20181210 – Tônica da Semana: O QUE O YIELD AMERICANO TEM A VER COM SEUS INVESTIMENTOS

A Tônica
Tempo de leitura: 8 min

Bom dia srs e sras! Estou em trânsito novamente. Essa vida de cigano não é mole!! Mas estou voltando para Inglaterra hoje, pois a saudade da esposa e da minha filhota já não cabe no peito.

Promessa é dívida…Prometo que no meio da semana dou minha opinião sobre o IPO de BMG … vou fazer um postar aqui  … lembro que é só mais uma opinião em meio a diversas outras.

 

O QUE PESOU NO MERCADO

Semana passada postei “Papai Noel chegando mais cedo?” … quem leu sabe que não acredito no velinho, ainda mais vestindo vermelho né! Pois então…tivemos 3 fatores explicam o que pesa no mercado:

  1. Mercado passa a duvidar da capacidade ou vibiabilidade de um acordo efetivo entre China e EUA para acabar com a guerra comercial.
  2. A diretora da Huawei foi presa no Canadá, a pedido dos EUA, algo que irrita os chineses e põe banho de água fria na aparente trégua entre os 2 países.
  3. A curva de yield americano inverte e os ursos voltam ao mercado chamando atenção para uma recessão na economia americana, em algum momento lá na frente.

Imagem relacionada

 

INVERSÃO DA CURVA DE YIELD AMERICANA E SEUS INVESTIMENTOS

Primeiro acho que vale comentar o terceiro ponto: que raios é isso de inversão da curva de yield e porque é ruim? 

De forma simples…quando as taxas de juros de curto prazo ficam mais altas que as taxas de longo prazo!

O gráfico abaixo foi o foco do mercado na semana passada. Nele você tem o diferencial de taxa entre os títulos americanos de 5 anos e 2 anos. É um menos o outro mesmo.

É normal que títulos mais longos paguem uma taxa maior para compensar ao investidor o maior risco. Pense você qual seria a taxa de juros que você cobraria para um empréstimo de 1 ano? Agora se fosse um empréstimo de 5 anos?  Maio prazo –> maior risco –> maior taxa…simples assim. Só que o que aconteceu na semana passada foi que as taxas de 5 anos passaram a ser menores que as de 2 anos, o que parece não fazer muito sentido não é mesmo? Sim, há menos que tenha alguma M…ali na frente que jogue a economia para o buraco … ora uma numa economia em recessão o Banco Central age e joga as taxas de juros no chão pra tentar estimular a economia.

Então em suma é: mercado não tem acreditado que a economia americana seguirá pujante e vê sinais de perigo na frente. Ahh e só pra não deixar passar batido, o diferencial de taxas de 10 anos e 2 anos também está perto de inverter

Bom e o que pesa ainda mais é que olhando o passado, esse fato (a inversão da curva) foi um bom preditor de recessões nos EUA. No gráfico abaixo marquei com círculos vermelhos o quando isso aconteceu. Veja que logo o spread de taxas (diferencial) voltam a subir em resposta a uma grave crise que joga o país em recessão (areas cinzas do gráfico).

Outra consequência desse movimento de inversão da curva, e também reflexo de um cenário de medo de uma crise, é o aumento da volatilidade em termos gerais do mercado. Gráfico abaixo tenta mostrar isso. A linha vermelha é o diferencial de taxas (eixo invertido) e em azul a média do VIX que é um índice de volatilidade.

Volatilidade não necessariamente é algo ruim, mas indica que o cidadão terá que ter mais estômago para investir em ações.

Então a questão central que se colocou no mercado é: estamos a beira de uma grande crise na economia americana…se de fato a maior economia do mundo sofrer, todos sofremos…logo os ativos de maior risco como ações sofrem…

 

RAY DALIO E A BOMBA RELÓGIO

Sobre esse assunto, Ray Dalio, o gestor do maior hedge fund do mundo prevê que em 2 anos teremos uma crise nos EUA e ela será advinda do descontrole fiscal das contas públicas americanas….ele inclusive levanta uma polêmica de que o Dólar como reserva de valor perderia espaço …será??

Resultado de imagem para RAY DALIO CNBC

A matéria do Samour é interessante…segue o link abaixo:

“Bomba-relógio”: as previsões de Ray Dalio sobre a próxima crise…

Leia: https://braziljournal.com/bomba-relogio-as-previsoes-de-ray-dalio-sobre-a-proxima-crise

Isso deu o que falar nos EUA e ajudou ele a vender seu livro…rs. Argumentos bons…agora uma crise em 2 anos? E pra isso não precisa ele falar…tem gente que calcula índices de probabilidade de recessão…abaixo um gráfico da Oxford Economics mostrando que sim, de fato a probabilidade vem aumentando, mas que ainda esta em nível baixo quando comparamos a outros momentos

Então uma crise é totalmente possível… mas eaí? Saio do mercado e espero? Fico 2 anos esperando? Fica meio vago né! E a solução dele é comprar 10% da carteira em OURO…ok, bacana, eu mesmo já falei disso recentemente…não resolve por completo, mas ajuda. Inclusive no curto prazo o ouro resolveu andar:

 

DÓLAR

E num cenário de maior estresse o dólar reage… lembram que eu falei do Dólar parecer barato a 3,70? Comentei isso aqui no dia 05/11 com dólar a R$ 3,72:

“To começando a achar o dólar barato abaixo R$ 3,70….na real não sei dizer ao certo…rs… mas já começo a pensar que pode estar sim….sei lá…talvez tenha espaço para ir um pouco mais, mas não vai cair pra sempre
#prontofalei”

 

BRASIL MOSTRA TUA CARA…

Mas mesmo com o mundo indo mal temos muita coisa a melhorar então Brasil, mostra a tua cara! Será? Na semana que passou tivemos alguns dados ruins da economia como:

  • as exportações de carros divulgadas pela Anfavea e que decepcionaram (vide gráfico abaixo);

  • a produção industrial mostra que a atividade também não está retomando na velocidade que gostaríamos;
  • e no campo político, nada de avanço sobre uma reforma da previdência que parece ficar pra 2019.

Melhor não mostrar a cara não…deixa nóis quieto aqui…rs

 

MINHA OPINIÃO SOBRE TUDO ISSO: 

Brincadeiras a parte, penso que a mudança que pode ocorrer no Brasil é gigantesca e isso pode motivar uma forte reprecificação de ativos aqui dentro. Vejo espaço para nossa bolsa andar e para as small caps subirem ainda mais … não por acaso a minha carteira é recheada delas. Sigo otimista. 

Mas não sou ingênuo e sei que uma crise nos EUA afeta todos nós e sei que minha carteira sofreria bem com isso.

Mercado se apega ao que quer. No momento é isso…em algum momento teremos uma crise nos EUA, isso é um fato! A economia é cíclica, isso é normal…HOJE não vejo motivos, ou não vejo nenhuma bomba estourando capaz de dar o pontapé inicial…por isso sigo comprado e otimista. Mas gato escaldado tem medo de água quente…então seguimos aqui monitorando. 

Se tiver uma crise nos EUA, talvez o melhor lugar para se ter seu dinheiro é exatamente lá! Fiz um post explicando:

5 RAZÕES PELAS QUAIS VOCÊ VAI QUERER TER SEU DINHEIRO NOS EUA, CASO HAJA UMA GRAVE CRISE COMO 2008

 

Era isso.

Aquele abs!

 

 

4 comments

Leave a Reply