CARTEIRA WILL – 20191028

Carteira do Will
Tempo de leitura: 4 min
1ª VEZ AQUI?

Primeiramente seja bem vindo!

Aqui você não vai encontrar nenhuma recomendação, promessa de lucros extraordinários, ou fórmula correta para ganhar dinheiro no mercado. Aqui você sempre vai encontrar a verdade e a realidade daquilo que faço com o meu dinheiro…meus erros e meus acertos. Meus 15 anos de mercado, tudo que estudei, vivi, vi, me formaram e ainda me formam, como um cara que pode compartilhar algo que talvez possa te ajudar.

Posto a minha Carteira Global, abro a minha parcela investida em ações; e a #Notbad é uma carteira teórica que criei mas me comprometi em colocar meu dinheiro nos ativos que nela constam.

Quem tiver dúvida só me mandar um mail: william@bugg.com.br 

 

 

CARTEIRA

2 Pontos a comentar aqui em termos de composição global:

 

COMO BALANCEAR A CARTEIRA GLOBAL

A composição global de alocação muda…mas lentamente. Entendo que uma carteira tem que atender:

  1. Os objetivos de quem investe: objetivo de atingir um determinado valor e de manutenção de liquidez.
  2. Sua disposição em correr risco.
  3. Sua capacidade de correr risco.

Veja que não falei nada de ativos, moedas, commodities, etc. Esses são apenas meios de se alcançar seu objetivos patrimoniais.

Usando meu exemplo: tenho 36 anos, uma filha e esposa; conheço bem o mercado e tenho tempo para economizar e fazer poupança. Meu objetivo é ter grana para ter uma vida mais tranquila daqui 30 anos; prover uma boa educação para minha filha e ter alguma reserva de emergência. Portanto tenho:

  1. Objetivo maior de longo prazo e alguma necessidade de liquidez de curto prazo….mais prazo me permite feixar o patrimônio crescer com paciência e buscar mais retorno
  2. Tenho disposição de correr risco…isso é algo inerente a mim…eu quero correr risco…tem a ver com o Will.
  3. Tenho capacidade de correr risco porque entendo o que é isso; porque já invisto; porque já vivi o mercado.

Hoje tenho 63% em ações diretamente; 17% em ações geridas por outros; 14% alocados no exterior que estão essencialmente em ativos de renda variável…portanto tenho 94% do meu patrimônio em renda variável! É muito? Talvez, mas entendo que O MEU PERFIL ME HABILITE A ISSO!  Pergunte-se a sim mesmo, qual é o seu perfil.

 

OLHO NO DÓLAR

Finalmente o otimismo está surtindo efeito no dólar! Já vinha comentando e estando errado…demorou um pouco, mas agora posso dizer que acertei? Dólar estava caro…queda recente deve ser aproveitada para enviar recursos e internacionalizar parte dos seus recursos…

Minha meta pessoal é ter 30%! Falta metade.

Lembro que ao dolarizar você não está preso ao investimento em ações de empresas americanas! Tem uma miríade de opções! São milhares de ativos! Por isso, sugiro fortemente que busque ter uma parcela em dólar!

 

 

AÇÕES 

Mudança: Única coisa que fiz essa semana foi aumentar exposição a Schulz (SHUL4) . Sigo convicto no case e aguardando o resultado do 3T19, o qual tenho boas perspectivas.

No mais sigo com a carteira intacta. Bem verdade que muitos ativos não vão bem…mas faz parte.

Não vou me deter a comentar nenhum específico, mas fiquem a vontade para questionar.

 

#NOTBAD

Preciso de um milagre! Não torço contra o IBOV…jamais! Só queria que minhas ações subissem! Que fase! 3 meses seguidos de performance aquém do IBOV! #tafoda!

Resultado de imagem para que fase

 

Lembrando: sexta-feira  (01/11) posto a composição da nova carteira #Notbad para novembro, assim como o fechamento desse mês. 

 

 

Era isso.

Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves / Youtube: Willcastroalves/

Linkedin: William Castro Alves

Instagram: @willcastroalves / Facebook: William Castro Alves

9 comments

Leave a Reply