, mas tenho que falar, achei o conteúdo mto bom, parabéns, vou acompanhar 🙂

  • Faz um post completão, vídeo, ou um combo até, ensinando como avaliar algo, seja o que for, para investir. É preciso isso antes de tentar mostrar o q mostrou.
    Abraço.

  • Ola Will!
    Parabéns pela analise, muito boa!
    Poderia apenas demonstrar como chegou nas contas de custo de captação (IPCA+9% ) e como chegou nas contas do custo dos empréstimos que o banco faz (IPCA+11%).
    Att.,

  • Will, legal mas você não acredita que com mais clientes a carteira de credito imob e consg consequentemente não vai ampliar? E em relação ao Valuation eu acho que ele é aceitável pelo crescimento visto nos últimos anos. Se continuar assim seria uma boa correto? A sua dúvida é se ele vai continuar assim e você não quer pagar pra ver?

    • Em tese sim, mas em tese muita coisa é possível…
      De qualquer forma o processo de captação de crédito para financiamento imob ainda é burocrático…ainda tem papelada, cartório, etc.
      Se tu acredita que o banco vai continuar entregando 50% de crescimento de lucro ele pode ser até considerado barato! Questão é que eu prefiro não pagar pra ver…

  • Olá Will,

    Muito boa a sua análise como sempre!

    Outra coisa que me incomoda com a base de clientes além da citada por ti (renda média baixa = pequena propensão a consumir produtos valor agregado alto), é o fato de que muitos que abrem a conta no banco Inter são pessoas que entendem um pouco mais de finanças e não querem ficar acomodado pagando taxas para os grandes bancos, e com isso entendo que este perfil quase não possui propensão a tomar empréstimos (produto este que é o principal business de um banco).

    • Poisé tenho sérias dúvidas se esse cliente atual que deixa zero de receita vai “virar” … e se virar, QDO vai virar … pq ficar carregando o cara tem custos….enfim posso estar muito errado, mas não tenho toda essa empolgação que muitos dizem não.
      Mas sobre o 1º dia de negociação o que ditará isso será o tamanho da demanda proporcionalmente a qtd de ações ofertada inicialmente.
      Abs

  • Fala Will!
    Você continua com a mesma opinião quanto ao banco inter? O banco segue crescendo forte… agora tem a poupança ainda…
    Forte abraço!

Leave a Reply