20160804 – Thoughts

Bolsas, Brasil, Curiosidades, Emergentes, EUA, Europa, Thoughts
Tempo de leitura: 7 min

TÔNICA DO DIA

Bom dia a todos,

Banco Central inglês deu uma forcinha para os mercados hoje…ao reduzir a taxa de juros para 0,25% (minima histórica)  por lá e expandir seu já elevado e agressivo qpounduantitative easing (estímulo monetário) em 60BI de pounds algo em torno de R$240BI! Isso só a expansão, fora o que já havia em aberto de 375BI de pounds. Além disso ele aumentou o volume de compras de bonds corporativos. Bom a reação imediata foi o Pound despencou contra o dólar (gráfico)…e as bolsas sobem. FTSE sobe 1,5% e o Stoxx 600 sobe 0,84%; futuros americanos sobem 0,3%; ouro sobe de leve, prata cai; yields seguem sua toada pra baixo; dólar se valoriza.

Vale chamar atenção para os volumes, que seguem fracos lá fora….na mínima de 2 meses e meio…me parece uma certa aversão a risco após a alta, especialmente do S&P.

Internamente tem votação no senado sobre o relatório de impeatchment, importante continuar “on track” para afastarmos o fantasma no final do mês. Hoje tem novo encontro de Meirelles que pode mexer com mercado…aparentemente a puxada de ontem foi puxada pela sua fala.  Além disso o cenário positivo lá de fora deve nos ajudar hoje….só cuidado com a Vale pois o minério caiu 3,5% na China.

 

LÁ FORA

Amanhã posto mais coisas aqui…

INCERTEZA RONDANDO

Enquanto isso lá fora, o índice de incerteza econômica segue elevado! Sinal de que as eleições nos EUA, estão deixando investidores apreensivos.

incerteza

 

 

NO BRASIL

VAREJO – COMPRA POR IMPULSO? 

Tu olha uma LREN, LAME 2 empresas a meu ver de excelência no varejo, negociando a múltiplos extremamente elevados, ou seja, aparentemente caras, e pensa: não vou carregar em carteira.

Por outro lado, algumas coisas te fazem querer comprar no impulso…tu pensa…economia voltando ao prumo…propensão marginal a consumir do brasileiro é alta … e ai vem o Índice de Expansão do Comércio (IEC) com uma alta de 5,2 % em julho ante o mês em 2015, quebrando uma série de 29 quedas…comparando com junho alta ainda maior…de 7,1 %.

 

expansaocomercio

 

Bem verdade que o IEC ainda completou 18 meses abaixo dos 100 pontos, o que sinaliza pouca disposição por parte dos empresários para investir ou contratar….sinal de que ainda tem muita água pra passar debaixo dessa ponte…tem muita coisa a recuperar…

CGRA4 minha eterna querida subavaliada do setor seria uma opção…ainda que fique MUITO fora de qualquer holofote de mercado…mas quietinha, na dela, já subiu 67% esse ano. Ai ai…dificil.

 

BEEF3 – UM BUEN ASADO EN UNA COPA DE VINO

Seguindo a série da minha aventura pelo Uruguai….

Quando fomos a La Pedrera era páscoa, ou seja, abril…no sul por essa época já começa a fazer um certo friozinho, ainda mais mais ao sul como é o Uruguai e ainda perto da praia. Nossa primeira impressão foi a de que nos metemos numa roubada…rs…lugar quase vazio…ir a praia no frio…neblina de manha…restaurantes fechados e tudo mais. Ledo engano! De fato haviam menos pessoas, mas essa não é necessariamente a realidade do ano todo, logo não poderíamos julgar a praia pela nossa amostra de um feriadão….no verão a pria lota, por exemplo. Adicionalmente, esse menor número de pessoas nos propiciou aproveitar ainda mais a praia…sua bela vista…jogar bola na areia…coisa que não seria possível no verão.

E aí temos a terceira lição: um mesmo lugar pode gerar diferentes visões, por isso cuidado com avaliações precipitadas….importante sempre analisar qualquer coisa em bases normalizadas.

Da mesma forma, a precificação atual de BEEF hoje em mercado não me parece “normalizar” a empresa. O que quero dizer com isso é que me parece que o mercado embute no preço do ativo apenas seus números recentes e a perspectiva de que a falta de gado disponível para o abate seguirá indefinidamente. Ontem mesmo na conference de resultado o management comentou da expectativa de melhora em 2017, dado o maior nascimento de bezerros nos últimos anos e sua maturação (ciclo de crescimento) tornando-os prontos para o abate.

Achei essa tabela interessante do BTG, que mostra que no preço atual (~R$ 9) o papel precifica uma margem Ebitda de 9,5% que é 0,58 pp menor que sua média de 3 anos. A simples normalização da margem para algo mais próximo a sua média, geraria um upside de mais de 20%.

beef4

Colocando na conta o potencial gigantesco da abertura do mercado americano e de outros que virão, diria que não é nada absurdo trabalhar com os 11% ou até 12% de margem Ebitda, o que geraria um upside potencial de até 90%, com o papel nos R$ 17.

Uma outra análise simples que gosto bastante é a de múltiplo histórico. Dado o impacto de câmbio sobre a linha final, o ideal é ver o múltiplo EV/Ebitda. Veja que hoje ela negocia do low de uma série histórica longa, a 4,8x…algo que normalmente não persiste por muito tempo…veja que a média é de algo próximo a 6x..ou seja 25% acima do preço atual..ou se acreditar que vai para a ponta de cima (algo não absurdo considerando uma normalização de ciclo e o crescimento potencial da notícia recente), seriam uns 40% de upside.

beef6

 

 

CURIOSIDADES…

A ERA DAS .COM … AGAIN? 

Muita gente quebrou a cara apostando em algumas empresas .com na década de 90…a célebre bolha da Nasdaq. Mercado é exagerado mesmo. Lembro que o bom velinho Buffet era mal visto por não ter exposição alguma aquelas empresas e por dizer que não conseguia entender ou imaginar tais business no futuro….foi tachado de velho e atrasado…depois do estouro, muitos tiveram que reconhecer sua sabedoria….Mas o mundo seguiu evoluindo e hoje as verdadeiras gigantes do mercado são elas novamente…dá uma olhada:

Infographic: The Age of Tech | Statista

 

 

 

Era isso, 

Abs.

WILL

 

 

Leave a Reply