FACEBOOK (FB) – Mais que uma rede, uma “teia social”?

Empresas, Lá Fora

O que eu, minha vó, minha amiga italiana Lucia e o Yuri Torski temos em comum? Quem é Yuri? Aquele fera aquele do jogo Brasil x México.

 

 

Não tem nada a ver com futebol, mas sim com o fato de que 4 figuras totalmente diferentes, que moram em lugares completamente diferentes, com perfis muito diferentes … mas os 4 tem Facebook!

São poucas as empresas que conseguem atingir públicos tão diversos … de cabeça consigo pensar em Coca-Cola, mas minha vózinha tem osteoporose coitada e tenta evitar … e minha amiga Lucia esta de regime e também está evitando … então qual outra empresa conseguiria essa façanha de conectar 4 seres tão distintos em torno de um mesmo produto?!

 

FACEBOOK COMO EMPRESA

O Facebook enquanto empresa possui um modelo de negócio bem definido, a venda de publicidade em suas mídias sociais. Tal qual os canais de TV vendem publicidade, ou as revistas e jornais vendem anúncios, ou os times de futebol vendem espaço em suas camisetas. Em 2017 mais de 98% do total de US$ 40 bilhões de receita foram de receitas de publicidade em especial para mobiles. Gráfico abaixo mostra o crescimento de 5.221% de suas receitas de 2009 até hoje, algo como 64% ao ano.

Para o Facebook é imprescindível proteger sua capacidade de atrair pessoas para suas redes sociais e mantê-las conectadas…vide o case da minha vó que mal sabe mexer no celular mas tem Facebook!

De 2008 para cá, ou seja, nos últimos 10 anos, o número de ativos usuários mensais saltou nada mais nada menos que aproximadamente 22x. Em setembro de 2008 haviam 100 milhões de usuários, já em março de 2018 o número apresentado pela empresa foi de 2,196 bilhões de pessoas, cerca de um terço da população mundial! O gráfico abaixo mostra esse forte crescimento.

Logo o Facebook virou um outdoor gigantesco onde a sua empresa pode acessar ou fazer seu produto ou serviço chegar até 2 bilhões de pessoas!

 

LUCROS?

Certamente quando Zuckerberg criou o Facebook no seu dormitório em Harvard ele não imaginava que este poderia ser um negócio tão lucrativo. Nos últimos 12 meses o lucro do Facebook foi de US$ 17,857 bilhões e somente nos 3 primeiros meses de 2018 foram quase US$ 5 bilhões (US$ 4,988 bilhões)…isso é tipo R$ 20 bilhões, ou ainda, o mesmo que o Itaú lucra em 1 ano inteiro!

E mesmo os mais céticos, fundamentalistas, value investors, céticos com tecnologia, etc…mesmo esses, devem admitir que até aqui o Facebook tem se mostrado um baita negócio! Afinal, um negócio que apresente uma margem líquida de 45% (de cada US$10 US$ 4,5 se transformam em lucro), uma rentabilidade sobre o patrimônio de quase 29% (de cada US$ 10 investidos US$ 2,9 viram lucro em 12 meses), que possui um caixa e aplicações financeiras de US$ 50 bilhões e não tem dívidas tem que ser respeitado! A tabela abaixo compara os dados do Facebook com os peers da indústria.

A sua força como empresa fica ainda mais evidente quando comparado a outras gigantes do mundo da tecnologia. O quadro abaixo compara dados como crescimento de receita, margem de lucro e retorno. Facebook bate Google, Amazon e Apple em quase todos esses indicadores selecionados. Somente o retorno sobre patrimônio da Apple que é superior.

 

ALTAS DE 414% EM 6 ANOS

Não por acaso a empresa vale hoje aproximadamente US$ 570 bilhões. Suas ações estrearam na bolsa americana em 18 de maio de 2012 cotadas a US$ 38/ação. Hoje, as mesmas valem US$ 196,64 uma alta de 414% desde então. Traduzindo isso, o investidor que tivesse investido US$ 10.000 em suas ações teria hoje uma posição de US$ 51.400 um retorno de mais de 30% ao ano.  O gráfico abaixo compara suas ações com o S&P 500 evidenciando a forte performance desde então.

 

OK, OK, OK …. MAS E DAQUI PRA FRENTE? 

Com quem vive de passado é museu e retornos passados não são garantia de retorno futuro, nos interessa é olhar pra frente, ainda que seja difícil prever algo nesse universo de tecnologia!

snoop dogg telescope GIF by Gorillaz

O “x” da questão em relação as ações do Facebook atualmente é: terá o Facebook capacidade de manter tamanho crescimento e rentabilidade?

Casos como o vazamento de informação ou ainda quantos de vocês já não ouviram “ah eu cansei do Facebook…cancelei a minha conta”? O risco da redução de engajamento certamente tem que ser observado.

Por outro lado, o Facebook é hoje muito maior e como já citei aqui abarca Instagram e WhatsApp. Se o facebook por ventura corre riscos, o Instagram e WhatsApp fazem cada vez mais parte da vida do cidadão global – ainda que com restrições ao segundo em diversos países árabes e na China. O número de usuários mensais ativos do Instagram saltou mais de 10x nos últimos 5 anos

Ou mais de 6x no caso do WhatsApp.

Isso mostra que mesmo que o Facebook atinja um certo “teto” a empresa tem criado formas de nos prender em sua “teia social”.

 

INSTAGRAM.

O lançamento do “stories” do Instagram por exemplo, praticamente acabou com o Snapchat, os quais viram suas ações acumularem queda de mais de 50% desde o IPO. O Instagram vem capturando usuários num ritmo superior ao Facebook e as estimativas é que alcance os 2 bilhões de usuários em 5 anos. Além disso a média de idade do usuário é mais baixa, são jovens que tem uma inclinação maior ao consumo, tornando a rede social mais atrativa aos anunciantes. Estudo recente da Bloomberg avaliou o Instagram em US$ 100 bilhões – reportagem completa aqui.

Cabe lembrar que o Facebook comprou o Instagram por US$ 1 bilhão em 2012, realmente uma bela alocação de capital não é mesmo? Em alguns anos uma valorização de 100x?!

 

WHATSAPP

scary movie scream mask GIF

E você tem ideia de quanto vale o WhatsApp? Em fevereiro de 2014 o Facebook pagou US$ 19 bilhões quando o App tinha 450 milhões de usuários, perfazendo um valor de US$ 42/usuário. Usando a mesma métrica hoje e considerando os 1,5 bilhões de usuários, chegaríamos a um valor de US$ 63 bilhões. Esse número é altamente questionável, mas ainda assim ajuda a dar uma ideia. Outra forma poderia ser comparando-o com o WeChat (versão chinesa do WhatsApp) criado pela Tencent. Lá em 2014 já haviam estimativas nesse sentido apontando para um valor de mais de US$ 100 bilhões!

 

JUNTANDO TUDO…

Por fim, cabe lembrar que hoje o Facebook conta com aproximadamente US$ 50 bilhões entre Caixa e aplicações financeiras, algo como US$ 17,27 por ação.

Então se fizéssemos, só pra ter uma ideia de valor, uma soma das partes disso tudo, teríamos uma ideia de valor melhor segmentada e mais bem distribuída. Ao comprar uma ação de Facebook o investidor está pagando como que US$ 122 pelo Facebook, US$ 34 pelo Instagram e US$ 21 pelo WhatsApp, além dos US$ 17 de caixa.

Nos últimos 12 meses o lucro foi de US$ 6,04/ação (excluindo itens extraordinários), o que faz com que a empresa negocie a 32x Lucros. Considerando os US$ 17,27 de caixa, chegamos a uma relação de 29x lucros…mercado trabalha com expectativa de lucro de US$ 7,70/ação em 2018 e teríamos uma relação P/L de 25x ou ainda 23x excluindo caixa. Qual negócio consegue entregar tamanho retorno, sem dívida e com crescimento? Só para citar ou comparar, Google negocia a 29x e Adobe a 50x lucros, ou seja, mais caras não?!

Saber se esses valores são justos ou não é uma ciência, ou para muitos um exercício de achismo.

Mas antes de seguir discutindo a respeito do valor do Facebook, deixe-me responder minhas 58 mensagens não lidas de WhatsApp, compartilhar um textão maneiro que vi no “Faice” e mandar um stories aqui com a foto do meu almoço.

 

4 comments

    • As contas variam Nei…mas sim continuo vendo valor e sigo com ela com uma posição relevante na minha carteira.
      Mas quando as coisas encrencam aqui é importante ter uma saída e bons investimentos lá fora…foi o que senti recentemente e quando morei fora em 2014…por isso estou estudando as empresas lá de fora.
      Forte abs

Leave a Reply