POR QUE INTERNACIONALIZAR MEUS INVESTIMENTOS? 5 MOTIVOS

Lá Fora, Vídeos
Tempo de leitura: 8 min
UM MUNDO DE DESCONHECIMENTO?

Comecei a me interessar por mercado financeiro a 16 anos atrás. Estava ainda no curso de Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e me intrigava entender como funcionava aquele negócio chamado Bolsa de Valores. Hoje depois de 15 anos de experiência, de ter trabalhado como analista de investimento e ter sido sócio do maior fenômeno do mercado financeiro brasileiro da última década, a XP, ainda me intriga o fato de como as pessoas se interessam ou tem curiosidade sobre o assunto, mas ao mesmo tempo este ainda é um ambiente de grande desconhecimento em geral.

Imagem relacionada

Em especial, desde 2014 com a crise que o Brasil enfrentou, mais e mais pessoas me procuravam querendo entender como proteger seu patrimônio … como evitar que sua poupança fosse consumida por uma inflação alta ou pela má condução da economia. Ou ainda, apenas cansados de ver tudo aquilo que conquistaram sob risco por conta de uma ou outra decisão política.

O que fazer? Compro Ouro? Terras? Bitcoin? Dólar?

Um mundo de perguntas e de desconhecimento.

 

MITOS E MAIS MITOS…

Percebo que o brasileiro acordou! Somente a demanda e a necessidade de buscar algo diferente, já me parece um avanço. Mas ao mesmo tempo, vejo que o brasileiro nem sabe que ele pode investir no exterior, que existe acesso a outros produtos que não apenas os que o banco os oferece e que o seu patrimônio não precisa ficar refém de uma reforma.

Ouço corriqueiramente 3 grandes mitos sobre o assunto investimento no exterior:

  • “Há isso é só para quem tem muita grana”
  • “Há isso é lavagem de dinheiro”
  • “Há não isso é muito complicado”

Resultado de imagem para mito

Tudo balela! Resultado do desconhecimento! 

Investir no exterior não é restrito as pessoas de muitos recursos, não significa que você está infringindo alguma lei e não é complicado! Diante de tantas perguntas eu criei esse texto com 5 motivos pelos quais você deve considerar investir no exterior! 

Deixe-me explicar…

 

5 MOTIVOS PARA INVESTIR NO EXTERIOR… 

 

1. Diversificação de Mercados.

Principio básico da confecção de portfólios: diversificação!

Não sou um fã dessa ideia pois me alinho mais a visão de Buffet de colocar os ovos na mesma cesta. Mesmo assim, senti na pele, ou no bolso, os malefícios de não se estar diversificado de fato. Dia 17/05/2017 quando da delação da JBS os mercados brasileiros foram duramente atingidos e eu perdi dinheiro nos Fundos Multimercados, nas Ações e até nos títulos do tesouro.

O mesmo aconteceu em 2018 com a escalada do dólar e aversão a risco e ao Brasil….ou ainda, em cada momento que vemos o dólar começar uma nova escalada!

A questão é você não está bem diversificado se os seus recursos estão todos atrelados a ativos brasileiros! Sejam eles de renda fixa ou variável. Tem que estar exposto a outros mercados.

Resultado de imagem para ovos mesma cesta

 

2. Melhor balanço de Ativos x Passivos.

Quanto do seu consumo é dolarizado? Diria que hoje em dia muito! Celular, TV, roupas, tênis ou ainda mais diretamente viagens ao exterior.

Todos esses passivos (despesas) dolarizadas precisam ter uma equivalência de ativos dolarizados! Caso contrário você terá que trocar o computador Dell por um Positivo, ou o a viagem para Disney por um passeio no Beto Carreiro (no offense).

Para melhorar nosso Balanço precisamos ter ativos em dólar!

Resultado de imagem para man doing accounting

 

3. Número maior de opções.

Você é um entusiasta de energia limpa? Você acredita na Biotecnologia? Você é defensor de alimentos orgânicos?

A lista poderia seguir de lojas de vídeo games a grandes empresas de petróleo….há um caminhão enorme de opções de investimentos lá fora.

São milhares de empresas e/ou ETF’s dos mais diversos e variados que te permitem investir até em coisas que você entende mais do que as tradicionais Petro e Vale. Ahh e isso vale para renda fixa também!

Ao todo estamos falando de mais de 6000 ativos!

Resultado de imagem para woman choosing in supermarket

 

4. Brasil é muito arriscado.

Amo meu país, mas é um fato que comparativamente a outros mercados somos considerados “lixo” para muitos investidores. Pode soar agressivo, mas esse é o nome dado aos títulos de dívida de países considerados de alto risco perante os agentes internacionais – junk bonds – e o Brasil é um deles.

Que tal investir seus recursos no Vietnã? Ou na Macedônia?  Ou quem sabe no nosso vizinho Paraguai?

Pois é, esses países tem o mesmo grau de investimento que o Brasil! E não precisa nem pensar muito, a instabilidade e incerteza política e econômica fazem parte do nosso dia dia…então não tem como não dizer que o Brasil é um local arriscado a investimentos!

Resultado de imagem para slackline nas alturas

 

5. Maior segurança e desempenho.

Mercado americano de capitais é o maior e mais desenvolvido do mundo. Bolsa americana (NYSE) foi fundada em 1817! Ou seja, acabaram de completar 200 anos! Já nossa moeda tem menos de 30 anos e a bolsa brasileira, apesar de ter sido fundada em 1890 (Bovespa), somente na década de 60 é que começou a se desenvolver…mas fato que até hoje não caiu no gosto do brasileiro.

Qual mercado você pensa que é mais bem regulado ou qual possui as melhores instituições que protege o pequeno investidor? O mercado americano oferece segurança institucional e regulatória aos investidores.

E em termos de desempenho o crescimento econômico observado nos EUA ao longo de anos foi traduzido em valorização das ações. Lá existem algumas empresas que pagam dividendos aos seus acionistas por mais de 100 anos! E mesmo com as crises e solavancos pelo qual o mercado passou (vide 2008) um investidor que tivesse apostado no S&P 500 nos últimos 15 anos, teria tido um retorno de mais de 230%…e isso mesmo com a gravíssima crise de 2008 no meio do caminho! Abaixo a comparação do Ibovespa (linha verde) e do S&P (índice americano).

 

Concluindo…

Acho que ficou claro que motivos não faltam para o brasileiro buscar proteção ao seu patrimônio além das fronteiras do nosso país. Poderia seguir aqui listando outros vários motivos pelos quais você deveria considerar ter uma parcela do seu patrimônio investida no mercado americano.

Uso a Avenue Securities como corretora para acessar o maior mercado do mundo.

A experiência eu comparo com  a primeira vez em Amsterdam (local da foto de capa)! Que cidade! Louca em vários aspectos, mas um local de liberdade….Traçando um paralelo, estou sentindo isso agora que estou começando a investir lá fora…fora das fronteiras e do risco associado ao Brasil. Um mundo de opções, diversidade, oportunidade…uma atmosfera boa sabe! Menos preocupações com discussões políticas inócuas e um pensamento positivista…pensar pra frente…quais as novidades dessa ou daquela empresa que farão suas ações subirem nos próximos anos.

 

Abaixo vídeo onde resumo esses 5 motivos listados….

 

Era isso.

Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves / Youtube: Willcastroalves/

Linkedin: William Castro Alves

Instagram: @willcastroalves / Facebook: William Castro Alves

3 comments

  • Muito bom! Acho importante, ainda mais no atual momento da economia, falarmos de investimentos internacionais. Além disso, tu vai poder ampliar muito mais teu escopo de análise e achar melhores oportunidades (e lá tem muito mais). Abraço

  • Um tempo atrás pensei em internacionalizar com as BDR’s mas tem problemas de poucas serem patrocinadas, liquidez, qualificação para as não patrocinadas, etc. Na época optei por deixar em um fundo de investimento que aplica em BDR, mas agora tem a Avenue Securities e voltei a coçar a mão para investir diretamente lá fora. Duas sugestões para próximos posts: como é a questão tributária aqui no Brasil e lá fora investindo por essa corretora? E, quais ações lá de fora estão no seu radar e por que?
    Parabéns pelo blog, tô curtindo muito o conteúdo.

Leave a Reply