20200416 – PODCAST BOM DIA USA: Bancos e ações do setor financeiro abaixo do seu valor de patrimônio

Podcasts
Tempo de leitura: 9 min

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

**ONTEM**

Ontem tivemos um dado de vendas no varejo no mês de março e a pesquisa do setor manufatureiro no estado de NY. Ambos ruins e isso ajudou a fazer a bolsa pesar. O mercado parece que se lembrou que a economia tem sido duramente afetada pelo corona. Fora isso, também contribuiu para a piora do sentimento mais um dado de aumento maior que o esperado nos estoques de petróleo.

  • S&P: -2.2%
  • DJ: -1.86%
  • Nasdaq: -1.4%

Os dados de venda no varejo nos EUA caíram 8.7% no mês de março – pior resultado mensal desde 1992, quando o índice começou a ser divulgado. Os setores mais afetados pela parada abrupta da economia foram roupas e acessórios, móveis e restaurante. Em compensação, setores de venda online, supermercados e farmácias viram suas vendas subirem no comparativo mensal. E o Empire Manufacturing Index de NY também teve a pior leitura da história (-78.2) com 85% das companhias reportando piores condições em relação ao mês anterior.

  • Setores… Não tivemos nenhum setor no território positivo ontem, mas quem sofreu menos foi o setor de Saúde (XLV -0.5%) com a United HealthCare (UHC +4.1%) e Johnson&Johnson (JNJ +1.1% – após subir 4.5% ontem) reportando resultados fortes.
  • Petróleo caiu 1.2% a $19.87/barril após fazer mínimas nos $19.20 com dados de estoque mais uma vez superando as estimativas. Os preços recuperaram durante a tarde após as notícias de que o governo americano estaria analisando a possibilidade de compensar as empresas para que elas parem de extrair.
  • O dólar fechou em alta pelo terceiro pregão consecutivo nesta quarta-feira, seguindo o movimento externo; alta de 1,00%, a 5,2424

 

**HOJE**

  • Corona: seguimos tendo boas notícias da Europa com Itália reportando desaceleração no número de novos casos e óbitos, bem como a redução no número de hospitalizações pelo 12º dia consecutivo. Já a Alemanha, começa a colocar seu plano de reabertura no dia 20 de abril (segunda), com a abertura de pequenos negócios e escolas voltando à partir do dia 4 de maio. Trump disse que o pico já foi atingido e ele deve anunciar alguma flexibilização nas restrições.

Hoje sai o pedidos de auxílio desemprego, algo que pode mexer com mercado…esperado mais 5MM atingindo mais de 20MM de pedidos de aux desemprego desde o início da crise.

  • Na Ásia o Asia Dow caiu 1%, japao -1.3%, mas leves altas na China, India e Cingapura.
  • Bolsas na Europa maior parte em território positivo com altas de 0.7%; exceção a Inglaterra com queda de 0.2%
  • Futuros alta de 0.4%
  • Petróleo aponta recuperação subindo 2%

 

**DESTAQUES**

BALANÇOS

Ontem: Bank of America, Citigroup, Morgan Stanley, Goldman Sachs, Charles Schwab; UnitedHelathcare,

Hoje: Honeywell, BlackRock, Inc., Morgan Stanley, The Bank Of New York Mellon;

 

BANK OF AMERICA (BAC)

É o segundo maior banco americano atrás do JP, eles tem uma grande base de clientes pessoa física nos EUA o que o torna especialmente sensível aos nuances da economia; com um Market cap de $214 BI; P/L de 8.6x ; ROE de 10.6%.

O banco viu suas receitas caírem 1%, mas o seu lucro cair 45% no 1T20. De novo o que pesou no resultado foram as provisões para perdas futuras. O banco reservou um adicional de $ 3,6 BI …sua provisão total para perdas de crédito aumentou para $ 4,76 BI, ante $ 941 MM no trimestre anterior.

Ações -6.4% e acumulam queda de 36%

 

CITIBANK (C)

É o quarto maior banco dos EUA, atrás do JP, BAC e WFC. Eles também tem forte presença na PF. Tem um 97BI; negocia a um P/L de 5.6x; ROE de 6% considerando esse resultado.

O Citi viu seu lucro cair 46%, depois que o banco reservou quase $ 5 BI para se preparar para a onda de inadimplência. O Citi é bem diversificado com operações no mundo todo: 50% da receita vem da Am do Norte, 21% Ásia, 13% da Am do Sul e 17% de EMEA (Europa, Oriente Médio e África). O banco disse que daria $ 1.000 a trabalhadores elegíveis que ganhem menos de $ 60k ano para ajudar a aliviar a “carga financeira” do surto.

Ações caíram 5.5% e acumulam queda de 47% no ano.

 

CHARLES SCHWAB (SCHW)

É a maior corretora dos EUA com valor de mercado de 46BI; negocia a um P/L de 13.5x; ROE de 19%.

As receitas da empresa diminuíram 4%, mas ainda assim superando as expectativas dos analistas…já o lucro veio abaixo. Empresa reportou um lucro de $ 795 MM o que representa uma queda de 18% ante o 1T19. Acho interessante olhar como a empresa se reinventou, com a receita de corretagem representando cada vez menos na pizza de receitas. Apesar de terem tido cerca de 1,5 MM de clientes operando no trimestre…é quase o somatório do total de pessoas que investe na bolsa brasileira, o segmento de trade responde por 7% das receitas; a parte de administração de recursos (sua Asset) responde por 32% da receita; mas a parte mais relevante e responsável por mais de 60% da receita é a Net interest revenue – ela deriva do saldo em conta corrente dos clientes o qual é aplicado e até mesmo usado pela subsidiária de banking da corretora. Recentemente a empresa anunciou a aquisição da TD Ameritrade num deal de $26 BI que deve adicionar mais de $1TRI em ativos de clientes e consequentemente dar um gás nas receitas da empresa.

Ações caíram 4.3% e acumulam queda de 28% no ano.

 

AÇÕES BARATAS?

Ontem comentei que ia abordar empresas do S&P 500 que negociam abaixo do valor de patrimônio.

mas. Como tudo em ação não há nada infalível e é importante lembrar que o investidor não deve tomar decisão baseado em um único indicador. Vale lembrar que ações que parecem baratas, talvez estejam por uma razão simples: o cenário para sua operação talvez seja muito ruim e seus lucros podem estar sendo afetados por um prazo indeterminado. Encontrei 84 empresas integrantes do S&P 500 com essa característica.

35 empresas do segmento financeiro.

As 3 maiores BAC, WFC, C que negociam com descontos de 11%, 24% e 44% sobre o seu valor de patrimônio. Mas a lista poderia seguir e englobar Morgan Stanley, Goldman Sachs e o BNY.

As mais descontadas são empresas de seguros. A explicação reside em parte pelo corona que gera o pagamento maior de sinistros, mas também pela queda de juros, dado que essas empresas trabalham com muito dinheiro que acaba sendo pouco ou nada remunerado num cenário de juros baixos, a menos que corram mais riscos. Vejamos 2:

  • Lincoln National Corp (LNC) é uma empresa de seguro de vida de 6BI de valor de mercado, ROE baixo e desconto de 68% ante o book;
  • AIG (AIG): outra seguradora… com desconto de 65% sobre o book, valor de mercado de 22BI e ROE de 5%

Os REITs desse grupo.

  • SL Green Realty (SLG); o maior REIT de escritórios de NY; são 97 prédios, grande parte em Manhatan; negocia a um desconto de 21% ao book; -43% YTD
  • Kimco Realty Corp (KIM): focado em shoppings de céu aberto, tem mais de 400 nos EUA. Vale 4.5BI; negocia a um desconto de 7% ao book; -48% YTD

 

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação de compra ou venda de qualquer título na Avenue ou em qualquer outra conta. Ele também não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado não garante resultados ou retornos futuros.

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Leave a Reply