CARTEIRA WILL – 20200914

Carteira do Will
Tempo de leitura: 6 min
CARTEIRA 

Boring. Confesso que as vezes fico meio sem graça de expor o mesmo gráfico…a mesma foto…nada de absolutamente novo! É tipo ficar postando foto de uma árvore em bases semanais…muito provavel que não ira ver grandes mudanças. Sorry, mas essa é a forma com que eu vejo investimentos. Não acredito ficar alterando o portfolio drasticamente de uma semana para outra…estou falando do portfolio global…de toda sua poupança. Enfim é a forma com que eu vejo o mercado. Inclusive tenho pensado seriamente em trenasformar esse post em mensal!

O que penso sobre a alocação. Vou repetir algo que já postei aqui alguma vez.

  • Perfil: Tenho 36 anos e penso em quem sabe me aposentar em 30 anos…ou seja meu focor é longo prazo. Até lá essa grana q está aí é para ser investida e fazê-la crescer. Como estou acostumado com as oscilações de mercado e consigo dormir com elas, aloco todo meu capital em renda variável – ou pelo menos a maior parte do tempo ele está alocado em ações.
  • Reserva: Hoje tenho rendimentos mensais que garantem a sobrevivência da minha família, então isso me da uma certa tranquilidade de ter 1 mês apenas de reserva de emergência em caixa – além disso, vale a ressalva que o investimento em ações líquidas me proporciona uma liquidez de 3 dias na pior das hipóteses.
  • Diversificação: apesar de conhecer o mercado e ter uma boa experiência eu comento que sempre posso estar errado. Por isso gosto de ter uma parcela alocada numa gestão que não seja minha…isso explica porque tenho 14% alocado na Valor Gestora a qual fui sócio e ajudei a formar.
  • Internacional. Já disse aqui que minha meta é ter mais de 30% alocado fora….depois que atingir esse percentual a gente dobra a meta…rs. Todos meus aportes novos tem sido feitos no exterior. Acredito que TODO investidor deveria ter no mínimo 20% alocado e acessando mercados internacaionais. Fncionam como proteção, diversificação e acesso a uma miríade de investimentos que não estão disponíveis no Brasl.
  • Meta de retorno. Tenho para mim como meta, um retorno de 20% ao ano. Alguns podem achar pouco…essa é a meta do Warren Buffet em seus mais de 50 anos de mercado…então eu diria que não é pouco não. Ex: R$ 100 mil rendendo 20%aa em 30 anos se tornam ~R$ 23MM! Aos que acham que é muito, eu diria que é possível! Esse ano ta osso…e nem todo ano você vai conseguir…mas é bom ter uma meta ousada não?

No mais procuro… 

  • Jamais alavancar e operar no mercado mais do que eu tenho de fato.
  • Não acredito ou talvez não tenha competência para fazer estuturas mirabolantes que “protejam” minha carteira usando derivativos.
  • Especulo ou faço apostas de curto prazo muuuuuito esporadicamente e com uma parcela muuuuito pequena do capital….mais pelo esporte ou pela pequena adrelina que proporciona.
  • Não tenho ficar “traidando” dólar com a minha parcela internacional.

 

AÇÕES 

Não tenho muito o que falar…tenho estado errado…performance da minha carteira esse ano esta uma B…

Minhas ações não andam…

Justificar a queda de uma ou outra ação na semana me parece bobagem ou perda de tempo. Diria que em suma tenho uma carteira com peso grande em bancos (33%), os quais performam muito mal esse ano. Fora isso tenho outra parte relevante no segmento imobiliário (35%) o qual, apesar dos receios com o cenário atual, sempre, na história, se mostrou resiliente as crises.

De fato esse há tempos que o “value investing” não vem performando bem – vide gráfico abaixo  que compara empresas consideradas de crescimento e de valor…mostrando a realidade do mercado americano:

Essa vinha sendo uma tônica nos EUA, mas parece que temos visto algo semelhante no Brasil com ações de varejo e/ou qualquer pespectiva/promessa/fé de crescimento negociando a multiplos e valuations bem acima da realidade de outras empresas “mais tradicionais” digamos assim. Difícil dizer se importamos essa tendência ou até onde vai isso…tem sido o questionamento dos últimos anos nos EUA. Quando será o pico das empresas de growth?!

Enfim, sigo sendo cabeça dura e com minhas posições.

#NOTBAD

E tá osso esse ano! Mais uma semaninha daquelas!

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer Os relatórios e/ou em qualquer conteúdo de análise e recomendação providos pelo Bugg possuem caráter meramente informativo e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o usuário a tomar sua própria decisão de investimento, não devendo ser considerado como uma oferta para compra ou venda de ativos. Os editores responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos da Instrução CVM nº 598/18,que as recomendações do relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradasde forma independente. Além disso, os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento,a situação financeira ou as necessidades específicas de um determinado investidor. A decisão final em relação aos investimentos deve ser tomada por cada investidor, levando em consideração os vários riscos,tarifas e comissões.

18 comments

  • Will, boa tarde!

    Eu avalio minha carteira depois de cada fechamento do mercado (B3). Faço isso desde que comecei a investir em renda variável em 2012. Acho que isso só traz um stress desnecessário, já que não sou trader, e ajuda a dispersar o foco. Penso em fazer essa avaliação da carteira apenas no fechamento de cada mês. Então concordo que você deveria fazer esse post com frequência mensal.

    Acompanho a sua Tônica da Semana e a Carteira #NotBad já faz pelo menos 3 anos e queria agradecer pelo ótimo conteúdo que você disponibiliza.

    Abs

  • Fala Will, gostaria de comentar sobre essa questão de transformar a postagem em mensal, de pronto não me agrada, seus conteúdos semanais são sempre pontuais, trazem suas reflexões do porque manter, mexer ou não mexer, isso é útil para balizar os leitores, outro ponto é que mesmo sem mexer mantendo os gráficos e quantidades e inalterações, esta ensinando que carteira não tem data de validade, não se gira carteira por mês,semana, dia ou hora por aqui, a carteira se muda por fundamento, por estudo de mercado. Penso que a postagem semanal é um encontro, nem sempre escrevo, porque vejo que tudo já foi dito, porém sempre leio. Abraço.

  • Pô will, nada ver transformar esse post em mensal. Rsrs
    E olha que eu não tenho nenhum ativo em comum na carteira. Mas semanalmente você é fonte de informação e inspiração no mercado.
    E pode não parecer, mas só de dizer que não mudou a carteira de uma semana para outra, é um grande ensinamento.
    Espero que possa manter a mesma frequência.
    Abraço

  • Will,

    Primeiramente parabéns pelo blog e pelos post’s
    Você, junto com o Breno e Eliseu fazem um trabalho excelente. Conheci o blog por conta da posição comum em Trisul (tri legal) e desde então virei um leitor raíz.
    Segundo, por favor continue com os post’s semanais. A leitura aqui do blog é fundamental de toda segunda feira hehe.

  • Will! Fala sério! Suas postagens semanais já fazem parte da minha leitura obrigatória. Se não tiver nada de novo, poste umas fotos de Miami, um link de um som bacana e está tudo certo! Poucas pessoas no mercado têm o seu conhecimento e a capacidade de transmiti-lo de forma descontraída, espirituosa e descolada. KEEP PUSHING! Abraços.

  • Faço das palavras do Cristian, as minha ”Suas postagens semanais já fazem parte da minha leitura obrigatória.” Mas, já que a galera ficou dividida, que tal fazer a postagem da #NotBad quinzenal? HAHAH. Grande abraço, Will.

Leave a Reply