CARTEIRA WILL – 20190318

Carteira do Will
Tempo de leitura: 6 min
CARTEIRA

Mais uma semana e vamos as mudanças :

A Valor Gestora de Recursos a qual já ajudei a criar a estruturar e com a qual mantenho um ótimo relacionamento até hoje, está lançando um novo clube de investimento de ações. Foco da gestora é bem claro em agregar valor ao cotista no longo prazo, através de uma gestão e seleção de ativos focada em valor. Clubes estão indo bem, com uma performance de mais de 25% em 12 meses. Sigo como cotista de 2 clubes, mas saquei parte dos recursos (tinha 19% da minha grana alocado lá na semana passada) para aportar neste novo clube. Junto a isso resgatei um pedaço da grana do XP REF DI também para alocar nesse novo clube.

No mais vendi um pedaço da minha posição de Ferbasa (FESA4), conforme comento mais abaixo.

Isso explica minha maior posição de caixa momentânea.

 

SE LIGA: 

Antes de pular para as ações gostaria de fazer um adendo. O BTG Digital  e a Órama zeraram as taxas de administração de fundos DI que investem no Tesouro Selic. Confesso que fiquei balançado para abrir uma conta com um deles. O foco desses fundos é o dinheiro de liquidez, com baixa rentabilidade, mas sem taxa de administração o custo fica mais baixo do que investir no tesouro direto por exemplo! São fundos que investem em títulos pós fixados atrelados a Selic, com risco beeeem baixo e boa liquidez. Perfeito para o dinheiro de emergência…que no meu caso busco manter entre 15% a 20% do meu capital total.

Veja que hoje no Maxime RF do Personalitee eu pago 1% ao ano e o XP REF DI cobra 0,4%. Ora, R$ 100 mil aplicados no Maxime custam R$ 1 mil por ano, no XP REF R$ 400,00…sem taxa de administração esse custo cai para ZERO!  Pensando seriamente em migrar meus recursos de liquidez para um deles!

 

AÇÕES

Bom vamos lá…

Vendi um pouco das Ferbasa (FESA4) que tinha respeitando o limite de isenção do IR para vendas até R$ 20 mil. Sob a parcela que vendi tive um ganho de 23% carregando a posição desde agosto de 2018. Obviamente que dói ver o papel despencar 18% no mês e saber que poderia ter ganho bem mais. Ainda assim, 23% em 7 meses me parece um bom retorno. Não obstante, sigo com o papel. Entendo que o resultado foi ruim, o conference não animou e me preocupo com as perspectivas não muito animadoras para o 1T19….mas depois de 15 anos de mercado aprendi a ter paciência e parcimônia…mercado sempre exagera.

Vulcabras (VULC3) também foi outra que me decepcionou com números fracos no 4T18 ainda que influenciada por gastos e despesas não recorrentes com a integração da Under Armour na empresa. Pra quem não lembra eles compraram o direito de exploração da marca por 10 anos. Vejo potencial na empresa, mas algumas coisas me preocupam: (i) postura agressiva dos concorrentes internacionais baixando preço; (ii) atividade contraindo no Brasil não é bom para venda de calçados; (iii) incerteza quanto a capacidade da empresa em entregar bons resultados com a UA e Azaléia dado o histórico recente de resultados mais fracos. Fora isso, conversei com algumas pessoas que apostam que resultado do 1T19 será fraco. Então estou reavaliando seriamente minha posição nela. Como sempre, se vender eu comento aqui.

Unipar (UNIP6) soltou um belo resultado, com forte geração de caixa. Empresa caminha pra se tornar caixa líquido e com isso pode aumentar ainda mais o retorno para os acionistas via dividendos ou recompras. Confesso que não entendi o price action do papel que caiu após os bons números.

No mais a Braskem (BRKM5) reportou um resultado a meu ver mais ou menos…mas o cerne do call e do meu carrego nela é o potencial deal com a Lyondel a um valuation acima de R$ 60,00…sigo comprado aguardando o desfecho disso. Ahh e a BR Properties (BRPR3) fez uma aquisição boa da “Torre Corporativa B1 – Aroeira” no “Condomínio Parque da Cidade”, em São Paulo…imóvel triple A comprado por ~R$ 13mil o m²….me parece um bom investimento olhando um horizonte de longo prazo (5, 10 anos).

 

#NOTBAD

Março tem sido até aqui um mês bem ruim para essa carteira….botando em contexto, se o mês acabasse agora, teria sido a segunda pior performance em um total de 22 meses! (A pior performance foi em setembro de 2018 quando a bolsa acumulou alta de 3,5% e a carteira caiu 1,9%).

Isso não é algo bom, mas reforça e ressalta aquilo que SEMPRE comentei aqui: o fato de que vou errar e essa carteira não vai bater o IBOV sempre. Ainda assim, no ano a performance é de +12% para o IBOV e +15% para a carteira. Ainda assim dói, pois como vocês sabem tenho meu dinheiro nesses papeis, além de toda responsabilidade intelectual e o desejo de querer acertar sempre.

Como disse no início do mês aguardava o encerramento da safra de balanços para eventualmente realizar mudanças nessa carteia…se eu decidir fazer, comentarei ao longo da semana. Por ora, segue o jogo!

 

 

Era isso.

Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves / Youtube: Willcastroalves

Instagram: @willcastroalves / Facebook: William Castro Alves

18 comments

    • R$ 2,670 BI pra ser mais exato…6,13% de yield.
      Vejo como positivo por que: (i) situação de dívida controlada, logo ela pode se dar ao luxo de pagar; (ii) empresa tem forte geração de caixa (gerou mais de R$ 7bi em 2018) logo, mesmo considerando os R$ 3 bi que projeta de investimento pra 2019, penso que ela pode fazer esse pagamento.
      Tb não dá para esquecer que a família está precisando de dinheiro neh..rs.
      Abs

  • Mais um belo posto Will, gostei principalmente porque fostes bem analítico nessa rodada, o se liga foi mais uma dica útil, acredito que a fesa esta ao estilo Rocky Balboa, apanhando mais que deveria, lembra até a logg, porém, tem potencial e não se esqueça, nem todo dia é dia de trade. Abraço meu chapa!

  • Olá Will,
    me desculpe mas acho q vc cometeu um erro primário ao vender Fesa4 tão rápido, devido alguns eventos negativos sujeitos a qualquer empresa, não considerando os bons fundamentos, dividendos, única do setor nas Américas e grande perspectiva de crescimento ainda mais qdo China arrumar a casa com novas medidas do governo já ativas! Seria vc um imediatista de curto prazo? fiquei surpreso!
    Eu por ex. comprei Fesa em jun/18 a 17,25 e pretendo ficar muitos anos com ela ainda; assim como tenho BBAS3 desde 2011 a 24,45 e hj nem sei qto tá, mais de 50 acho…

    Viso reserva futura ou de aposentadoria pra ganhar 3 vezes:
    -valorização do papel
    -juros/dividendos
    -aluguel de ações.
    Mas tudo bem, cada um com sua estratégia na caminhada financeira.

    Ah sim, pra reserva de emergência(caixa) tem um fundo na xp pagando de 140 a 150% do CDI.
    Valeu abs!

    • Oi Cícero. Penso que cada um tem seu jeito de investir. Não me considero um fundamentalista extremo…veja que na minha carteira eu mudo papeis de fato. E penso quem num país como Brasil seja sim arriscado esse carrego por anos…prefiro analisar trimestre a trimestre pois aqui as coisas mudam muito rápido. Veja que em relação a FESA4 apenas diminui minha exposição usando ainda a isenção do IR…ou seja, pra mim foi vantajoso economizar O IR que iria pagar.
      Parabéns pelo carrego vitorioso dos ativos.
      Da minha parte sigo buscando os 20% ao ano…seja carregando, seja modificando eventualmente a carteira.
      Sobre o fundo da XP pagando 140% tem q ver só o risco neh…pq pra pagar isso ele deve estar tomando algum risco e isso pode fazer com q em algum momento ele rode abaixo dos 100% do CDI…acho importante ter esse cuidado.

      Forte abs

      • Sim, gosto muito de analisar outros pontos de vista e estratégias como a sua por ex.
        Bem, se até Warren Buffet vende ações quando ele percebe q estão muito altas porque eu não poderia fazer o mesmo certo?

        O fundo da xp rendeu esse ano até agora 150% do CDI e nos anos anteriores tem ficado acima do CDI ainda q não nessa porcentagem.
        É D+1 e tem risco médio tarja amarela.
        Abs!

  • Will,

    Tenho alguns anos de mercado, mas confesso que algo vem me chamando atenção..
    (você tem mais tempo de mercado que eu, então saberá responder, acredito eu)

    Nos últimos meses vejo um movimento de novos investidores inflando papéis que aparentemente não parecem oportunidades tão grandes assim (NOS PREÇOS ATUAIS), vou citar um exemplo:

    Petro Rio: Tive o papel no passado, surfei toda a recuperação da nova gestão. Porém, resolvi sair para dobrar posição em Unipar, pois havia uma ”promessa” de chegarem á 100mil barris / mês que não foi alcançada até agora.

    Enfim, na minha opinião a empresa estava atrativa até os 9 reais (atuais 90), pelo preço atual (200 reais) a empresa teria que praticamente triplicar a produção atual para justificar o preço com alguma margem de segurança. Então mesmo se levarmos em consideração 100mil barris / mês (algo que acho difícil acontecer) eu acreditaria em um upside de 100% ou talvez no máximo 200% sobre o preço atual , porém, com MUITO risco, já que há o risco dos poços produzirem menos que o planejado.

    (existem outras empresas tão ou mais descontadas que Prio e com ”menos risco” ao meu ver, sua carteira por ex, possuí várias)

    Você concorda com minha opinião? Eu estou ficando burro ou o pessoal está começando a chegar na ”festa” de algumas empresas meio pro final e achando que nem começou ainda?

    Noto isso inclusive em algumas empresas do setor de Constru. Civil, temos Eztec negociando a múltiplos que considero completamente ”fora da casinha” e que só se justificariam com um GRANDE crescimento nos resultados da empresa.

    Se projetarmos alguns múltiplos da EZtec na Trisul, veríamos trisul com um upside de no mínimo 500%

    Sei que são empresas em momentos diferentes, mas eu insisto em não pagar adiantado por algo que pode acontecer.

    (Que é o comportamento que vejo crescer cada vez mais no mercado hoje, seria uma antecipação da aprovação da reforma da prev?)

    Quanto á Unipar, acredito que há espaço para destravar mais valor. A empresa me parece estar deixando claro que irá trabalhar em diminuir custos e no último resultado ficou nítido (na minha opinião) que mesmo com capacidade instalada baixa na argentina, preço da soda ligereiramente menor e longe do topo nas plantas BRs á empresa está se mantendo bem, agora imagine com um aquecimento da economia, aumentando assim a capacidade instalada nas plantas?

    E por último, será que vem uma nova capitalização em LOGG nos próximo meses?
    (continuo achando a empresa atrativa, mesmo com capitalização menor)

    Só para deixar claro á todos que leem os comentários, é só MINHA opinião, tomem suas próprias decisões, não estou recomendando nada.

    • Muito obrigado pelos teus bons comentários!
      Concordo muito contigo! Sempre complicado ver alguns papéis subindo fortemente, nos leva a questionar certas coisas.
      Em geral acho que em alguns papeis parece haver um certo oba oba de vez em quando…sei lá minha impressão mesmo….no caso de PRIO tem mais e mais “compradores marginais” e isso puxa o papel pra cima, ao passo que nem mesmo os bons resultados da UNIP tem gerado atração para esses “novos compradores marginais”…vai entender?!?!
      Sobre TRIS concordo. Mas EZTC tem um histórico mais consolidado e por isso merece o prêmio…mas por tb achar ela meio carinha, fico de fora.
      Sobre LOGG é possivel que haja aumento de k sim, mas penso que só ano q vem.
      Forte Abs!

      • Will,

        Excelentes notícias , LOGG vai emitir 100MM em debentures para completar os 200MM que necessita para a expansão. Pelo jeito a empresa conseguiu uma possível solução antes do que imaginávamos!

        Abraço!

  • Olá Will, ótimo post parabéns !!!

    Will tenho um dúvida, comecei a acompanhar sua carteira Notbad e seu blog no início do ano, em fevereiro quando você comprou vale é tris decidi segui-lo comprando esses dois ativos, fico na dúvida se devo esperar você trocar algum outro ativo na carteira, ou devo acompanhar 100% a carteira comprando os outros 3 ativos que vc já carrega a algum tempo que já tiveram sua valorizações.

    Obrigado por compartilhar suas ideias e carteira aqui, já aprendi bastante coisa com seus posts !!!

    Grande abraço

    • Eu que agradeço a confiança.
      Deixo a teu critério. Por ora não penso em mudar nenhum ativo…lembro q meu foco é longo prazo…posso realizar mudanças eventualmente se o cenário mudar, mas foco é longo prazo. Sigo vendo upside nos meus ativos e acreditando q podem ir mais…mas se vão, só Deus sabe..rs
      Forte abs

  • Fala, Will. Tudo bem? Procurei em alguns posts passados como está sua posição quanto ao petróleo, mas não encontrei. Imagino que deve estar feliz com a recuperação dele. Ainda tem em carteira aquela etf americana?

    Abraços e obrigado pelo conteúdo!

Leave a Reply