20200908 – Tônica da Semana: As sardinhas, os tubarões, a Baleia, e o Canarinho no mercado

A Tônica
Tempo de leitura: 11 min

Bora láo assunto do momento é o tal Short Gamma que chacoalhou as estruturas do mercado americano e colocou em cheque a recente valorização das empresas tech … não tá ligado? Deixe-me tentar explicar.

 

DO QUE ESTOU FALANDO?

Pra situa o leitor, falo da queda do Nasdaq essa semana…e em especial de grandes empresas de tecnologia. Muitos no mercado esquecem que a renda variável varia! Para cima…mas também para baixo. Basicamente em 2 dias o Nasdaq caiu o que havia subido em 1 mês inteiro…com quedas que fogem aquilo que concebomos como normal.

 

Fora isso a volatilidade do índice Nasdaq composite disparou de uma hora para outra…

 

O QUE HOUVE?

Perguntas normais:

  • Trump tweetou algo?
  • China anunciou algum embargo?
  • Algum dado macro que justifique?
  • Algum resultado ruim?

NADA! Simplesmente o clima azedou de uma hora para outra! Welcome! This is the market! A razão para queda é simples: mais vendedores do que compradores…ok…mas porque tem mais vendedores do que compradores….bom aí chegamos ao cerne da questão. Antes de entrar na ”parada dos derivativos” vale a ressalva que esses movimentos derivam não apenas de uma condicionante, mas de algumas somadas. Então além da “parada dos derivativos” , soma-se os demais fatores:

  • PF vendendo seja para embolsar os lucros, seja pelo desespero.
  • Institucional vendendo para botar no bolso lucro ou para apostar short contra as techs.
  • Rotação de setores com investidores saindo de techs e indo para outros setores.
  • Zeragem de quem está alavancado.

 

MAS E A “PARADA DOS DERIVATIVOS”

Chegamos ao cerne da tônica…deixe-me tentar explicar…

Vimos de julho para cá um aumento muito grande no volume de opções negociadas no mercado americano, em especial as call options (opções de compras de ações). Gráfico abaixo é do Goldman, chamando atenção para esse movimento. Já em julho as opções tiveram um volume financeiro de negociação maior que de ações! (fonte)

 

Uma das explicações é que além da massiva busca por retornos da PF, e dos “tubarões” de mercado, tivemos um outro agente gigante operando … a chamada Baleia da Nasdaq … segundo algumas estimativas e reportagens, o Softbak teria assumido posições de cerca de $30BI em opções de compra e teria lucrado $4bi nessa brincadeira! #Notbad!

 

Portanto, sardinhas unidas + a baleia Softbak levaram os volumes de negociações e de opções lançadas no mercado a um nível beeeeem elevado…em especial em nomes bem conhecidos de todos – vide a tabela abaixo:

 

Ou no gráfico abaixo que mostra como cresceu o volume de opções no mercado, em especial de algumas empresas tech (fonte)…

Imagem

 

Estamos falando um mar de sardinhas (investidores de varejo tipo eu e você) e mais uma baleia insaciável comprando um caminhão opções de compra de vencimento de curto prazo em ações de algumas big techs, buscando lucrar com o momentum favorável dessas. Isso acaba por influenciar o desempenho dos grandes índices e da volatilidade agregada do mercado.

 

E O TAL DO “SHORT EM GAMMA”

Bom…a questão é que o vendedor de calls tem a obrigação de entregar ações caso essas estejam dentro do dinheiro ou no dinheiro no vencimento… Ou seja, caso os compradores do direito exerçam esses, os vendendores do direito tem que entregar ações.

Para se proteger desse risco, os dealers compram ações no mercado.

A quantidade de ações que eles tem que comprar é determinada pelo delta da opção – o qual é a velocidade de mudança do preço da opção devido a variação no preço da ação. A cada $1 dolar de movimento no preço da ação as opções se movem numa determinada velocidade. Dado que as opções tem vencimento, quanto mais curtas elas são maior é o risco delas estarem ou não dentro do dinheiro…serem ou não exercidas….ou seja, o “tudo ou nada”… esse tudo ou nada se relaciona com a aceleração desse movimento, que nada mais é do que o gamma! O Gamma é a segunda derivada da opção e mede a aceleração dessa para um determinado lado… o quão rápido o preço da opção muda para cada alteração no preco do ativo base. Sei que esse lance está meio complexo, mas é assim mesmo…sorry! Explicação maior sobre as gregas aqui.

finals calculating GIF

 

O gráfico abaixo ajuda a entender… assim espero eu (rs). As curvas em forma de sino mostram o tamanho do gama de opções mais curtas. A grosso modo elas são muito mais “tudo ou nada”. (Fonte).

Imagem

Quando a ação sobe a opção tende a responder fortemente isso, ou seja, subindo bastante…muito bom para quem está comprado. Questão é que para o lançador da opção ele precisa “se cobrir”, ou seja, correr ao mercado e comprar mais ações para se proteger de ser exercido.

Questão é que com muitas calls vendidas no mercado, aumenta-se a probabilidade desse cenário de “tudo ou nada” … em outras palavras aumenta a vol do sistema como um todo. O vendido na call de certa forma está vendido nessa volatilidade (short em gamma) … se ela recua e o cenário de “tudo ou nada” se desfaz, ok … mas se não se desfaz, os movimentos para zerar ou se cobrir se elevam sobremaneira …. tem-se um aumento da vol do sistema. Não por acaso, outra bizarrisse que presenciamos foi o aumento da volatilidade com mercado em alta (vide gráfico abaixo)…algo que não faz sentido, dado que historicamente eles são contrários.

 

Isso tudo é normal…faz parte do jogo… a questão é que quando isso é feito com um caminhão de opções o movimento de alta nos papeis se torna exacerbado. E foi exatamente isso que aconteceu!

 

VIRA, VIRA, VIROU?

E para acabar, além da guerra típica de mercado, quando por acaso o mercado passa por uma realização normal de 1% por exemplo, esses traders/agentes correm para o mercado para zerar posições, pois da mesma forma que quando o papel varia para cima as opções “entram mais no dinheiro” e os dealers tem que “se cobrir” …. o contrário também é verdadeiro quando o mercado cai.

E qual o resultado prático de tudo isso? 

Que no curto prazo o mercado é insano e que você vai,no mínimo, ganhar alguns cabelos brancos se tentar achar razão em tudo, ou entender tudo que se passa no mercado! 

No frigir dos ovos o Nasdaq teve queda de 3% na semana! Se isso é o fim do mundo para você melhor sacar sua grana e deixar na poupança! 

Mas óbvio que eventos como esse mostram que a injeção massiva de liquidez e a presença cada vez maior da PF no mercado nos leva a uma realidade um pouco diferente e mais “arisca” digamos assim.

 

E O CANARINHO PISTOLA? 

INDEPENDÊNCIA BRASILEIRA…

Enquanto isso no Brasil seguimos vivendo nosso mundo a parte. Em 2014 visitei a Ucrânia…é interessante como o Brasil e Ucrânia muitas vezes se assemelham…vivemos um mundo a parte…por vezes desconexo do resto que acontece no mundo … uma espécie de independência … mas infelizmente nem sempre no bom sentido! Seguimos descorrelatos e bem atrasados em termos de performance em relação aos demais mercados (S&P500 linha preta, EEM linha vermelha).

 

Enfim, devaneios a parte, a recente “realização do mercado” com a bolsa de lado serviu pra ajustar algumas coisas. A relação P/L já não está esticada ou lá em cima como até pouco tempo atrás.

 

E em termos de bolsa seguimos vendo o investidor estrangeiro de fora, o institucional reticente e o varejo praticamente sustentando o mercado.

 

Olhando para economia últimos dados da economia tem surpreendido pela ponta positiva!

Essa semana tivemos o dado de Produção Industrial que mostrou uma contração de 3% enquanto o mercado esperava -6%…número corroborou com aquilo que o PMI já tinha sinalizado – vide figura abaixo.

 

E as vendas de veículos mostrando recuperação…

 

O setor de serviços ainda mostra contracão, mas significativamente mais modesta que nos últimos meses, mostrando que há alguma recuperação na atividade do setor – fonte.

Em suma essa letargia da bolsa contrasta com dados ecônomicos que tem mostrado que a economia brasileira segue reagido mais do que muitos esperavam. Não vou colocar aqui diversos gráficos…um só já mostra bem

Se você for na Markit “ler” o desempeho de México, Chile e outros Latinos (link), vais ver que o Brasil é o de melhor desempenho em termos de economia. Sinceramente isso tudo me parece muito bom porque está criando uma assimetria interessante. E acredito que cedo ou tarde as assimetrias do mercado são corrigidas. Intressante!   

selecao brasileira GIF by Confederação Brasileira de Futebol

 

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer Os relatórios e/ou em qualquer conteúdo de análise e recomendação providos pelo Bugg possuem caráter meramente informativo e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o usuário a tomar sua própria decisão de investimento, não devendo ser considerado como uma oferta para compra ou venda de ativos. Os editores responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos da Instrução CVM nº 598/18,que as recomendações do relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradasde forma independente. Além disso, os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento,a situação financeira ou as necessidades específicas de um determinado investidor. A decisão final em relação aos investimentos deve ser tomada por cada investidor, levando em consideração os vários riscos,tarifas e comissões.

10 comments

  • Excelente Will ! E qdo poderemos comprar Opções pela Avenue?? Porque os derivativos ajudam e muito a Carteira.

  • Oi Will, lembro que numa tônica passada falou que não acreditava muito em proteções… estava lendo um estudo da Artemis CM, a Fábula do Gavião e da Serpente, de que vivemos um período excepcional nos últimos 40 anos, e que é essencial, conforme backtests e gestão do risco, ter um portfolio protegido para recessões seculares.
    Na tônica falava de não comprar puts, mas como tu enxerga a construção de um portfolio com ativos com correlações negativas?
    Link do estudo: https://www.artemiscm.com/welcome#home

    Parabéns pelas tônicas!!

    • Ola William meu xará!
      Discussão super interessante e pertinente.
      Confesso que não sou adepto dos derivativos pq eles pressupoe q vc acerte a direção (pra cima ou pra baixo) e ainda o timming em que isso vai acontecer. Logo acho bem dificil acertar ambos…Mas entendo que alguns backtestes possuam mostrar coisas diferentes.
      Com relação aos portfolios com ativos de correl negativa ou inversa…eles sao interessantes…mas alguns fogem do meu escopo ou circulo de competência. Outro fator é que em crises, mais e mais, o que temos visto é que as correlações tendem a 1…tudo cai…então essa diversificação baseado nos calculos historicos nem sempre são tão eficientes assim.
      Mas obviamente tudo isso q estou falando se baseia nas minhas limitações… e me considero super limitado em diversos aspectos..rs
      Espero ter ajudado.
      Abs

        • Não é ruim não…não faco…pq o mercadopode deixar de ficar lateral antes que de tempo de eu desfazer minha posição e eu acabaria abrindo mão do upside potencial…mas super entendo o racional de quem faz.
          Abs

Leave a Reply