20200810 – PODCAST BOM DIA USA: Berkshire faz recompra bilionária; T-Mobile se torna a segunda em telefonia; e o Groupon surpreende

Podcasts
Tempo de leitura: 8 min

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

 

**ONTEM**

Na sexta os dados do payroll, mais fortes que o esperado pelo mercado, ajudaram a contrabalancear o tom mais duro entre US e China e a falta de novidades ou de um acordo para o pacote de ajuda a economia. Lembrando que o presidente Trump havia dado ordens banir os apps chineses TikTok e Wechat dos EUA alegando questões de segurança da informação; e que houve comentários de discordância entre democratas e republicanos acerca do pacote.

  • Dow: +0.17%
  • S&P: +0.06%
  • Nasdaq: -0.87% https://rb.gy/ov7w69
  • Setores: Entre os setores que apresentaram alta, destaque para o setor financeiro (XLF +2.1%) e o setor bancário com o KBE +4% – WFC +3.4%, BAC +2.51%, Credicorp (BAP) +3.42%, Bank of NY (BK) +4.89%. Setor Industrial e Utilities também foram bem com altas de 1.71% (XLI) e 1.80% (XLU) – destaques para Raytheon (RTX) +2.3% e Xcel Energy (XEL) +3.2%. O setor de tecnologia foi o destaque negativo com o XLK caindo 1.49% e Semicondutores -1.1% (SOXX). AAPL -2.45%, UBER -5.21%, DOCU -5%, SHOP -3.22%.
  • Dólar A moeda norte-americana subiu 1,32%, vendida a R$ 5,4133. Na máxima da sessão, chegou a R$ 5,4384. Na semana e na parcial do mês, o dólar subiu 3,76%. No ano, tem alta de 35%.

 

**HOJE**

Bolsas europeias e S&P futuro têm leves altas mesmo após a China dizer que sancionará 11 americanos em retaliação por medidas semelhantes impostas pelos EUA na sexta-feira.

  • Asia: sanção da China a americanos mostra que a discórdia entre as duas nações está esquentando à medida que o governo de Donald Trump adota uma postura mais dura até a eleição de novembro – mas a lista não inclui nenhum membro do governo Trump. Bolsas por lá fecharam em tons mistos. China divulga dados da indústria e varejo esta semana, que devem continuar a fornecer evidências de que o primeiro país a entrar na crise do coronavírus será a primeira grande economia a sair dela.
  • Europa: todas bolsas em altas de 0.3% a 0.9%
  • Futuros apontam altas moderadas com investidores ainda a espera de um cronograma mais concreto acerca do pacote de ajuda a economia uma vez que democratas e republicanos seguem com amplas divergências. No final de semana, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou quatro ordens executivas para manter parte dos estímulos concedidos para combater os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus. Traz uma ajuda no curto prazo, mas foi encarado como uma manobra política…”se eles não decidem, Eu faço”…pode dificultar as negociações, mas certamente traz pressão sobre congressistas.
  • Agenda: destaque para vendas no varejo a ser divulgada na sexta.
  • Petróleo avança depois que a Saudi Aramco disse que a demanda continuará melhorando; cobre sobe e níquel cai em Londres; minério de ferro recua na China.
  • Rand e lira turca lideram perdas entre moedas emergentes; peso mexicano tem baixa moderada.

 

**DESTAQUES**

 

SAFRA DE BALANÇOS

  • Sexta: Ventas (reit de healthcare)
  • Segunda: Duke Energy, Marriot, Occidental, Royal Caribbean
  • Quarta: Cisco e Macys
  • Quinta: NetEase, Baidu e Nordstrom.

 

BERKSHIRE

A Berkshire Hathaway anunciou no sábado que comprou uma quantidade recorde de suas próprias ações durante o 2T, aproveitando a queda de suas ações por conta da pandemia do coronavírus. A empresa disse que recomprou US$ 5,1 bilhões em ações em maio e junho, sendo $ 4,6 bilhões de suas ações Classe B (BRK.B) e cerca de $ 486,6 milhões em ações Classe A (BRK.A) a qual vale US$ 314k. A recompra de ações foi a maior já executada por Buffett  e quase o dobro dos US$ 2,2 bilhões que o conglomerado recomprou no último trimestre de 2019, ou ainda maior do que o valor de recompras feitas em 2019. Apesar das recompras recorde da empresa no último trimestre, o tesouro de caixa da Berkshire cresceu para mais de US$ 140 bilhões. As ações da BRK.B acumulam queda de 8% no ano, mas chegaram a estar caindo 29% e negociar abaixo de valor de patrimônio. Suas ações tem por característica ser menos volátil que a média do mercado (beta de 0.78). As maiores posições da carteira atualmente são: Apple (35%), BAC (11%), KO (10%), AXP (7.4%) e WFC (5.35). https://rb.gy/vt199x

 

T-MOBILE (TMUS)

Ações saltaram 6.5% na sexta depois do resultado. A T-Mobile informou que adicionou mais assinantes de telefonia mensal do que o esperado no segundo trimestre e com isso ultrapassou a rival AT&T Inc como a segunda maior operadora sem fio nos Estados Unidos. Ela tem atualmente 98.3 MM de clientes em telefonia móvel, ante 93 MM da AT&T. Eles adicionaram 253K de novos clientes no pós pago (com conta), número bem superior aos 169K esperados pelo mercado. Receitas saltaram 61% (em parte explicada pela fusão). A operadora, que concluiu sua fusão com a Sprint em abril, divulgou os resultados trimestrais como uma empresa combinada pela primeira vez. A T-Mobile disse durante o call com analistas que mais de 10% do tráfego de rede dos clientes pós-pagos da Sprint foram migrados para a T-Mobile.

No ano já acumulam alta de 47%, negociando a uma relação P/E de 41x. https://rb.gy/nz6wgs

As 5 maiores empresas de telecom listadas nas bolsas americanas são: Verizon (VZ), AT&T (T), China Mobile (CHL), T-Mobile (TMUS) e a America Movil do México (AMX)

 

GROUPON (GRPN)

As ações da Groupon dispararam mais de 56% na sexta-feira, naquele que foi o melhor dia para as ações da empresas desde seu IPO em 2011. A alta se deve a um prejuízo menor do que aquele que o mercado esperava para o 2T. Além disso, a receita foi o mais do que o dobro das estimativas dos analistas. O Groupon registrou prejuízo de $0.93/ação e receita de US$ 396 milhões. Os analistas estimavam um prejuízo de $2,75/ação sobre uma receita de $183 milhões.

Ações acumulavam queda de queda de 65% até quinta passada. Depois da alta de sexta a queda acumulada caiu para 45%. A empresa reporta seguidos prejuízos desde 2016 e tem um modelo de negócios que caiu em certo desuso. https://rb.gy/irwnc7

 

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação de compra ou venda de qualquer título na Avenue ou em qualquer outra conta. Ele também não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado não garante resultados ou retornos futuros.

Leave a Reply