20200710 – PODCAST BOM DIA USA: Disparidade entre techs e o mercado; Corona avança; Wallgreens Boots e novas recomendações em 4 ações

Podcasts
Tempo de leitura: 10 min

 

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

Fala pessoal

Bom dia, bom dia,

William Castro Alves falando

Esse é o Bom dia USA um podcast direcionado aos clientes da Avenue Securities

 

**ONTEM**

Tivemos uma sessão mais negativa ontem, com a grande parte dos setores em quedas refletindo o avanço do corona e os receios a ele relacionados…mas também foi uma sessão para acentuar a disparidade entre as ações do universo de tecnologia versus o resto da economia.

  • Dow: -1.39% ; • S&P: -0.56% ; • Nasdaq: +0.53%
  • Setores: mais uma vez destaque absoluto para o setor de tecnologia. XLK +0.36%; SOXX +1.33%; FDN +0.96%; FTEC + 0.5% (tecnologia da informação); CLOU +0.79%; CIBR +1.57%. E isso em um dia de queda acentuada em alguns setore. O XLE -4.9%; XOP -5.2%; XLI -2.2%; XLF -2.1% ; XLU -1.3%
  • Economia: pedidos de auxilio desemprego vieram melhores que o esperado com 1,314 pessoas requisitando o benefício ante 1.39 esperado, e mostrando uma queda de quase 100 mil a menos frente a semana anterior.

E tivemos declarações nada animadoras de Joe Biden (candidato democrata) dizendo que os investidores não precisam dele e que chegou a hora de acabar com o capitalismo dos acionistas. Ele criticou Trump dizendo que o presidente foca mais no mercado que nas famílias…e ainda disse que existe um grande espaço para taxar as empresas como forma de promover crescimento econômico.

  • Petróleo: O petróleo terminou em forte queda com o aumento da covid. O WTI caiu 3,1%, para US$ 39,62.
  • Dólar: O dólar fechou em queda, numa sessão de bastante instabilidade, com os investidores monitorando potenciais novos bloqueios por causa do Covid-19 e riscos de prejuízos para a ainda inicial recuperação econômica. A moeda norte-americana recuou 0,18%, vendida a R$ 5,3397. No mês, o dólar acumula baixa de 1,84%. No ano, alta de 33,17%.

 

  • Corona: Os casos de coronavírus nos EUA aumentaram 61.791 em relação ao dia anterior, para 3,08 milhões, de acordo com dados coletados pela Universidade Johns Hopkins e Bloomberg News. Foi a primeira vez que o número de novos casos relatados excedeu a marca de 60.000 por dia. O aumento de 2% foi superior ao aumento médio diário de 1,9% na semana passada. As mortes subiram 0,7%, para 132.803. Texas, Califórnia e Flórida relataram um número recorde de mortes, enquanto o Arizona adicionou 4.057 novos casos, o máximo em seis dias. As hospitalizações relacionadas ao coronavírus atingiram um recorde na Flórida. Na Califórnia, o aumento médio diário do estado de casos de coronavírus também atingiu um recorde. NY cancelou todos eventos públicos até o final de setembro. No texas foram identificados novos 10.000 novos casos nos últimos 3 dias, elevando o total para 230.346 e em número acima da média semanal. Ainda assim, em nível agregado o nível de mortes não vem crescendo na mesma proporção e isso serve para atenuar os receios com o avanço do vírus.

https://rb.gy/aq7j5j

 

**HOJE**

O sentimento negativo predomina na pré-abertura do mercado americano. Os futuros de Nova York registram queda refletindo as preocupações dos investidores com o ritmo de recuperação da economia. O número de mortes recordes na Flórida e Califórnia e o temor de uma segunda onda na Ásia são fatores que aumentam a aversão ao risco.

  • Asia: todas as bolsas em baixa com o Asia Dow caindo 0.95%
  • Europa: bolsas em leve alta com exceção a espanha que cai 0.1%
  • Futuros: queda de 0.5% para o Dow, 0.4% para o S&P e 0.2% para o Nasdaq.

 

**DESTAQUES**

WALLGREENS BOOTS (WBA)

As ações da Walgreens tomaram uma pancada ontem caindo 7.8% depois que ela reportou resultados decepcionantes. Ela até conseguiu manter vendas estáveis ($34.6BI) Prejuízo de $1.7BI ou $1.95/ação comparado a um lucro de $1BI ou $1.13/ação 1 ano atrás. Ela disse que seus lucros foram reduzidos por uma mudança nas vendas para itens de baixa margem, aumento dos custos da cadeia de suprimentos (supply chain) e aumento das despesas com mão-de-obra e limpeza de lojas. Os negócios da empresa no Reino Unido foram particularmente afetados, com o tráfego de pedestres nas lojas da Boots UK caindo drasticamente em abril, durante o lockdown – naquele mês as vendas caíram 85% por lá. Como resposta a isso eles pretendem cortar mais de 4.000 empregos (uma redução de 7% do numero de trabalhadores) em seus negócios na Boots UK e fechou 48 centros de ótica também no Reino Unido. A empresa elevou sua meta anual de economia de custos para mais de US $ 2 bilhões até 2022. Em contrapartida 2 pontos positivos no seu resultado: (i) as operações nos EUA foram até bem e a empresa tem boas expectativas para o próximo trimestre; (ii) vendas online saltaram 120% em maio e ainda mais em junho atingindo níveis diários da black Friday. As ações da Wallgreens caem 34% no ano, a empresa vale 34BI na bolsa americana e negocia a 10x lucros e um yield de 2% em média. 24 analistas cobrem o papel, sendo 4 recomendam compra, 17 neutros e 3 recomendam venda. Target em 45 ante 39 o preço dela.

 

ALGUMAS MOVIMENTAÇÕES EM RECOMENDAÇÕES…

  • Peloton (PTON): ações subiram 3,2% depois que o Bank of America elevou seu target para o papel para $72/ação, de $54. O banco disse em uma nota que “achamos que níveis elevados de casos e preocupações com a saúde podem limitar a atividade da academia e impulsionar as operações da empresa”. Ações da empresa já sobem 115% valendo 18BI na bolsa americana, mas ainda assim reporta prejuízos desde 2017.
  • Cisco (CSCO): ações da empresa tiveram alta de 1,9% depois que o Morgan Stanley atualizou sua recomendação para empresa saindo do neutro para compra. O banco disse em nota aos clientes que as ações estão agora tão baratas em relação ao resto do mercado, tal qual nunca estiveram na última década! Comentei dela quando da série cash kings. Ações caem 3%, negocia a 18x lucros, abaixo da média de tecnologia, e tem 19 analistas recomendando compra; e 9 neutros, ninguém recomenda venda.
  • DocuSign (DOCU): As ações da DocuSign subiram 3% depois que o JPMorgan aumentou seu target para US$233, de US$ 150, e reiterou sua classificação de outperform. O banco disse que a empresa representa “uma oportunidade atraente para a valorização do capital a longo prazo”, citando a pandemia como um catalisador para acelerar seu crescimento. O target implica potencial de alta de 10%. Empresa vale 39BI na bolsa e suas ações sobem 180% no ano. Ela também reportou prejuízos nos últimos anos.
  • Pentair (PNR): Ações da companhia de água subiram mais de 4% depois que o Bank of America aumentou sua classificação para empresa de venda para compra. A empresa disse que as vendas de piscinas devem aumentar à medida que os consumidores continuam em casa em meio à pandemia. Empresa vale 6.3BI e suas ações caem 17% no ano. Negocia a 17x lucros.

 

DIVIDENDOS

Encerrando a série de dividendos mensais comentei de um total de 12 empresas.

  • 3 etfs que pagam mensalmente (AGG ; BND e o LQD);
  • 4 REITs – Realty Income (O) e o American Capital Agency (AGNC), STAG Industrial (STAG) e o SL Green Realty (SLG);
  • Falei de 2 ações: Main Street (MAIN) ; de Shaw Communications (SJR)
  • 3 ADRs: Bradesco (BBD) e Itau (ITUB) ; Grupo Aval Acciones y Valores S.A. (AVAL) que é um banco colombiano

Os ativos citadas aqui não são recomendações e o fato de pagarem dividendos regulares não necessariamente garantem que são um bom investimento.

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação de compra ou venda de qualquer título na Avenue ou em qualquer outra conta. Ele também não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado não garante resultados ou retornos futuros.

Leave a Reply