20200402 – PODCAST BOM DIA USA: O xadrez geopolitico do Petróleo, um ETF agressivo e recuperação nos mercados

Podcasts
Tempo de leitura: 8 min

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

**ONTEM**

Após o discurso do presidente Trump, onde alertou para 2 semanas difíceis pela frente e a projeção de um número de mortos entre 100 e 240 mil (número maior que a Guerra do Vietnã, 90.220, como a mídia enfatizou), o mau humor tomou conta dos mercados e mantiveram-se no território negativo durante todo o dia. Em nada ajudaram no clima de investimentos, também, o pedido de concordata da Whiting Petroleum (WLL -44.5%) e a falta de consenso sobre a necessidade e a urgência da aprovação de um novo pacote de estímulos pelo Congresso americano.

  • S&P: -4.41%
  • DJ: -4.44%
  • Nasdaq: -4.41%

Vale lembrar aqui que esses modelos não são perfeitos e não têm como levar em consideração os potenciais efeitos positivos de tratamentos ainda experimentais, por exemplo. Além disso, não devemos esquecer que, em ano eleitoral, uma vitória nessa “guerra” contra o vírus será muito importante para alavancar a campanha pela reeleição de Trump. Um número de fatalidades menor que o modelo poderia ser crucial para a batalha nas urnas.

Não ajudou também a falta de consenso, para aprovação de um novo pacote de estímulos (fase 4), o qual parece ter chances baixas no curto prazo.

  • Setores: Destaque positivo (menos negativo) para o setor de consumo não discricionário (XLP -1.7%) puxado pelos nomes do investimento “temático” das compras de estocagem para o confinamento como Kellog (K +1.8%) e Walmart (WMT +0.5%), por exemplo. Do lado negativo, destaque para o setor financeiro (XLF -6.1%) após o anúncio do corte de dividendos e buybacks pelos bancos europeus.
  • O dólar: O dólar comercial encerrou a quarta-feira (1º) vendido a R$ 5,261, com alta de R$ 0,067 (+1,29%), na maior cotação nominal desde a criação do real. Já tinha comentado aqui 5 motivos porque ele não cai: (i) Brasil não deve crescer; (ii) situação fiscal se deteriora com a crise; (iii) taxas de juros baixas; (iv) discussões e divergências políticas; (v) movimento global.

 

**HOJE**

Corona. • Surgem sinais de que o pior pode acabar em breve na Itália, mas as mortes em Nova York e Nova Jersey dobraram em três dias e o prefeito de Los Angeles pediu que todos na cidade usem máscaras; um condado no centro da China foi isolado novamente após um surto nos casos, apontando para a dificuldade de uma contenção sustentada.

  • Na Ásia tons mistos com queda de 4% na índia e 1.37% no Japão, mas alta de 1.7% na china e 0.8% em HK
  • Bolsas na Europa em alta, exceção a espanha que cai 0.35%, em geral leves altas
  • Futuros apontam recuperação. S&P fut sobe 1.8%

 

**DESTAQUES**

PETRÓLEO

Vou começar a falar aqui uma série sobre petróleo. Eu digo série porque o assunto é da margem para várias discussões.

Começo dizendo que é muito simples e fácil comprar petróleo através da Avenue. O principal ETF que replica o desemprenho da commodity é o USO – United States Oil Fund. Assim como a commodity ele cai forte…em 12 meses 66%. Mas ele não tem alavancagem alguma.

Uma visão bearish…

O petróleo é um jogo de xadrez geopolítico cheio de teorias e suposições.

O petróleo se encontra em mínimas históricas, se voc pegar um gráfico histórico verá que ele encostou nesse patamar em 73, 86, 98 em outra crise da OPEC e agora. A situação recente tem influencia do corona, mas começou de fato num desentendimento dos países produtores. Existe uma visão de que a OPEC+ era uma arranjo entre a Arabia Saudita e a Russia para aumentar o preço do petróleo e aumentar o valuation do IPO da @Aramco. Então nesse período, os países da OPEC+ cumpriram cotas de producao. Enquanto OPEC+ cortavam produção e impunham cotas cada vez menores, os EUA continuaram aumentando continuamente a produção. Assim, a OPEC+ resultou em uma perda de market share para esses países e como efeito colateral viabilizou a estimulou a indústria de shale gas nos EUA. Agora que o IPO da Aramco  já saiu, tanto Russia quanto Arabia Saudita tem poucos incentivos para manter os preços elevados, sendo que ambos os países podem sobreviver mais tempo com petróleo na casa dos $20 do que a indústria de shale gas que é muito alavancada. O que está acontecendo na verdade é uma guerra da OPEC+ contra o shale gas.

Ontem o Petróleo subiu 4% a $21.30/barril após as notícias de pedido de concordata da Whiting Petroleum (WLL -44.5%) mostrando as dificuldades do setor em manter a produção nesses níveis de preço. Também contribuiu para a alta a esperança de uma resposta do governo para a crise após a reunião do presidente Trump e empresários do setor .

Hoje petróleo dispara com plano da China de comprar a commodity para ampliar suas reservas. Ações de energia lideram ganhos no Stoxx 600 e moedas ligadas ao petróleo como peso mexicano e rublo são destaques entre emergentes; cobre se valoriza em Londres.

 

CARTEIRA DIVERSIFICADA COM UM ETF?

Seria possível ter uma carteira diversificada apenas com 1 ETF? SIM!

Para aqueles que não querem ter o trabalho de escolher ativos, essa pode ser uma solução, além de ser baixo custo pois basicamente você carregaria um único ativo em carteira. Vou dar um exemplo que explica:

AOA – iShares Core Aggressive Allocation ETF

Com uma tx de adm de 0.25% o investidor tem um portfolio agressivo.

São ~36% alocados em etf’s do S&P ;

28% alocado em ações de países desenvolvidos

8% em ações de mercados emergentes

3% entre small e mid caps

Ou seja, 75% em ações.

25% alocado em e renda fixa (bonds governamentais e corportativos) americana e global

No ano o ETF apresenta queda de 18%, em 1y -10%.

Amanha comento sobre o portfólio voltado para crescimento.

 

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação para comprar ou vender qualquer título em uma conta Avenue ou em qualquer outra conta, e não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado de um produto financeiro ou de segurança não garante resultados ou retornos futuros.

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Leave a Reply