Buggpedia: O que é a Dívida Líquida (Net Debt)?

Buggpedia
Dívida Líquida (Net Debt)
O que é a Dívida Líquida? Qual sua importância?

 

A Dívida Líquida é uma métrica que de endividamento de uma companhia. Nesse indicador, você consegue ver os tipos de obrigações que uma empresa carrega, seja ela de curto ou longo prazo. Ela representa a quantidade de dinheiro (disponibilidades) que uma companhia precisa ter para zerar sua dívida. Por isso, muitas vezes escutamos analistas, investidores de longa data ou até pessoas que trabalham com negócios, comentar que tal empresa está bem endividada e isso quer dizer que essa empresa, está com mais dívidas do que disponibilidades financeiras no momento. Isso até um certo ponto é saudável e normal, mas vamos explicar melhor adiante.

COMO CALCULAR

Para calcular a Dívida Líquida, não tem mistério nenhum. Antes de explicar a fórmula, vale ressaltar, que esse indicador é dado na maioria das vezes nos resultados trimestrais e anuais das companhias abertas. O seu cálculo é bem simples, a parte mais “chata” será procurar no balanço e separar o que é dívida de curto prazo e o que é de longo prazo. Sem mais delongas, a fórmula fica assim:

 

Dívida Líquida (Net Debt) = (Dívida de Curto Prazo + Dívida de Longo Prazo) – Caixa e Equivalentes (que são as Disponibilidades)

 

Por fim, chegaremos a um número em reais, que determinará a dívida da companhia menos todo o seu dinheiro em caixa. Se por um acaso a conta der negativo, isso quer dizer que a companhia tem disponibilidades financeiras o suficiente para pagar todas as suas dívidas e ainda ficar com dinheiro em caixa (caixa líquido).

ENTENDENDO MELHOR A DÍVIDA LÍQUIDA

Chegamos a um ponto crucial, o que a Dívida Líquida nos diz a respeito sobre a saúde financeira de uma empresa? Primeiro que ela diz respeito a capacidade que uma companhia precisa ter para honrar todas as suas obrigações e o quão maior for para essa companhia “pior” tende a ser (vai depender das suas operações, setor e etc) para que ela pague isso no futuro.

Notem, não é ruim ter dívida, é até bom por que gera benefício fiscal. Mas ter muita dívida pode ser um problema lá na frente se a empresa não fizer estudos prévios antes de tomar esse dinheiro de alguma fonte e se ela não tiver capacidade de gerar retornos os suficientes para honrar. Logo, esse indicador determinar se uma empresa está bastante alavancada ou se ela tem poucas dívidas.

É bom frisar, que a Dívida Líquida é um ótimo ponto de partida para se avaliar o endividamento de uma companhia. Porém, deve se olhar outros pontos, como se ela está tomando empréstimos a juros muito altos, qual o prazo que ela tem para amortizar ou quitar as dívidas, se está em moeda do país de origem ou de outro país, inclusive, o que ela terá de pagar no ano que está sendo analisado, pois isso impacta no caixa dela e diz respeito a quanto ela terá que despender para honrar suas obrigações.

Por fim, podemos concluir que esse indicador é excelente para qualquer investidor e dá uma noção um pouco mais ampla de suas dívidas. Todavia, devemos sempre usar outros indicadores que estão ao nosso alcance, como a Dívida Líquida/EBITDA, Dívida Bruta e a Dívida Líquida/PL.

 

Era isso, valeu!

Twitter: @Breno_Bonani  Instagram: @bonani_ Linkedin: Breno Bonani

4 comments

  • Não entendi bem esse comentário de dívida ser bom devido ao benefício fiscal. Seria devido ao pagamento de juros e consequentemente redução do Lucro antes dos impostos?

    Nesse caso estaria reduzindo o lucro, isso não é bom.

    • Opa Linelson, tudo certo?

      Não necessariamente. Estamos falando de companhias que pegam milhões ou bilhões em financiamentos… Não da para andar só com o capital próprio o tempo todo. Por isso que pegar dívida não é algo necessariamente ruim como eu comentei, precisa existir uma relação de saúde também com a companhia, não podendo extrapolar o que ela aguenta. Mas o fato de se gerar o beneficio fiscal, faz com que o financiamento efetivo seja menor do que o contraído pelo empresa.

    • Os passivos de uma companhia, tanto circulante como não circulante ficam nos balanços da companhia. Na DRE você encontra informações como Receita bruta, receita líquida, Lucro operacional, EBITDA, Lucro Líquido e também os níveis de endividamento (dívida bruta, líquida).

Leave a Reply