20181112 – Tônica da Semana: UM RESUMO, OTIMISMO, ÍNDIA E BRASIL, PETRÓLEO … TUDO JUNTO E MISTURADO

A Tônica

Vamos lá…começar a semana com objetividade e fazendo um resumo do que tenho visto: 

Olhando para fora, nos EUA houve um rotation de setores com as ações das empresas Tech e financials sofrendo um pouco e isso fez o S&P pesar…no ano o retorno de 4% não é lá essas coisas…mas veja que tiveram setores indo muito bem…gráfico abaixo mostra a performance dos ETF’s do setor de Utilities (XLU – linha verde), Consumer Staples (XLP – linha azul) e o setor de Healthcare (XLV – linha vermelha) em comparação com o S&P (linha preta). Ou seja, teve como ganhar dinheiro lá…não foi nenhum desastre.

Fato é que não houve nem há nada de crise ou estouro de bolha como muita gente acaba sendo levada a acreditar vendo um gráfico do S&P por exemplo…mercado acionário americano navegou bem ante todas as notícias e receios….mais recentemente inclusive se recuperou, em linha com o que tinha escrito aqui nesse post: EUA – Caverna do Dragão dos Investimentos

E apesar de tudo que se fala, a curva de juros nos EUA não mostra toda essa convicção e receios com inflação e superaquecimento da economia americana…subiu é verdade, mas tá ruim de ver subir além desses 3%, os quais não são nenhum absurdo. Veja que colocado em contexto, o atual patamar parece até baixo!

Ouro e VIX não dão nenhum sinal de paúra.

Em suma temos um cenário externo que está longe de ser chamado de crise ou algo do gênero quando olhamos EUA. E isso é importante porque eles dão o tom do mercado. 

 

E OS EMERGENTES?

Já quando olhamos para os mercados emergentes vemos que esses têm sido destaque negativo no ano com muitas bolsas de diversos países experimentando grandes perdas no ano.

Se colocar na conta as desvalorizações cambiais então nem se fala. Para dar uma ideia melhor do descompasso vou dar 2 exemplos:

  1. Pensa no turco que tinha ações turcas e viu seu patrimônio cair cerca de 20% no ano. Mas considerando que a Lira turca se desvalorizou mais de 30%, o cidadão turco teve uma desvalorização de 50% em seu patrimônio em dólar…ficou 50% mais pobre perante o mundo!
  2. O brasileiro viu sua moeda perder 13% de poder de compra, mas tendo investido no IBOV, alcançou um retorno de 12% pra arredondar. O net foi a estabilidade do patrimônio em dólar.

Então se posso tirar alguma conclusão até aqui, é a de que: nossa performance até aqui foi sensacional quando colocamos em contexto. Como brasileiros tivemos a sorte de eleger um presidente que traz boas perspectivas e explica essa boca de jacaré aí debaixo (ibov em verde; emergentes em vermelho).

 

Mas o que nos interessa é o daqui para frente….eaí Will…e daqui para frente?

Tive um sonho/visão….imaginem vocês o petróleo se recuperando, voltando aos US$ 70 dólares…as commodities reagindo….os capitais fluindo novamente para mercados emergentes…

Agora imagine tudo isso somado ao nosso astronauta como ministro da Ciência e Tecnologia…o sr Paulo Guedes ensinando os jornalistas com quantos paus se faz uma canoa…o Moro sendo o Moro, mas agora como ministro da justiça! Um presidentO Temer endereçando a reforma da previdência…um novo presidente com apoio no congresso e disposição para as mudanças.

beautiful GIF

Na boa, com um cenário desses não tem como não alcançar os 100k…me desculpa. Sigo vendo a foto como muito boa, tal qual a capa desse post! Torço para isso! Se vai acontecer? Não sei…mas prefiro estar posicionado para tanto!

 

E olha que interessante… 

Em 2014 enquanto nós elegíamos a Dilma, os indianos elegiam esse Sr. Narendra Modi aí da foto.

Resultado de imagem para Narendra Modi and dilma rousseff

Em suma esse cara se elegeu com a cunha de combate a corrupção e com um discurso liberal na economia, com redução de tributação, simplificação administrativa entre outros…o que isso te lembra? Sim o nosso capitão Bolsonaro não?

Pois bem, por que estou falando isso?

Porque de forma muito resumida o que houve na bolsa indiana foi uma reprecificação completa de ativos e da bolsa. A bolsa indiana performou bem num cenário bem ruim para emergentes, inclusive com o colapso das commodities em 2016. Os investidores viram a maior qualidade das políticas econômicas e apostaram nos bons resultados dessa no longo prazo! Pra facilitar a visualização 2 gráficos:

Veja como a bolsa indiana subiu mais que seus pares emergentes ao longo dos 4 anos seguintes…exatamente a mesma coisa que esta acontecendo conosco agora (estamos no começo)! O mesmo caso da boca de jacaré que comentei acima.

E olha o que aconteceu com o múltiplo médio da bolsa indiana…mudou de patamar!

O que eu quero dizer com isso? 

Que sim podemos seguir performando mais que a média dos emergentes e inclusive mudar o patamar de valuation das cias brasileiras se as coisas forem feitas da forma correta por aqui! 

 

2 Coisas pra Ficar de Olho essa Semana:

1) Me chama muito atenção a fraqueza do petróleo recentemente:

No ano o petróleo acumula alta de: ROSCA! Eu disse ROSCA!

“Isso não vai cair para sempre…anotem aí!” (CASTRO ALVES, William nov/18)

Pra se expor a isso tem o “USO” um ETF negociado lá nos EUA … que é o que penso em fazer com minha grana que está investida lá fora….No Brasil tem os contratos futuros como opção.

Não por acaso já surgem especulações de que haverá corte de produção por parte dos árabes…bloomberg noticiou isso…aguardem que essa semana vem algo nesse sentido!

 

2) CPI + FED ….Outra coisa para ficar de olho essa semana são os dados de inflação nos EUA e as falas dos dirigentes do FED. Importante pois uma escalada da treasurie poderia sim mudar o humor dos investidores lá fora e por consequência nos afetar também

 

Era isso,

Aquele abs!

10 comments

  • Will, excelente essa analise( histórico) sobre o mercado acionário na India. acredito que devera se repetir aqui.Valeu!

  • vamos por partes:
    1 – em toda grande crise, quem cai primeiro são os emergentes. Depois vêm os EUA. Os gráficos que vejo estão bem diferentes dos seus. Acabou o dinheiro fácil e a recompra constante das ações pelas PRÓPRIAS empresas americanas. O mercado lá não vai subir mais. A inflação já chegou e continuará subindo devido aos custos de 90% do que se consome lá e é fabricado na China. Em Janeiro a situação ficará muito mais feia com 100% dos produtos chineses taxados. Com isto, o FED já reafirmou pelo menos 3 aumentos dos juros americanos nas próximas reuniões. Assim, a saída de capital estrangeiro da bolsa brasileira que este ano já está acima de 2 bilhões deverá se acentuar e abolsa continuará a cair. Nada de rally de fim de ano em 2018.

    2 – as commodities estão lá no fundo do poço. O índice que monitora o afretamento marítimo mundial já caiu mais de 40%, indicando um desaquecimento global que só se acentuará com a guerra tarifária. Até o petróleo está em queda devido à queda da demanda. Com o consumo caindo a nível mundial, inclusive na China, que está em uma crise de débito, não imagino de onde se possa imaginar que commodities irão disparar.

    3 – A Índia está próxima de se tornar a maior população do planeta e tem investido há vários anos em educação e indústrias, em especial tecnológicas. A indústria do Brasil não investe desde 2010, e encontra-se completamente obsoleta. A participação do Brasil no comércio exterior cai ano após ano e já se encontra abaixo de 4% apesar de sermos a 9a economia do planeta. Não imagino que jacaré seria este, talvez uma lagartixa?

    • 1. Falam exatamente isso q tu comentou há pelo menos 3 anos. Uma hora vai acontecer, mas tem gente boa errando feio já por anos.
      Inflação com sobreoferta de petróleo? Com sobreoferta de aço e commodities? Com tecnologia reduzindo custos em nível global? São questões a considerar…
      Se tu falou tá falado…nada de rally então…rs…eu TORÇO para q sim..agora se vai ter ou não só Deus sabe.

      2. Não combina as commodities caindo ainda mais como tu comentou e inflação nos EUA…até porque grande parte da inflação deles tem componente de combustível…não concorda?
      Vale lembrar que é uma questão de oferta e demanda..preços baixos vem desincentivando o investimento em commodities…em algum momento isso faz preços e elas podem se recuperar não?

      3. não há como discordar que existam diferenças abissais entre BR e Índia. Mas é justamente esse nosso gap de atraso que nos permite buscar um catch up com investimentos sendo feitos, atraindo capital e acarretando em crescimento.

      Em suma eu sou Bull e tu bearish….coisa linda esse mercado!
      Adorei os comentários! De verdade! Alta qualidade!
      Continue contribuindo.
      Forte abs!

  • Fala Will, blz?
    Cadê aquele cupom de desconto que o cara da TransferWise (ou foi da Remessa Online?) disse que passaria pra gente?

    Outra coisa, o ETF de petróleo que você se referiu é o USO?

    Abraços.

  • Coleguinha aí em cima e bem catastrófico! Há 5 anos eu ouço falar do fim do mundo (queda da bolsa americana). Cheio de Nostradamus na net!!! Kkk.

Leave a Reply