20180423 – Tônica da Semana: Brasil is my darling in Miami e aqui tb!

A Tônica

Detesto ser repetitivo, mas serei…por uma boa razão…começo a Tônica com 2 gráficos claros que respondem porque a bolsa recuperou bem o tombo de segunda passada…

Primeiro dá uma olhada no Petróleo (linha preta), Metais (linha azul) e o agregado das commodities (linha verde).

Segundo o natural e consequente fluxo estrangeiro (gráfico da Eleven Financial) …

Commodities puxaram e gringo entra…simples assim!

“tem que manter isso viu”

E sobre essa questão do petróleo, além das intensões dos Sauditas e da OPEP em puxarem o preço para realização do IPO da Aramco (já comentei aqui), os estoques de gás natural estão encerrando o inverno no hemisfério norte bem abaixo da média de 5 anos (área hachurada em cinza)… isso ajuda a manter a pressão sobre o Petróleo.

E estoques seguem diminuindo fortemente:

E isso a meu ver é muito bom para nós! controla a valorização do dólar que vinha comentando aqui com vocês, fortalece as commodities o que nos é favoravel.

Não obstante, as previsões seguem sendo positivas para o crescimento do mundo o que reforça esse call positivo para commodities. Abaixo as previsões do FMI que seguiram se expandindo de outubro pra cá (eles revisam isso trimestralmente).

Até a Europa atualmente trabalha com uma utilização de capacidade instalada bem perto de máximas vistas lá em 2008, mostrando que a atividade segue firme por lá.

Olhando INTERNAMENTE…

Olhando internamente, depois do fraco dado das vendas no varejo de  fevereiro, o indicador ICVA da Cielo mostrou uma recuperação boa em março.

Mas meu compromisso é com a verdade…e a verdade é que tivemos um dado um pouco negativo na Sondagem da indústria da FGV. Nada desesperador, mas não foi bom. A prévia da Sondagem da Indústria de abril de 2018 sinaliza queda de 0,7 ponto do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de março, para 101,0 pontos.

Enfim longe de desespero, mas os últimos dados não corroboram um país com uma atividade econômica mais pujante.

Inflação também segue bem abaixo da meta o que reforça uma atividade não tão forte assim.

Pra Acabar…

Ainda assim gostaria de deixar uma mensagem positiva… a meu ver não é por acaso que o “homem de ouro” (Goldman Sachs) soltou esse relatório semana passada:

Segundo a reportagem MEGA otimistas com BraZil:

Among the group’s recommended trades and “conviction views” is going long Brazilian equities, and buying the currencies of Brazil, Chile and Peru against the dollar. Perhaps the most eye-catching is a forecast for the Brazilian real to reach 3 per dollar in three months, from 3.4078 late Tuesday — a surge of almost 14 percent.

Apostando forte na queda do dólar:

Se der certo e o dólar cair palmas para mim que citei isso aqui…se der errado a culpa é do Goldman…não minha! kkkk

E  outra coisa interessante, veja que o fluxo de investimentos em ETF’s voltados a mercados emergente (linha verde) e para a América Latina  (linha marrom) só veio crescendo! Abaixo o gráfico que compara isso…é uma forma do investidor comum se expor tais mercados….posto aqui só pra reforçar o viés positivo.

Ahh e no report do Goldman eles ainda citam o seguinte:

On Brazil, Goldman’s not alone in its optimism. A survey at a conference of money managers and analysts in Miami last month showed the country to be the investor darling, in the run-up to presidential elections in October.

Enfim…vocês sabem, sou viesado mesmo a olhar o nosso copo meio cheio…estou comprado e quero que mercado suba, então isso é um baita viés que tem que ser considerado em qualquer análise que eu faça. 

Infelizmente não estava nessa conferência em Miami  com os money managers e analistas (abaixo a foto deles)  mas concordo que, apesar dos pesares, o Brasil segue sendo “my darling”. 

Resultado de imagem para tony montana and friends

Era isso

Aquele abs.

 

 

9 comments

Leave a Reply