20200831 – Tônica da Semana: Don’t stop believin’?

A Tônica
Tempo de leitura: 10 min

Estou de volta depois de uma semana de “folga” aqui da tônica.

E confesso srs e sras que quanto mais eu leio e busco informações acerca do mercado no momento atual, mais e mais eu encontro gráficos, conceitos, teorias e pensamentos que indicam que estamos num pico, ou bolha, ou exagero – ou como queiram chamar – uma vez que os mercados americanos se encontram em suas máximas – dinâmica do Brasil está um pouco diferente. Vou dividir aqui com vocês alguns…acerca do mercado americano que, como vocês sabem, acabam por dar a direção do resto do mundo… mas como bom libriano que sou, também vou tentar balancear isso com outros argumentos que sugerem o contrário…bora lá?

 

EMBRACE THE BUBBLE? 

bubble gum GIF by Janelle Monáe

 

Último dado de confiança do consumidor americano não foi lá essas coisas….Esse é um indicador importante, que normalmente possui relação com os preços dos ativos no mercado e o desempenho da economia. Olha que interessante o gráfico abaixo que aborda essa relação. Na linha verde escura a relação entre preços dos ativos na bolsa e o PIB americano…as altas recentes jogaram essa relação para máximas de mais de 20 anos! Na linha cinza, há o indicador de confiança do consumidor americano…vejam que normalmente eles andam juntos … e que no atual momento houve uma total ruptura disso… então em tese, para que o gráfico permaneça válido ou teremos uma inflexão muito forte da confiança dos agentes, ou uma realização nos mercados. Fonte: Julien Bittel, CFA – @BittelJulien

Imagem

 

Outra coisa que chamou atenção foi o fato das atuais altas casam com um momento de relativa “paz” nos mercados. Normal. Seria estranho se fosse diferente. O problema é que normalmente isso não dura muito…o gráfico abaixo compara o Nasdaq e a volatilidade do Nasdaq…. ele não fornece um histórico tão longo assim, mas mostra que nos últimos 2 anos essa “paz” medida por um baixo nível de volatilidade (VIX) tende a ter um fim … em média 3 a 4 meses. E quando o VIX salta o mercado realiza. Estamos nos aproximando do quarto mês. Fonte: Macro Charts – @macrocharts

 

Imagem

Para quem me acompanha aqui sabe que eu volta e meia uso esse indicador/gráfico/índice…o Fear and Greed Index da CNN chegou na região da chamada “Ganância Extrema”, ou seja, em tese seria hora de sair fora do mercado! Fonte: Fear and Greed Index da CNN

 

Sob o ponto de vista de múltiplos então nem se fale … estamos bem acima da média histórica da relação P/E que o S&P historicamente negociou.

 

 

Esse negócio varia bastante dependendo de como você calcula (qual lucro usa ou ajuste contábil que faz)….mas em você pode procurar diferentes fontes e vai verificar que na maioria delas, as principais empresas de tecnologia negociam a múltiplos ainda mais altos…na média bem acima de 30x! Google 37x, Microsoft 40x, Facebook 37x, Amazon 131x, Netflix 93x, Tesla 227x. Abaixo os múltiplos foward (projetados) calculados pelo Yardeni Research.

E após as altas recentes o dividend yield do S&P também minguou…voltando aqueles níveis historicamente baixos…

 

Outra coisa que chama atenção é a relação entre a demanda por PUTs e CALLs. Gráfico abaixo mostra como a relação deteriorou com o mercado enxergando cada vez mais apenas um lado…afinal, para que comprar proteção se o mercado só sobe não é mesmo? Rs

 

E para quem gosta dos búzios, ops, digo gráficos, o S&P está lá numa resistência….e os mais entendidos no assunto poderiam ainda acrescentar que se econtra numa região sobrecomprada e bem acima das médias móveis.

 

DON’T STOP…BELIEVING 

 

jimmy fallon lol GIF by The Tonight Show Starring Jimmy Fallon

Como disse existem vários argumentos que indicam os exageros. Defender o oposto não é algo tão simples, mas mesmo assim deixe-me tentar…

Falei do Fear and Greed Index acima….mas é importante lembrar que não existe indicador infalível e é possível que o mercado avance ainda mais no terreno da “extrema ganância”, como vimos em 2017 e 2018, ou ainda ao final em 2019. Em outras palavras,esse negócio pode seguir subindo e acelerando ainda mais para níveis de “ganância” ainda mais extrema por meses.

 

 

Falei do baixo Dividend Yield do S&P…mas num cenário dejuro baixo ou zero, o qual foi reafirmado essa semana no speech do presidente do FED, um yield de 1,7% acaba sendo maior do que o yield das treasuries de 10 anos por exemplo – atualmente em 0.74%.

 

E se você considerao Earnings Yield do S&P (link para explicação do indicador), ou seja, considerando que ao comprar uma ação você receba não só os dividendos, mas que seja de fato dono do lucro todo da empresa, o investimento em bolsa seria ainda mais justificavel mesmo depois das altas atuais. O earnings yield nada mais é do que o inverso do P/E.

Lá em cima eu disse que o P/E atual do S&P estaria em 23.6 usando o gráfico da Merril Lynch.

1/23.6 = 0.0426 = 4,26%

Comparado a taxa atual de juros de 0.25% ou mesmo a embutida na curva de 10 anos, os 4.25%aa parecem ser um retorno lindo não é mesmo? Em outras palavras o retorno embutido nos lucros das empresas do S&P hoje seria umas 4x maiores que o investimento num ativo considerado livrede risco (bond do governo americano). O Ycharts calcula isso…só para ilustrar:

 

Não obstante qual o múltiplo justo considerando uma taxa de desconto muito baixa e uma empresa que cresce lucros a 2 dígitos? A fórmula “da pau”..rs. Me refiro a isso aqui ó:

Justified” Market Multiples Valuation – Is The Price Right?

Pensa numa empresa que cresce lucros a 10%…se o cost of equity for 7% ou 8% … o resultado se torna negativo e sem sentido. Isso ajuda a entender porque a avalisação de multiplos não se encaixa tão bem para empresas de crescimento como as de tecnologia.

E para acabar, essa alta toda do S&P mascara uma realidade...o fato de que existe um universo gigantesco de ações que ainda acumulam fortes perdas no ano…ou seja, o fato de investir na máxima do mercado não necessariamente indica que você vai investir na máxima da ação!  Na verdade mais de 60% do índice ainda acumula perdas no ano…(fonte)

 

 

E O BRASIL? 

No Brasil a dinâmica tem sido um pouco diferente com o mercado ainda longe das máximas…~17% pra ser mais exato.

 

E com um belo atraso ante o mercado americano (linha preta) e demais emergentes (linha vermelha)…se fosse Fórmula 1 definitivamente seríamos o Rubinho! (Ps: brincadeira infâme com esse cara que foi um baita piloto e é uma grade pessoa!).

 

Mesmo assim alguns sinais chamam atenção…em meio a uma situação econômica ainda adversa, vemos uma chuva de IPOs! Cada dia surge mais uma empresa querendo abrir capital na bolsa! Tem tantas que o MoneyTimes criou inclusive uma página só para isso, com contagem regressiva e tudo mais! Se liga: link para página.

A sacada do site foi muito boa, mas me deixa de sobrancelha em pé…

Suspicious Ferris Buellers Day Off GIF by MOODMAN

E não poderia deixar de falar da capa da Veja. Tradicionalmente as capas da Exame eram um bom preditor de perigo…mas como mudaram de comando, talvez o pessoal lá tenha se ligado que o tema já tinha virado certa “chacota” de mercado….então por ora não tivemos nenhuma capa da Exame… mesmo assim a Veja nos deu um sinal hein…

Imagem

 

MÚSICA 

E pra nós que estamos comprados e vivendo esse mercado só nos resta cantar….

Don’t stop believin’
Hold on to that feeling

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer Os relatórios e/ou em qualquer conteúdo de análise e recomendação providos pelo Bugg possuem caráter meramente informativo e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o usuário a tomar sua própria decisão de investimento, não devendo ser considerado como uma oferta para compra ou venda de ativos. Os editores responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos da Instrução CVM nº 598/18,que as recomendações do relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradasde forma independente. Além disso, os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento,a situação financeira ou as necessidades específicas de um determinado investidor. A decisão final em relação aos investimentos deve ser tomada por cada investidor, levando em consideração os vários riscos,tarifas e comissões.

20 comments

Leave a Reply