20201118 – PODCAST BOM DIA USA: Dia morno e: Tesla no S&P, Amazon Pharmacy e resultados de Walmart, Home Depot e Kohls

Podcasts
Tempo de leitura: 12 min

E para quem gosta de ler, aí está a transcrição do podcast. Esse é um podcast destinado aos clientes da Avenue. O texto aqui é apenas uma transcrição e Tais comentários não devem ser visto como qualquer tipo de recomendação de investimentos. 

 

**ONTEM**

Os mercados encerraram o dia em queda, depois da recente recuperação e até do “all time high” batido pelo Dow Jones e pelo S&P500 na segunda, depois de repercutir as notícias de possíveis vacina da Moderna ainda para este ano também. Ontem, o que parece ter desanimado o mercado foram os dados econômicos mais fracos divulgados pelos Estados Unidos.

  • Dow: -0,56%
  • S&P: -0,48%
  • Nasdaq: -0,21%
  • Setores: Ontem, destaque positivo para os setores: Petróleo XLE com alta de (+1,02%) e Biotechs XLB com alta de (+0,74%). Já na ponta negativa, nós tivemos Utilities XLU com queda de (-1,98%), Tecnologias XLK com queda de (-0,54%) e Materiais XLB com leve queda de (-0,38%).
  • Economia: Na terça, as Vendas no Varejo, decepcionaram, com +0,3%, enquanto as projeções apontavam para um crescimento de 0,5%. As projeções de venda no varejo, também deixaram a desejar, com um crescimento de 0,1% nas projeções, abaixo das estimativas que apontavam para um crescimento 0,5%. Porém, a utilização de capacidade instalada das empresas cresceu levemente, para 72,8%, melhor que o esperado. E a produção industrial veio levemente acima das projeções, ficando 1,1% ante 1,0% de projeção.
  • Dólar: No dia de ontem, o dólar encerrou outro dia em queda, cotado a R$5,33 (-1,97%). No cenário externo, repercutiu as boas notícias de possíveis vacinas, mesmo com a piora de dados divulgados na terça. Já no cenário interno, repercutiu o comunicado do BACEN sobre aumentar as ofertas dos “swaps cambiais”. https://rb.gy/vazr9n

 

**HOJE**

  • Ásia: Os mercados asiáticos fecharam em sentidos mistos. No Japão -1,1%; Hong Kong, +0,49%; Coreia do Sul +0,26%; China+0,22%.

As bolsas europeias e os futuros dos EUA ficam praticamente estáveis

  • Europa: O índice Eurostoxx tem alta de 0,2%. O Dax, da Alemanha, sobe 0,04%; o FTSE 100, do Reino Unido, cai0,4%; o CAC 40, da França, sobe 0,01%; o FTSE MIB, da Itália, sobe 0,85%.
  • Futuros: O índice S&P 500 Futuro, sobe 0,01%; o Nasdaq Futuro sobe 0,11%; o Dow Jones Futuro sobe 0,06%.
  • Agenda: licenças de construção as 10h30 e estoques de petróleo as 12h30
  • Resultados: Lowes, Target, TJX..e depois do fechamento eh a vez da Nvidia, Copart e trip.com

 

**DESTAQUES DE ATIVOS**

Antes de entrarmos na parte que todo mundo gosta, que são os destaques das empresas que divulgaram seus resultados. Vamos comentar de duas coisas estão acontecendo e são interessantes para os investidores.

 

Amazon (AMZN)

A Amazon (AMZN) resolveu pular de vez no setor de farmácias e agora passa disponibilizar compras online e entregas gratuitas para membros prime. Denominada de Amazon Pharmacy, ela foi projetada para ser de simples acesso e bem conveniente na hora de solicitar algum medicamento prescrito, permitindo que clientes nos Estados Unidos solicitem medicamentos prescritos para entrega em casa, incluindo entrega gratuita para membros do Amazon Prime. A Amazon vem construindo discretamente sua oferta de farmácia há vários anos, após intensificar as discussões internas em 2017 e adquirir o PillPack em 2018. O espaço da farmácia é notoriamente complexo e competitivo nos EUA, e o Amazon Pharmacy é construído em parte na infraestrutura do PillPack, incluindo seu software de farmácia, centros de atendimento e relacionamento com planos de saúde. A Amazon Pharmacy, anunciada na terça-feira, é o maior impulso da empresa para um mercado de US$ 300 bilhões e ameaça o domínio de farmácias tradicionais como CVS (CVS) e Walgreens (WBA), bem como outros grandes varejistas que oferecem serviços de farmácia, incluindo o Walmart (WMT). Para a Amazon, o anúncio é oportuno. Os americanos estão cada vez mais confiando na obtenção de seus medicamentos pelo correio para evitar a possível exposição ao coronavírus. Fica a reflexão aí, se ela vai conseguir vingar neste setor também. https://rb.gy/uw9fys

 

Tesla (TSLA)

As ações da Tesla resistiram à tendência negativa do mercado, saltando 8,2% no dia de ontem, depois que o S&P Dow Jones Indices disse que a fabricante de carros elétricos se juntaria ao índice S&P 500 a partir de 21 de dezembro. O que muda? Para empresa nada. Mas para ação significa que muitos fundos passivos (por exemplo ETFs) que replicam o índice teria que comprar o ativo. Esse era um movimento já esperado há muito tempo dado o valor de mercado da empresa e o volume de negócios da ação. Antes de segunda-feira, as ações já haviam mais que quadruplicado neste ano. Então, vamos ficar de olho nas próximas semanas para entender quem sai para que a Tesla entre na composição. https://rb.gy/hnf3ql

 

KOHL`S (KSS)

Comentar o resultado da varejista Kohl`s (KSS) que apresentou seus números referentes ao 3T20 e ficaram em um misto entre as estimativas. Suas ações subiram (+11,6%) no dia de ontem, após a presidente da companhia, Michelle Gass, ter exposto o plano da varejista para expandir suas roupas esportivas e acessórios para cuidado pessoal para 2021, dois segmentos que se aceleraram durante a pandemia. A companhia reportou uma receita de $3,78 bilhões, ligeiramente abaixo das estimativas, mas com queda de 14% no trimestre. Suas lojas sofreram por conta dos fechamentos impostos pela pandemia e por conta de menos pessoas procurando roupas de trabalho e sapatos sociais. Além disso, as vendas nas mesmas lojas (SSS) da Kohl’s, que rastreiam as vendas online e nas lojas Kohl’s abertas há pelo menos 12 meses, também caíram 13,3%. Os analistas, em média, esperavam uma queda de 11,39%. Todavia, existe outro ponto interessante, estamos entrando no último trimestre do ano. O mais importante para o varejo, pois conta com a Black Friday e as festas de fim de ano. A companhia vem buscando convencer o mercado de que está bem posicionada para capturar muitas sinergias dessas datas. Sendo que no último trimestre, ela reduziu bastante seus estoques, o que coloca ela em uma posição menos dependente de mais descontos. A empresa apresentou um lucro por ação ajustado de $0,01 cents, enquanto o mercado esperava um prejuízo $0,43 cents. A estratégia da Kohl`s rumo a 2021 é reduzir a quantidade de mercadorias “elegantes” e se concentrar mais em adicionar roupas confortáveis e ativas. Ela planeja lançar uma nova marca de athleisure (que já é uma das marcas dela), chamada FLX, no próximo ano, enquanto aumenta a quantidade de espaço dedicado a active wear (roupas esportivas) em suas lojas em quase 20%. Outro ponto interessante, é seu plano de triplicar as vendas de maquiagens e produtos de beleza. Eles criaram e estão testando um modelo de loja chamada Wellness Market, que inclui produtos de higiene pessoal, artigos para bebês e animais de estimação. Para quem não conhece a Kohl`s, ela é uma varejista americana que vende desde roupas, calçados, acessórios e maquiagem, até produtos para bebês, animais e higiene pessoal. Fundada em 1962 e com sede em Wisconsin. Ela emprega 122mil colaboradores e em 2019, entregou cerca de $20 bilhões em receitas anuais. Atualmente, o seu valor de mercado é de aproximadamente $4,6 bilhões e suas ações caem 42% no ano.

 

WALMART (WMT)

Walmart reportou um resultado melhor que o esperado pelo mercado em todas as métricas. Lucro por ação: $1,34 vs. $1,18 esperado; Receitas de $ 134,7 bilhões contra $ 132,2 bilhões esperados; vendas nas mesmas lojas nos EUA de +6,4% vs +3,9% esperado. Receitas cresceram 5% e a empresa apresentou melhora de margens operacionais com as despesas impactando menos o resultado como proporção da receita e lucro crescendo 15% na comparação anual – e isso mesmo tendo gastos extras com a Covid ($600MM nesse trimestre). Mas o ponto alto foi o crescimento do ecommerce aqui nos EUA – as vendas do ecommerce do Walmart cresceram 79% na comparação anual. O diretor financeiro, Brett Biggs, disse que a mudança nos padrões de compra no início da pandemia atingiu “três a cinco anos de aceleração do comércio eletrônico, em um período de semanas ou meses”. Eles não deram guidance mas o CEO da empresa, Doug McMillon, disse que a popularidade dos serviços de compras online não mostra nenhum sinal de diminuição. Apesar dos bons números a ação ficou praticamente estável ontem depois de acumular alta de 28% no ano.

 

HOME DEPOT (HD)

A Home Depot divulgou ontem pela manhã seu resultado e as açõe fecharam com 2.5% de queda depois de já terem subido 25% no ano. Os números foram fortes com as vendas aumentando 24% em relação ao ano anterior. EPS de $3,18 vs. $3,06 esperados; Receita: $ 33,54 bilhões contra $ 32,04 bilhões esperados. Lucro líquido aumentou 24%. Vendas digitais aumentaram 80% ano após ano. Vendas nas mesmas lojas nos EUA cresceram 24,6% no trimestre e o valor da compra média de um cliente aumentou para $ 72,98, um aumento de 10% em comparação com o mesmo período do ano passado. A queda da ação pode ser jurificada pelo mercado ter certos receios de o quão duradouro são esses bons resultados. Fora isso a empresa disse que alguns dos programas de compensação de empregados temporários que foram implementados durante a pandemia se tornarão aumentos salariais permanentes, o que resultará em US$ 1 bilhão em despesas adicionais por ano. E eles também não deram um guidance para 2021 por causa da incerteza macroeconômica devido à pandemia. https://rb.gy/fv0p1s

Era isso.
Aquele Abs.

Twitter: @willcastroalves
Instagram: @willcastroalves
Linkedin: William Castro Alves

Disclaimer: O conteúdo deste podcast é apenas para fins informativos, não serve como recomendação de compra ou venda de qualquer título na Avenue ou em qualquer outra conta. Ele também não é uma oferta ou venda de um título. Também não são relatórios de pesquisa e não servem como base para qualquer decisão de investimento. Todos os investimentos envolvem riscos e o desempenho passado não garante resultados ou retornos futuros.

Leave a Reply