20180702 – Tônica da Semana: Devaneios de um bull convicto

A Tônica

Comentei semana passada que tinha um feeling, um sentimento bom … algo difícil de explicar ou uma tese até mesmo difícil de sustentar, pois não tem um embasamento racional clássico…tipo 3 motivos para comprar agora.  Até dá pra arranjar esses 3 motivos…mas tem uns outros 15 que ti dizem espere! Rs

Fato é que as certezas vão sendo precificadas rapidamente em bolsa e acabam por retirar oportunidades ímpares…é tipo o pegar ou largar … hoje ainda temos a oportunidade de “pegar” um IBOV negociando abaixo da média do múltiplo P/L … mas supondo um cenário com Bolsnaro eleito e Paulo Guedes dando as cartas na economia e conseguindo avançar minimamente em sua agenda econômica….tenho grande convicção que o IBOV estaria em outro patamar e teríamos muitos chorando o leite derramado. Abaixo o gráfico de P/L que o Itaú divulgou recentemente:

Já vi outro gráfico desses mostrando um número menor…mas independente de ser 9x ou 10x o fato é o desconto ante a média e, a meu ver, uma possibilidade real de ganhos  de mais de 30% investindo em bolsa nos próximos meses…

Me chamem de louco hoje e me cobrem isso em 12 meses!

O fato é que em ciclos de longo prazo isso é normal…no início ainda somos carregados pelas incertezas, as manchetes de jornal, e a bagagem de 12 , 24, 36 ou 60 meses de performance fraca e uma bolsa que não anda. O Henrique Bredda do fundo Alaska postou no twitter um gráfico que achei bem bacana e fala um pouco disso..de longo prazo…o Henrique erra como todo mundo mas ele é muito inteligente e perspicaz…gosto do approach dele de ciclos.  Abaixo gráfico de longo prazo do Ibovespa em dólar.

As mudanças de ciclos são acompanhadas de diversos eventos…até mesmo difíceis de imaginar ex-ante…quantos imaginavam que Lula ia realmente seguir políticas mais ortodoxas na economia, ou que o ciclo de commodities que coincidiu com o seu mandato iria tão longe; quantos em 94 acreditavam que o plano Real ia ser o sucesso que foi…e assim vai.

Hoje, ex-ante em 2018 é difícil supor ou acreditar … mas e se políticas liberais sejam adotadas no próximo governo? Se houverem mais privatizações? Se a previdência for reformada? Ou se a Índia e seus 1 bilhão de habitantes ser uma “nova China” para o consumo de commodities?

Enfim devaneios de um bull convicto…kkk

 

Voltando a realidade… 

O VIX segue alto e isso tem segurado o mercado lá fora…

O interessante é que a treasurie está comportada e o ouro seguiu caindo…nesse patamar o ouro pode ser um hedge contra surpresas desse VIX.

E mesmo com a treasurie comportada o dólar seguiu forte…contundente…moeda forte são outros 500.

Pra nós o que mais importa ou o que foi um baita alento recentemente são essas 2 coisas a meu ver: 

1. o Petróleo que acabou puxando o índice de commodities e é bem favorável pros emergentes

2. A curva de 10 anos fraquejando … caindo levemente… passou a paúra será?

Indo pro macro não tem muita coisa boa não para mostrar…mas os dados de crédito na semana passada me pareceram bem bonzinhos….

  • O ciclo continua melhorando com expansão do crédito na economia…um crescimento de 1,4% na comparação anual (maio 18 x maio 17) e +0,5% ante abril.
  • A inadimplência se manteve estável em 3.4% ante abril, mas com avanços bem importantes na comparação anual…ou seja o pico de inadimplência já passou…em maio de 2017 o dado estava em 4%.

Vamos aos bons gráficos da Brasil Plural…primeiro a expansão do crédito e a queda da inadimplência

  • O spread vem caindo…se por um lado é ruim para os bancos, por outro é muto bom para economia. E em relação a ser ruim para bancos, isso é bem questionável, pois basta eles aumentarem sua carteira de crédito para compensar isso. Abaixo o gráfico dos spreads.

Junto tudo isso…ciclos de bolsa, pensamento de longo prazo e dados consistentes do setor, penso que bancos estão em liquidação na bolsa e tem que serem aproveitados. Segundo a Plural eles negociam uma média de 7.6x PE18, 6.7x PE19 (P/L) , 1.3x PBV (P/VPA) with a dividend yield of 6.2% for 2018. Me parecem muito baratos! Não por acaso tenho 2 em minha Carteira Will.

 

Enfim…comentei semana passada:

Enfim…feeling…sentimento…esperança…análise concreta? Não sei…mas me sinto otimista essa semana…acredito ver retorno a vista! 

Sigo aqui na mesma: 

justin timberlake i cant stop the feeling GIF

 

Era isso…VAMOS BRASIL!!! 
DALE CELESTE URUGUAIA! 

6 comments

  • E aí Will, blz? Cara, fui super zoado no Twitter na sexta por dizer que minhas análises estavam indicando que poderíamos ter uma nova tendência de alta na bolsa e perguntar o que a galera achava… feliz de ter mais gente otimista com o curto prazo, como eu. By the way, parabéns pelos posts, sempre acompanho.

    • É assim mesmo Gui …faz parte …quem se coloca na vitrine toma pedrada mesmo
      Mas o importante é manter a tranquilidade e nossas convicções.
      Tamo junto irmão! Vamo q vamo!

  • Estou 100 % com você Will. Vejo ibov em 102 mil ate 2019. Do replicando o ciclo de 2002 ate 2008. Fácil assim.ciclo respeita religiosamente os níveis do fibo no ciclo de alta.

    • hehehe…gostei do número cabalístico … 102
      Não sei nada de fibo…mas como disse no post, algumas vezes as coisas surgem depois e justificam novos patamares…hoje parece loucura, mas me parece sim que estamos num ciclo muito virtuoso…#oremos!

  • Olá Will,

    Em relação a queda do spread bancário do início de 2017 para cá, você saberia me dizer o que gerou esta redução?
    Esta dúvida surge em razão de a taxa de juros cobrado nos empréstimos de modo geral não teve redução, o custo de captação reduziu drasticamente com a queda da SELIC, e o custo com PDD nos bancos reduziu durante o ano de 2017 e 2018, após o pico de 2016.
    Era para ter ocorrido inclusive o contrário, pelos motivos que eu citei acima.

    Abraços e parabéns pelo trabalho!

    • Queda no spread foi cenário apertado, mais concorrência e Bacen em cima…mas tem a ver com a redução da taxa de juros também.
      Tua análise esta equivocada sobre os custos de empréstimos que baixaram sim

Leave a Reply