CARTEIRA #NOTBAD – FEVEREIRO 2020

Carteira do Will
Tempo de leitura: 6 min

Para quem não conhece ou sabe, a carteira #Notbad é uma carteira teórica que posto sempre no primeiro dia útil do mês, comentando as performances e eventuais trocas. A ideia é mostrar que é simples investir em ações e com um portfólio de 5 ativos (20% em cada um) você pode se expor com um risco ok e qualidade. Para fins de computo de performance uso os preços de fechamento ainda que eu saiba que na vida real não é tão simples assim e os nossos preços de compra e venda sejam diferentes.

Para não ficar somente na teoria, eu compro todos os ativos que nela constam! Esse é meu compromisso com quem me segue! 

 

PERFORMANCE EM JANEIRO 

Eis que finalmente acabou o mês de janeiro….depois de 54094 dias, muita volatilidade, notícias pra cá e pra lá o saldo foi de queda! A carteira bateu o Ibov, mas não temos nada a comemorar. É tipo aquela vitória onde o time vence, mas não se classifica para próxima fase sabe?! Caímos menos…mas perdemos dinheiro….isso é o que fica de Janeiro. Fomos salvos pela menor empresa do portfólio SHUL4 com sua alta de 12% no mês. JBS até que não foi mal…COGN3 em linha com o mercado…e MYPK e BBAS3 pesaram.

Enfim…é assim mesmo…ao final do mês o que posso dizer? Notbad!

Lembrando: como eu enviei o post de carteira com atraso nesse mês (dia 06/01 para ser mais exato) estou considerando a performance dos papeis e do Ibov desde o fechamento do dia anterior a essa data, ou seja, 03/01. 

 

 

NÚMEROS 

Quem acompanha essa carteira a mais tempo sabe que os números são bons. Gosto de postar mês a mês aqui para que todos vejam que existem meses bem ruins e que é normal perceber quedas como a desse mês.

  • Desde o início a carteira acumula 332% contra 78% do IBOV!
  • Performance de 12 meses: 49% contra 15% do IBOV!
  • Até aqui foram 32 meses de existência, com a carteira batendo o IBOV em 23 meses, ou seja, 72% dos meses.

Esses números desconsideram custos de operação; levam em consideração o reinvestimento dos dividendos; e o rebalanceamento mensal. 

 

CARTEIRA PARA FEVEREIRO

Vou me permitir fazer algo que nunca fiz aqui nessa carteira: adicionar mais 1 ativo e ter uma carteira com 6 ativos. 

Sei que muitos não vão gostar e vão criticar. Sei que isso torna a carteira diferente e que isso prejudica a comparabilidade histórica. Sei que é um risco mexer em algo que vem dando certo…podem criticar e questionar…fiquem a vontade!

Mas meu objetivo aqui é ter uma carteira que eu me sinta confortável. Algo que eu realmente acredite! Afinal eu coloco o meu suado dinheirinho nisso! Se não for para ser algo que eu acredite eu nem posto! 

Pois bem, então a carteira fica?

O que sugiro? O que eu farei! 

Reduzir SHUL4 pela metade (de 20% para 10%) e adicionar VALE3 com 10%.

Qual o racional disso?

Schulz (SHUL4) continua sendo uma boa empresa. O desempenho da ação vem refletindo isso. Quando eu adicionei ela na minha carteira não lembro de absolutamente ninguém falando. De lá para cá já achei uma reportagem do Brazil Journal onde ela é citada, e chegou até mim um relatório da Reach Capital (gestora) comentando sobre o papel. Isso mostra que tem bons fundamentos, que é boa empresa, bem gerida….ainda que não se comuniquem muito bem com o mercado. E apesar da alta segue negociando a umas 10x lucros para esse ano; 8x Ebitda…isso sem colocar muito otimismo na conta. No entanto, considerando sua menor liquidez e as altas recentes, acho que faz sentido reduzi-la na carteira.

Vale (VALE3) dispensa apresentações. Desde a máxima de 15 dias atrás (vide data desse post) o papel acumula queda de mais de 12%…amanhã (03/02) deve abrir caindo refletindo a queda no preço do minério como reflexo dos receios com o coronavirus na China. Conforme comentei nas minhas últimas 2 tônicas (03/fev e 27/jan) entendo que a epidemia afete o curto prazo, mas não acredito em efeitos duradouros. Então as quedas abrem a oportunidade de comprar uma máquina de fazer caixa chamada Vale a preços bons. Quero aproveitar isso! Nos R$ 50/ação ela negocia a cerca de 6x lucros, 4x Ev/ebitda e um yield de mais de 10%. Se cair mais fica ainda mais barata! Por que não ter 20% da carteira então? Porque eu sempre posso estar errado! 

No mais sigo com: 

  • BBAS3…talvez o papel mais barato da bolsa, rs;
  • MYPK3….o segundo papel mais barato, rs. A propósito é nova aposta do badalado Alaska – veja matéria!
  • COGN3…vem oferta aí…pode pesar no papel no curto prazo, mas pensando um pouco, faz todo sentido! Aproveita o mercado ainda aquecido, reduz alavancagem e abre mais espaço para crescer naquilo que é foco…mais sobre o papel aqui nesse post.
  • JBSS3…no frigir dos ovos é bem possível que o coronavirus acabe sendo positivo para ela! Ela já surfa um ciclo favorável; tem a possibilidade de IPO nos EUA; saída do BNDES; múltiplos bem baratos.

 

VÍDEO EXPLICATIVO DA CARTEIRA

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Youtube: Willcastroalves
Facebook: William Castro Alves
Linkedin: William Castro Alves

 

11 comments

Leave a Reply