Grandes investidores: Bill Gross, o Rei dos Bonds

Grandes Investidores
Tempo de leitura: 5 min

Quem vos escreve aqui é o Eliseu. Desde o início da minha jornada no mundo de investimentos procurei ler, estudar e buscar mais e mais conhecimento. Hoje, passados 15 anos, sigo aprendendo, mas posso garantir para vocês que o que mais me ajudou nessa caminhada, foi estudar o que os grandes mestres, os grandes nomes, grandes gestores de mercado fizeram e ensinaram. Por isso resolvi compartilhar com vocês aqui no Bugg, o que aprendi, através dessa série “Grandes Investidores”. Espero que os ajude, assim como esses ensinamentos têm me ajudado a ser um investidor melhor.

Bill Gross – Biografia

William Hunt Gross, nasceu no dia 13 de abril de 1944, em Middletown, Ohio. Estudou na Duke University, uma das melhores universidades do mundo, em 1966, em psicologia. Foi para os Seals, espécie de esquadrão de elite para operações especiais dos EUA, entre 1966 e 1969. Também teve um MBA pela Universidade da Califórnia (UCLA).

Trabalhou nas mesas de blackjack, contando cartas, cerca de 16 horas por dia. Menciona que dessa época aprendeu lições que ele aplicou nos investimentos: usar muita alavancagem e ter muito débito irá fazer com que o castelo de cartas da vida, desmorone. Jogando em Las Vegas, transformou US$ 2 mil em US$ 10 mil, após quatro meses. Bill Ross menciona que foi importante esse tempo eis que aprendeu a lidar com risco, pensar rápido e isso deu-lhe um instinto aguçado para a matemática e investimentos.

O Fundo de Bill Ross, Pimco Total Return Fund, que ele fundou em 1987, transformou-se em um dos fundos com mais dinheiro do mundo e em 2010, a Morningstar nomeou Gross como o “Investidor da década”. Tem uma riqueza pessoal de cerca de US$ 1,5 bilhão.

 

O que ele fez? 

É considerado como um dos gestores que mais fez dinheiro para outras pessoas. Foi considerado um bom trader, um ótimo analista e um bom vendedor, capaz de passar ideias complexas de maneira simples e acessível.

Fundou em 1971, com US$ 12 milhões em ativos, a Pacific Investment Management Co (PIMCO) que tinha cerca de US$ 2 trilhões como um todo, sendo o maior do mundo e o Fundo que ele geria o Total Return Fund, com US$ 270 bilhões, antes dele sair em 2014 para juntar-se a Janus Capital Group, na qual se aposentou em fevereiro de 2019, após 5 anos de retornos menores que os de benchmarks, o que nada lembrava os retornos excelentes da PIMCO.

Administrar fundos de renda é tanto ou mais complexo que investir em ações. Algumas dos conhecimentos necessários envolvem riscos de crédito, ratings, yelds, maturities, durations e medidas de risco, como VaR e outras. Quanto mais longa a duration de um título, maior tenderá ser a volatilidade causada quando as taxas mudam. Gross tomava vantagem disso, aproveitando dúvidas nas direções das taxas de juros, inflação e outras variáveis que afetam os bonds ou ativos.

Retornos em 30 anos de Bill Gross

Vida Pós Pimco? 

Ninguém teve retornos melhores que o Rei dos Bonds, pois o Fundo que ele cuidava, teve retornos por um longo período de tempo, benchmark esse representado pelo Bloomberg Barclays US Aggregate Bond Index, ganhando cerca de 1% a mais de retorno anual, durante junho de 1987 até setembro de 2014, sendo esse 1% uma margem altíssima para um bond que não seja de mercados emergentes. O melhor de tudo é que Bill Gross obteve esses retornos com apenas um pouco mais de risco, risco esse medido pelo desvio padrão, onde foi de 4,3% contra 3,9% do benchmark.

Consistência era outra qualidade de Gross como gestor. Ele teve retornos maiores em todos as janelas de tempo de 10 anos e nunca com retorno menor que 0,5% por ano. Na melhor década, Bill Gross teve retorno melhor que 1,6% a mais que os melhores gestores em qualquer classe de bonds.

Uma pena que após sair da PIMCO, acabou não possuindo retornos maiores que o benchmark nos 4 anos seguintes, sendo que alguns apontam que ele mudou alguns parâmetros de risco, como por exemplo, alocar mais de 2% em cada emissor de bond, o que ele não fazia nos tempos de PIMCO.

Retornos Bill Gross, após sair da PIMCO, perdendo do benchmark com retornos de 1,5% contra 9,2% (Setembro 2014-janeiro 2019)

 

Era isso!!

Um grande abraço,

Eliseu

One thought on “Grandes investidores: Bill Gross, o Rei dos Bonds

Leave a Reply