ESTC3 – UMA PAUSA PARA EDUCAÇÃO

Brasil
Tempo de leitura: 4 min

Engraçado como as coisas mudam rapidamente no mercado…não esse não é um post político…estou falando da disposição do mercado frente ao setor de educação. Vedete de outrora, agora amarga certo ostracismo…talvez essa seja uma palavra forte, mas de fato, hoje já não é mais estrela em carteira alguma.

A lista de fatores negativos não é pequena e isso obviamente desmotiva qualquer um de embarcar nos papéis do setor: retração econômica, fim do FIES, redução de captação, aumento da inadimplência, ticket médio menor, incertezas derivadas do call político que influencia esse setor fortemente.

Ainda assim, gosto de olhar os movimentos de looongo prazo…gráfico mensal, da ação e lucros…já explico o porquê de Estacio, mas por ora vejamos:

estc1

estc2

Máxima do papel foi na metade de 2014 nos R$ 30 … hoje negocia nos R$ 12, uma queda de 60%, seguindo o que se observou no lucro…tombo no lucro no último trimestre (R$63MM) foi forte…queda de 20% ante o 4T14 ou 51% frente os R$ 130MM que ela entregou em trimestres bons. Mercado antecipou, até porque os fatores negativos que citei acima já são conhecidos…mas mesmo assim não gostou, tanto que quando do anúncio do resultado, papel caiu 10%. Provisão para devedores (inadimplência) aumentou e adições de novos estudantes foi fraca…ou seja, os desafios preconizados foram materializados.

Mas esse resultado foi influenciado por R$ 28MM de um ajuste a valor presente de créditos com o FIES, os quais estão no Contas a Receber da empresa e deverão ser pagos nos próximos 3 anos. Ajustando a isso o tombo teria sido de 30% frente aos R$ 130.

O que quero dizer com tudo isso…

Ora a ação corrigiu seus 50% e lucro “normalizado” caiu 30% frente as máximas. Papel hoje negocia a um P/L de 8x. Ainda que o retorno tenha caido, esse ainda é superior aos seus custos de capital. Temos uma empresa não alavancada. KROT3 pode ser a querida pelas sinergias e management, mas roda a um P/L de 12,6x. O simples catchup de múltiplo pro benchmarking do setor geraria um upside potencial de 70%. Sou cético quanto a isso, acho que KROT merece prêmio frente a ela. Mas um ajuste para o papel negociar a um P/L 10x não me parece nada absurdo…seriam 25% de upside.

Não obstante, a empresa segue crescendo…sua receita avançou 14% no 4T15 ante 4T14 e 23% no agregado do ano…considerando qie sua desalavancagem operacional e a forte redução nas despesas com pessoal podem surtir efeito nos próximos resultados, creio que se ela conseguir ao menos manter o lucro, o papel já deveria repercurtir positivamente. Neste 4T15 essas medidas foram ofuscadas pelo maior gasto com marketing, o qual leva seu tempo para maturar…uma espécie de investimento ainda que com retorno incerto. A empresa anunciou ainda uma aquisição pequena (R$ 9,5 MM e 1,5 mil estudantes), mas barata mostrando que os deals do setor estão mais próximos a realidade. Considerando o enorme espaço de consolidação do setor este é um free option para o ano em Estacio.

Enfim, sell off recente a meu ver gera uma oportunidade para um call nada óbvio mas com valor a meu ver.

Leave a Reply