20200828 – PODCAST BOM DIA USA: FED muda a abordagem, Dados fracos limitam alta, Resultados da HP Inc e Dell Technologies

Podcasts
Tempo de leitura: 10 min

 

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

**ONTEM**

Vamos falar do fechamento de ontem? As ações fecharam com leve alta, após o presidente do FED Jerome Powell comentar que o banco central americano concordou formalmente com uma politica de metas de inflação. Ou seja, agora o FED estará inclinado a permitir que a inflação ultrapasse a meta padrão de 2% antes de começar a aumentar os juros. Além dessa mudança, o FED modificou um pouco da sua abordagem em relação aos empregos. Agora eles vão tentar focar naqueles que estão nas piores condições, nos casos extremos. Mas pessoal, no caso do desemprego, não tem nenhuma meta estabelecida. (E isso, é realmente interessante galera… Por anos o FED tentou manter a inflação nos 2%, uma taxa que os agentes consideravam administrável e que indicava que a saúde da economia estava ok. Mas depois da crise de 2008, a inflação nos Estados Unidos na maioria das vezes ficou atrás desses 2% que o FED perseguia). https://rb.gy/b5nolp

 

  • Dow: +0,6%
  • S&P: +0,2%
  • Nasdaq: -0,3%
  • Setores: No dia de ontem, destaque positivo para os setores: Bancos XLF (+1,7%), industrial XLI (+0,36%) e utilities XLU (+0,32%). Agora, no destaque negativo, tivemos Biotechs XBI (-0,81%) e materiais XLB (-0,27%).
  • Economia: Vamos falar dos dados que saíram no dia de ontem também. O que acabou limitando os ânimos do mercado foram os dados de seguro desemprego que saíram ontem, que segundo o departamento de trabalho dos Estados Unidos, os pedidos ficaram acima de 1milhão mais uma vez, um pouco pior do que esperado. O índice de despesas de consumo pessoal (o PCE) também não veio bom, com queda de 1,8% quando o esperado era uma alta de 1,3%. Porém, vendas pendentes de moradias compensaram esses dois dados, com alta de 5,9% vs uma expectativa de alta de 3%, mostrando que o mercado imobiliário não está tendo uma recuperação tão ruim assim. https://rb.gy/b5nolp
  • Dólar: O dólar fechou ontem, cotado a 5,57 (-0,72%). De olho nas divergências entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes em meio a preocupações com a agenda fiscal. Lembrando que na véspera do novo programa Renda Brasil, o presidente do Bolsonaro rejeitou a proposta do ministro Paulo Guedes, já que a proposta previa um financiamento via cortes de outros programas sócias, como abono salarial, seguro-defeso e a Farmácia Popular. Do lado externo, todos ficaram de olho no discurso do Presidente do FED. https://rb.gy/fnu8ub

 

**HOJE**

  • Ásia: Bolsa de Shangai fechou com alta de 1,6% repercutindo a decisão do FED.
  • Europa: As ações europeias caem no dia de hoje com os investidores digerindo essa mudança de política por parte do FED. O Euro Stoxx caia 0,5% por volta das 7:30 da manhã. A CAC 40 (bolsa Francesa) caia 0,28% sendo impulsionada pelo dado do PIB que informou que a economia francesa contraiu em 13,7% no segundo trimestre, porém, o consumo das famílias aumentou em 0,5% em julho quando comparado com o mês anterior. Na Espanha, IBEX 35 subia 0,67%, depois de apresentar vendas no varejo melhor que o esperado. A Itália, FTSE MIB operava com ligeira queda de 0,7% e a DAX (bolsa alemã) operava com queda de 0,41% depois de reporta que o clima dos consumidores caiu 1,8% enquanto as projeções apontavam para uma alta de 1,2%.
  • Futuros: Os futuros do S&P 500 e do Dow Jones amanhecem com alta de 0,25% e 0,41%

 

**DESTAQUES DE ATIVOS**

 

Vamos falar da grande HP (HPQ), quem aí não teve uma impressora que utilizava seus cartuchos? Mas falando dos seus resultados, a HP bateu as expectativas de mercado com seu resultado do terceiro trimestre e suas ações fecharam com mais de 2% de alta. Uma demanda maior por computadores e notebook compensaram parcialmente ali uma venda mais fraca de impressoras comerciais. Mesmo assim, ela conseguiu entregar uma receita total de $14,3 bilhões de dólares e chegou a cair somente 2% em relação ao terceiro trimestre de 2019. Receita de sistemas pessoais cresceram 7% impulsionadas pela boa performance das vendas aos consumidores, que teve alta de 42%. Porém, como eu tinha dito, a parte de impressoras comerciais foi muito mal, com queda de 37% com as receitas de hardware desse segmento. O que fez o mercado se animar também com seu resultado, foi que ela entregou $0,49 cents de lucro por ação, enquanto os analistas esperavam $0,43 cents de lucro por ação. Mais uma vez os analistas errando.

Para quem não conhece ou não se lembra, a HP é uma companhia de hardware e software, e ela atende tanto o usuário comum, que seria eu ou você em sua residência, como também pequenas, médias e grandes empresas. Eu brinquei no início com a questão de impressas, mas como vocês devem ter percebido, hoje notebook e computadores tem um peso relevante nas suas receitas, bem mais que impressão. Além disso, ela fornece tablets, estações de trabalho (working station), sistemas de venda para varejo, monitores e outros produtos e serviços.

A HP hoje vale cerca de $26,7 bilhões, opera globalmente em praticamente todos os continentes e chega a empregar 56mil funcionários. Somente ano passado, ela chegou a entregar 58 bilhões de dólares em receita.

Ainda em tecnologia, agora vamos falar da Dell Technologies (Cod DELL). E Sim, estamos falando da famosa Dell que vende notebook também. Suas ações chegaram a subir 4% durante o dia, mas recuaram antes do fechamento e encerram a sessão de ontem com alta de 0,5%. Sua receita no segundo trimestre de 2021 (que o seu ano fiscal, lembrem-se que nem todas as companhias seguem o ano fiscal como o nosso ano corrente), sua receita encerrou em $ 22,7 bilhões com leve queda de 2,7% em relação ao mesmo período anterior. E vocês acham que a média de analistas acertou ou errou pessoal? Pois é, por incrível que pareça, eles continuaram errando. Foi melhor que o esperado, a média esperava 22,5 bilhões de receita.

Seguindo quase que a mesma tônica da HP, a Dell também viu uma demanda mais forte por notebook e produtos de softwares para “home office”. Porém, seu lucro líquido chegou a cair 74% em relação ao mesmo período anterior. Porém, teve uma isenção de imposto muito grande em 2019, que não se repetiu em 2020. Isso acabou impactando significativamente o Lucro Líquido da companhia.

A Dell opera 3 segmentos: o primeiro segmento, é o de Soluções de Clientes, que envolve venda de notebook e computadores. O segundo segmento, é o de infraestrutura, é onde ela entrega soluções para “remote working” e data center. E o terceiro, que também acaba ajudando o segundo é o VMware, esse que é o segmento de cloud, de nuvem da Dell. Inclusive para quem não sabe a VMware é uma subsidiária da Dell e negocia em bolsa sob o cód. VMW. Ela chegou a apresentar seu resultado ontem também e bateu as estimativas, novidade né galera?

A Dell tem um valor de mercado de $46 bilhões e chega a empregar 165mil funcionários. Dona também de uma atuação global, a Dell chegou a entregar cerca de $92 bilhões em receita ano passado. https://rb.gy/dwgsyx

 

AGENDA DO DIA

Do lado dos dados, amanhã temos alguns interessantes nos Estados Unidos como Balança Comercial de Bens, Gastos Pessoais Mensal, Nível de estoque (ex-automoveis) e PMI de Chicago. No que vale ficar de olho, é isso galera. Temos uma sexta-feira bem tranquila em questão de dados.

Vou ficando por aqui pessoal, aguardo todos hoje na sala de análise as 9:45 e quem quiser me seguir nas redes sociais, o meu instagram é @brenobonani e o twitter é @breno_bonani. Por fim, desejo todos um excelente dia e um ótimo final de semana, forte abraço!

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação de compra ou venda de qualquer título na Avenue ou em qualquer outra conta. Ele também não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado não garant

2 comments

Leave a Reply