20160509 – Thoughts

Bolsas, Brasil, China, Emergentes, EUA, Europa, Thoughts, Uncategorized
Tempo de leitura: 13 min

Bom dia a todos,

Cresci me mudando…família nunca foi remediada, logo os nuances econômicos nos faziam migrar para um aluguel mais barato ou mais condizente com nossa restrição orçamentária…uma ótima escola de finanças pessoais. Hoje, por motivos bem mais inspiradores, me mudei novamente. Depois de uma temporada entre Europa e Brasil, me defini por este continente…soy latino, soy gaucho! “Pero” também gosto de sol e praia…rs…frutos de alguns anos vivendo no RJ.

Pois bem é com muito orgulho, entusiasmo e uvitoriama pitada de frio na barriga começo minha incursão pelo mundo da gestão. Vim para Vitória no ES, essa bela cidade da foto ao lado. Detesto títulos, mas pra explicar, vou ser Head de uma Asset que inicia pequena, como todo início, mas onde vejo MTO potencial. Muito trabalho pela frente…num paraíso e do lado de pessoas fantásticas! Deus é bom demais! 

Em breve vou atualizando-os dessa nova empreitada. Por ora é isso…muita coisa boa pela frente.

 

 

TÔNICA DO DIA

Serei breve aqui…

Mercados mais animados com futuros americanos apontando alta de 0,2%, Europa subindo mais de 1% e petróleo avança 0,1%.

Penso que o payroll nem tão forte nem tão fraco da semana passada reduziu as expectativas de aumento de juros em junho e dá vida extra para os ativos de risco. Em abril, foram criados 160 mil postos de trabalho, abaixo das expectativas do mercado, mas mantendo o bom ritmo de contratações na média dos últimos meses. Além disso, a taxa de desemprego se manteve estável em 5,0%. Neste ambiente, não há urgência para o Fed, o banco central americano, subir juros.

Trump segue avançando e deve mesmo ser o candidato republicano…com isso penso que cresce as chances dos Democratas se manterem no poder e Hillary sair vitoriosa…se isso for verdade não há ruptura no cenário macro americaano…ao menos não vindo da política.

Na Ásia dados mais fracos na China fizeram a bolsa pesar mais de 2% por lá. Muito cuidado com o minério de ferro que caiu forte nos mercados asiáticos! Penso que corrobora com o que venho comentando e dei um update no post mais abaixo:  ATÉ ONDE VAI O RALLY DE EMERGENTES? – 3

Internamente as atenções vão estar voltadas para a votação da admissibilidade do processo de impeachment no Senado, na quarta. Do lado econômico, as vendas no varejo de março serão divulgadas na quarta e o indicador de atividade do banco central, IBC-Br, também poderá ser divulgado, mas não há data definida.

Sobre Brasil, não deixem de ler o post abaixo: UM POUCO DE CENÁRIO. 

 

 

 

LÁ FORA

 

PARE COM FOREX, OPERE FUTUROS NA CHINA!

Tudo em China é superlativo (exceção feita aos biotipo físico dos locais). Quando vi a cifra achei que estava sobre estimada, mas não é isso mesmo. Em um único dia em abril foram negociados US$261 bi em futuros! Bizarro. Mas a porta pode ficar estreita com a redução de volumes observada recentemente. Estímulos do governo deram uma mãozona nessa alta recente e na especulação com commodities por lá…mas passado certo tempo os volumes encolheram significativamente…dá uma olhada no gráfico dos volumes de minério, algodão e vergalhão.

 

 

Nas bolsas de futuros (Dalian, Zhengzhou, Shanghai) onde eles negociam praticamente tudo…de ovos a aço… o número de contratos negociados caiu do pico de 80.6 milhões para a média de 33 milhões.

Porque comento isso? Pelo receio que tenho com esse frenesi com commodities que vimos desde final de fevereiro…com a sustentabilidade disso os reflexos nos tupiniquins aqui. Veja que não sou apenas eu: 

“Commodity prices may fall if the anticipation for demand recovery and supply reform is not met,” Xu Liping, chief analyst from HNA Topwin Futures, said by phone from Shanghai. “The anticipation is the main driver for this round of surge in ferrous metal prices.”

Para reforçar o viés curto-prazista/especulativo desse movimento, os contratos em abertos nas commodities não mudaram…da uma olhada no gráfico….posições de hedge nas commodities se reduziram de 60% para 30% do total! Longo prazo aqui entenda-se apenas dormir comprado…ehhehe…esses caras são é do day trade!  Por isso se queres tradar pare com essa cachaça de Forex e vá operar futuro de commodities na China.

 

 

Pena que eles se ligaram nisso e elevaram os preços e os requerimentos de margem…agora já é tarde…esse foi o main driver para essa redução de volume. Agora já é tarde…o jeito é voltar para o  Forex? Tá maluco! 

Agora só esperar o custo do frete vira abaixo também? Aparentemente sim..não? Baltic Dry Index deve seguir sua correlação com os futuros e voltar as mínimas…

 

 

ATÉ ONDE VAI O RALLY DE EMERGENTES? – 3

Tenho falado bastante desse tema (04/04, 07/04, 21/04, 25/04) que acho deveras importante…o post acima foi correlato então seguimos na mesma linha de raciocínio…

Veja que toda essa entrada de recursos não se deu apenas em ações ou no capital especulativo de curto prazo. Num primeiro momento houve sim um forte ingresso para ações…mas posteriormente foi para bonds….veja no gráfico:

 

Obviamente que se pode, e muito, se especular com bonds, conquanto que tenham liquidez, mas diria que é uma postura diferente. Veja que o ETF que mede o desempenho dos bonds de emergentes simplesmente explodiu! Lembre que isso é só uma média! 

 

 

A pergunta que não quer calar é: até onde vamos? Diria que existe um muro alto logo a frente chamado Juros dos FED Funds!

Atualizando as estimativas de aumento nas taxas de juros…bem dividido entre ter ou não aumentos…pôlemico hein… 

 

 

BÊBADO PELA CRACÓVIA

Setembro de 2010…era noite…caminhava bêbado pelas ruas da Cracóvcracoviaiahehehe…qdo penso nas coisas que já vivi…enfim…uns poloneses de 2 metros entregavam panfletos de prostíbulos para os ingleses fanfarrões…não curto mto…então fui ao BOB’s deles…tipo isso…e me deparo com o amor da minha vida daquela noite…heheh..uma caixa linda…coisas que só a Polônia ppode fazer com você…uma mistura de Kournikova com Kim Basinger quando nova….surreal…well…noite foi longa e mais um pouco ficava por lá trabalhando no Bobs da Cracóvia com sorriso de orelha a orelha…hehehe…mas vamos ao que interessa…

Essa é só de curiosidade na real…a introdução foi o efeito do café que bebo enquanto escrevo…é só pra lembrar que esquerdosos, canhotos, populistas são todos iguais…só muda o endereço! Veja que após anos de políticas públicas bem sucedidas que fizeram o país dar um salto de PIB e qualidade de vida, o novo governo perdulário deve fazer o país ter um downgrade em sua dívida…não por acaso o spread entre o título polish e alemão vem aumentando…é risco sendo precificado…

 

 

NO BRASIL

 

UM POUCO DE CENÁRIO

 

A vida de um gestor ou analista ou investidor ou whatever no mundcenario vixo de investimentos não é simples nem tampouco trivial. Temos que constantemente revisar nosso cenário mental afim de buscar alocações que façam sentido e que se mostrem acertadas. Aproveitando esse belo cenário que a capital capixaba me proporciona, resolvi escrever o que vejo de cenário….

Venho comentando do “ATÉ ONDE VAI O RALLY DOS EMERGENTES?”, pergunta essa crucial a meu ver. Veja que o ciclo iniciado em fevereiro beneficiou outros emergentes… quase todas moedas se valorizaram … destaque para países exportadores de commodities como a Rússia onde o Rublo se valorizou 13,8%…única exceção foi a Argentina pois estava com câmbio artificialmente valorizado. Nesse cenário, nossa bolsa já se valorizou mais de 40% em dólar (15% atribuídos a cambio e um pouco mais de 20% a bolsa). Logo acho relevante questionarmos até onde podemos ir em termos desse rally

A pergunta crucial em termos de valuation são as tuas assumptions! Qual o teu cenário pós impeatchment e para o final de 2017, tal qual falei na sexta?

Otimista: Temer assume e consegue dar foco e aprovação a medidas necessárias (não precisa ser todas); inflação segue arrefecendo e o novo BC opta por reduzir juros; Brasil retoma confiança dos investidores internacionais que influenciam os empresários nacionais a retomarem investimentos… Se isso for verdade abre-se espaço para crescimento de PIB ano que vem….Itaú revisou recentemente suas estimativas para 2017 e projeta agora crescimento de 1% para ano que vem. Segundo o Itaú:

“Esperamos um novo esforço de reformas e ajustes fiscais à frente. O que não é suficiente para evitar uma queda acentuada da atividade esse ano, mas elevamos nossa projeção de superávit primário e crescimento do PIB para 2017. No Brasil, esperamos agora uma expansão do PIB de 1,0% em 2017 (em vez de 0,3%, em nosso cenário anterior)”

Se esse é o cenário, mesmo considerando um aperto monetário nos EUA, teríamos um catalisador interno para dar um gás para nosso bolsa. Penso que, nesse caso, TU TERIA 2 FATORES CRUCIAIS PARA ACHAR VALOR EM QUALQUER VALUATION: (i) redução do WACC ou CAPM se preferir…menor taxa de desconto do país (redução da percepção de risco e das próprias taxas de juros); (ii) aumento do “g” ao ser plausível embutir crescimento de fluxo de caixa ou LL já para 2017….se esse é o cenário, dá pra investir pesado em renda variável…em papéis mais sensíveis ao crescimento interno…tem muita coisa tipo Randon que está largada! 

Pessimista: Novo governo sucumbe as pressões e expectativas se tornam promessas furadas; perda de confiança na mudança afetaria o câmbio que se desvalorizaria e geraria alguma pressão inflacionaria, a qual, por sua vez dificultaria qualquer mexida nos juros para baixo; percepção de risco-país segue elevada e o ciclo de aperto monetário nos EUA só ajuda a exacerbar nossas debilidades macroeconômicas.

Nesse cenário tu tens os mesmos 2 fatores que mencionei acima se deteriorando…maior WACC ou CAPM e menor “g”…ambos nocivos a tentativa de se achar valor em equity. Se esse for o cenário, nossa bolsa negociando a um P/L já não tão barato, poderia se tornar até cara na visão de muitos.

Will qual o teu cenário? Quero acreditar que o cenário 1 acontecerá….mas sigo monitorando…acho essa dicotomia estranha e tensa de operar…

 

 

 

 

 

 

CURIOSIDADES…

PÉ TROCADO? 

Interessante o padrão observado no sell side no tocante a projeções de crescimento de Lucro por Ação nos EUA. Todo ano é a mesma coisa…começam bullish e depois caem na real…

 

 

Na real o mesmo se observa nas projeções de PIB … temos uma tendência a acreditar que as coisas tendem a se arranjar e que voltaremos crescer … e a ideia da reversão a média talvez, porque no passado já experimentamos um crescimento… enfim, projeção aqui para economia global

 

Era isso, 

Abs.

WILL

 

 

Leave a Reply