CARTEIRA WILL – 20180604

Carteira do Will

CARTEIRA

Finalmente bateu o resgate D+60 de um fundo e finalmente cheguei na composição que gostaria de chegar. Sim pode parecer arriscado ter ~75% da carteira em ações….

Mas pra mim risco deriva de não saber o que está sendo feito com meu dinheiro. Em ações ao menos tenho experiência…conheço o mercado…sei as alternativas, as formas de proteção e o risco que corro. Isso não quer dizer que eu não tenha dado vários murros na mesa, que eu não tenha ficado indignado ou desesperado vendo meu patrimônio cair muitas vezes….mas é assim mesmo…rs.

Ainda assim, o saldo é positivo.

As dificuldades e o ano como um todo parecem mais do que nunca nebulosos….mas se não tivesse RISCO não haveria PRÊMIO ao tomador de risco! Se não houver risco, você não vai ganhar 30%, 50%, 100%! 

Então vamos com fé e calma pois a maior mola propulsora do acúmulo de grana são os juros compostos e seu efeito no tempo!

Resultado de imagem para WARREN BUFFETT JUROS COMPOSTOS

FUNDOS

Com o resgate do Gripen fiquei com esses 3 fundos….todos no Itaú…uma forma de ganhar a isenção da tarifa da conta…ainda que na verdade eu estou pagando essa tarifa indieramente pelas taxas de administração dos fundos que tenho lá…mas enfim.

O Maxime RF é um fundo caixa…liquidez d+1 e baixo rendimento…uma espécie de poupança onde deixo 3% da minha grana para qualquer eventualidade. O Adam Macro é um multimercado gerido pelo Marcio Apel que é um cara genial, ainda que erre como todo mundo…ao todo tenho ~8% da minha grana nele (35% x 24% do que tenho alocado em fundos). O Garde era pra ser um dinheiro de acúmulo, mais tranquilo…mas a vol esse ano e a fraca performance ao logo do ano me decepcionaram um pouco…mas enfim, por enquanto sigo com 12% da minha grana lá.

AÇÕES

Seguindo o meu compromisso de seguir investindo nos papéis que figuram na Carteira #NOTBAD, comprei QGEP3 na sexta aproveitando a queda dos preços….fiz breve comentário sobre ela no post de sexta. Na sequência, já que saiu da NOTBAD, reduzi e devo retirar as ações da SAPR11, ainda que veja valo no papel.

No mais sigo com os papeis que tenho “ex” carteira #notbad que são a UNIP6, a VULC3 e HAPV3.

E os papeis da carteira: BRAP3, BRSR6, CARD3, MGLU3 e QGEP3.

Obviamente se mantenho esses papéis em carteira é porque acredito que TODOS podem se valorizar! #oremos

#NOTBAD

Aqui o que tenho a dizer é que depois de 12 meses encerrados agora no final de maio a carteira fechou com nada mais nada menos do que 95,5% de valorização contra 21,8% do Ibovespa! 

Realmente #NOTBAD!

Fico feliz porque essa não é uma carteira recomenda, mas sim aquilo que faço com o meu dinheiro como vocês podem ver pela composição acima da minha parcela de ações do portfólio.

Espero que venham mais 12 meses com boas valorizações!

Publiquei aqui a carteira na sexta passada, dia 01/06/2018 o primeiro dia útil do mês:

CARTEIRA #NOTBAD – JUNHO 2018

Era isso

Aquele Abs.

 

4 comments

  • Olá Will. Acha prudente retirar SAPR11 da carteira agora? Além de excelente e regular histórico de fundamentos, teve aumento de tarifas em meados de Maio (que deve impactar positivamente já no 2T18). Historicamente também divulga Dividendos este mês (3,7% , se repetir o valor de 2017). Ainda, dia 06/06 haverá um encontro com investidores e acionista (Sanepar Day), que pode ser um drive de destravamento para o papel. Enfim, temos muitos eventos potencialmente positivos para o mês. Será que o risco eleitoral é tão significativo? Abraço.

    • Eduardo muito bem pontuado…se fosse uma carteira de 6 ativos ela estaria com certeza. blz?
      Fui na linha de acionar mais beta mesmo, além do risco político que me desagrada muito.

Leave a Reply